As assembleias estudantis e o exercício da gestão democrática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24i1.13033

Palavras-chave:

Assembleias estudantis, Gestão democrática, Participação, Democracia.

Resumo

As discussões sobre questões relacionadas à democracia, sobretudo a como exercê-la, são importantes na sociedade neoliberal na qual nos encontramos. Em razão da crise democrática atravessada pela valorização do mercado e minimização de direitos sociais, as assembleias estudantis surgem como campos de debates pertinentes à sociedade. A temática desenvolveu-se neste trabalho através de pesquisa qualitativa, de base dialética, associada a estudo de caso, que traz realidade específica com características de um todo social. Diálogos com Lima (2018), Marx (2003), Paro (2016), Souza (2017), entre outros, revelaram a importância das assembleias como instrumentos de construção das sociedades democráticas em tempos de opressão e determinismo social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emerson Sandro Silva Saraiva, Universidade do Estado do Amazonas (UEA)

Graduação em Pedagogia com Habilitação em Administração e Inspeção Escolar (2000), Especialização em Metodologia do Ensino Superior (2003), Mestrado em Educação (2007), Doutorado em Educação (2018) pela Universidade Federal do Amazonas. Professor Adjunto da Universidade do Estado do Amazonas, lotado na Escola Normal Superior, desde 2013. Atuou como Coordenador do Curso de Pedagogia da Escola Normal Superior - UEA. (2015-2017) Professor Formador da Secretaria Municipal de Educação - SEMED de Manaus (1995). Professor da Secretaria Estadual de Educação - SEDUC do Amazonas (1993-2013). Gestor Escolar da SEMED/Manaus (2005-2010). Coordenador Pedagógico da SEDUC/Amazonas (2012-2013). Professor Substituto do Departamento de Administração e Planejamento da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas (2011-2012). Editor da Revista Saberes & Práticas do LEPETE. Lider do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Educação da UEA/ ENS. Contato pelo email: esaraiva@uea.edu.br/emerson.saraiva@outlook.com.

Thalysson Kelvyn do Monte, Universidade do Estado do Amazonas (UEA)

Graduando do curso de Pedagogia pela Universidade do Estado do Amazonas - UEA, pesquisador da área de Gestão Democrática da Escola Pública

Referências

ADRIÃO, Theresa; CAMARGO, Rubens Barbosa de. A gestão democrática na Constituição Federal de 1988. In: ADRIÃO, Tereza; OLIVEIRA, Romualdo Portela de (orgs.). Gestão, financiamento e direito à educação: análise da Constituição Federal e da LDB. São Paulo: Xamã, p. 63-71, 2007.

APPLE, Michael; BEANE, James. Escolas democráticas. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

ARAÚJO, Ulisses. Resolução de conflitos e assembleias escolares. Cadernos de Educação, Pelotas, n. 68, p. 115-131, jul./dez. 2008.

ARAÚJO, Ulisses. Autogestão na sala de aula: as assembleias escolares. São Paulo: Summus, 2015.

BOBBIO, Norberto. Dicionário de Política. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998.

BOURDIEU, Pierre. Sobre o estado: cursos no Collège de France (1989-92). 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

BRASIL, Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, Centro Gráfico, 1988, 292 p.

BRASIL, Lei n° 8.930, de 6 de set. de 1994. Lei Daniella Perez, Brasília, DF, set. de 1994.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei n° 9.709, de 18 de nov. de 1998. Lei da Democracia Direta, Brasília, DF, mar. 1998.

BRASIL, Lei n° 9.840, de 28 de set. de 1999. Lei de Combate à Compra de Votos, Brasília, DF, set. de 1999.

BRASIL, Lei n° 11.124, de 16 de jun. de 2005. Lei do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social, Brasília, DF, jun. de 2005.

BRASIL, Lei complementar n° 135, de 4 de jun. de 2010. Lei da Ficha Limpa, Brasília, DF, jun. 2010.

