A busca pelo empoderamento feminino ao longo da história e Coco Chanel como ícone das mudanças na vida da mulher do século XX

Maria Angélica Seabra Rodrigues Martins

Resumo


O cinema e a literatura têm explorado a temática do “empoderamento” feminino de forma abrangente, evidenciando a opressão, na relação de igualdade homem-mulher, em um mundo eminentemente dominado pelos homens. Neste texto observaremos questões sobre a conquista de direitos da mulher, nos âmbitos profissional, familiar e pessoal, abrangendo a obtenção de poder e mudanças sociais ao longo da história. O direito ao voto e ao controle da natalidade, entre outros aspectos, além de algumas análises fílmicas do ícone feminino do século XX, Coco Chanel. Como suporte teórico-metodológico empregaremos noções de sociologia, de História e das Teorias do discurso.

Palavras-chave


Empoderamento; Direitos femininos; Sociologia; Teorias do discurso; Coco Chanel.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


BARROS, D. L. P. Teorias do discurso. São Paulo: Atual, 1988

FIORIN, J. L. Linguagem e ideologia. São Paulo: Ática, 1988

FREITAS, A. A origem do conceito de empoderamento, a palavra da vez. NEXO JORNAL LTDA. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/06/A-origem-do-conceito-de-empoderamento-a-palavra-da-vez. Acesso em: 15 mar. 2018.

GREENHALG, C. Coco Chanel & Igor Stravinsky. London: Headline Publishing Group, 2002.

KLEBA, M. E; WENDHAUSEN, A. Empoderamento: processo de fortalecimento dos sujeitos nos espaços de participação social e democratização política. Saúde Soc. São Paulo, v. 18, n. 4, p. 733-743, 2009. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/sausoc/article/download/29498/31358. Acesso em: 15 mar. 2018.

MARCELINO, G. H. As Sufragistas: reflexões sobre o passado e o presente de luta das mulheres. Disponível em: https://juntos.org.br/2016/01/especial-juntas-as-sufragistas-e-a-primeira-onda-do-feminismo. Acesso em: 15 mar. 2018.

MARKALE, J. Alienor d’Aquitaine. Paris: Payot, 1983

ONU Mulheres Cartilha de empoderamento das mulheres. Disponível em: www.onumulheres.org.br/wp-content/uploads/2016/04/cartilha_WEPs_2016.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso, 6. ed. Campinas: Pontes, 2005

PILA, M. C. B. A. Manual de civilidade, modelos de civilização. Em: História em Revista (UFPel), Pelotas, v.9, p.105-134, 2003. Disponível em: http://www.ufpel.edu.br/ich/ndh/downloads/historia_em_revista_09_maria_pilla.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

REVEL, J. Os usos da civilidade. In: CHARTIER, Roger (Org.). História da vida privada: da renascença ao século das luzes. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

ROUX, E. C. L’Irreguliere – L’itinéraire de Coco Chanel. Paris: Éditions de Poche, 1974

SENNET, R. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

TRAMONTINA, R; SCHMITZ, G. A. P. D. EMPODERAMENTO FEMININO: uma análise a partir da teoria do poder simbólico de Pierre Bourdieu. Revista de Gênero, Sexualidade e Direito. Brasília, v. 3, n. 1, p. 98 – 107 | Jan/Jun. 2017. Disponível em: www.indexlaw.org/index.php/revistagsd/article/view/1826/pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

Filmografia

FONTAINE, A. (direção) Coco – antes de Chanel. Audrey Tautou. Warner Bross: França, 2009

GAVRON, S. (direção) As sufragistas. Carey Mullingan, Helena Boham Carter, Merryl Streep. Focus: Reino Unido e Irlanda do Norte, 2015

KOUNEN, J. (direção) Coco Chanel & Igor Stravinsky. Anna Mouglalis e Mads Mikkelse., Imovision: França, 2009




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i2.12528



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.