BRASIL. Senado Federal. Projeto de iniciativa popular poderá contar com assinaturas eletrônicas, aprova CCJ. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/11/08/projeto-de-iniciativa-popular-podera-contar-com-assinaturas-eletronicas-aprova-ccj. Acesso em: 17 de jan. de 2019.

CORTELLA, Mário Sérgio. Uma vida entre livros: entrevista com mário sérgio cortella. 2019. 24 min., son., col. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/video/video/Uma-vida-entre-livros-entrevista-com-Mario-Sergio-Cortella. Acesso em 15 de jan. de 2019.

DALBÉRIO, Maria Célia Borges. Neoliberalismo, políticas educacionais e a gestão democrática na escola pública de qualidade. São Paulo: Paulus, 2009.

DOURADO, Luiz Fernandes. A escolha de dirigentes escolares: política e gestão da educação no Brasil. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto (Org.). Gestão democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 2013.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto Ferreira (Org.). Gestão democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

FORNAZIERI, Aldo. Plebiscito e referendo na história do brasil. Disponível em: https://www.fespsp.org.br/noticia/plebiscito_e_referendo_na_historia_do_brasil. Acesso em: 15 de janeiro de 2018.

FREIRE, Paulo. Educação e política. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os delírios da razão: crise do capital e metamorfose conceitual no campo educacional. In: GENTILI, Pablo (org.); APPLE, Michel W (et al.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. 19 ed. Petrópolis, RJ: vozes, 2013.

GADOTTI, Moacir. Gestão democrática com participação popular: planejamento e organização da educação nacional. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2013.

GENTILI, Pablo. Adeus à escola pública: a desordem neoliberal, a violência do mercado e o destino da educação das maiorias. In: GENTILI, Pablo (org.); APPLE, Michel W (et al.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. 19 ed. Petrópolis, RJ: vozes, 2013.

GUTIERREZ, Gustavo Luis; CATANI, Afrânio Mendes. Participação e gestão escolar: conceitos e potencialidades. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto (Org.). Gestão democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 2013.

HABERMAS, Jurgen. Problema de legitimación en el capitalismo Tardio. In:

HASCKEL, Selita. Gestão democrática na educação infantil: tecendo a história da participação política dos professores nas creches e pré-escolas da rede municipal de ensino de Florianópolis. In: CARVALHO, Diana Carvalho de; QUINTEIRO, Juricema (orgs.). Participar, brincar e aprender: exercitando os direitos da criança na escola. Araraquara, SP: Junqueira&Marin: 2007.

LIMA, Licínio. Por que é tão difícil democratizar a gestão da escola pública?. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 68, p. 15-28, mar./abr. 2018.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. 21. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

MARX, Karl. O 18 brumário de Luís Bonaporte. São Paulo: Boitempo, 2011

PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2016.

PUIG, Josep Maria et al. Democracia e participação escolar. São Paulo: Moderna, 2000.

PUIG, Josep Maria. Assembleias de sala de aula ou como fazer coisas com palavras. ARGUIS, Ricardo et al. Tutoria: com a palavra, o aluno. Porto Alegre: Artmed, 2002.

QUINTERO, Juricema et al. Infância na escola: participação como princípio formativo. In: CARVALHO, Diana Carvalho de; QUINTEIRO, Juricema (orgs.). Participar, brincar e aprender: exercitando os direitos da criança na escola. Araraquara, SP: Junqueira&Marin: 2007.

SOUZA, Jessé. A elite do atraso: da escravidão à lava jato. Rio de Janeiro: Leya, 2017.

SOUZA, Silvana Aparecida. Gestão democrática da escola e participação. In: SILVEIRA, Adriana Dragone. Gestão democrática, participação popular e controle social. Curitiba: Appris, 2015.

TOGNETA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi. Quando a escola é democrática: um olhar sobre a prática das regras e assembleias na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007.

YIN, Robert. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Publicado

06/01/2020

Como Citar

SARAIVA, E. S. S.; MONTE, T. K. do. As assembleias estudantis e o exercício da gestão democrática. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. 1, p. 164–188, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24i1.13033. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/13033. Acesso em: 13 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos