A temática da convivência ética em contextos escolares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26iesp.3.16949

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciene Regina Paulino Tognetta, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara-SP – Brasil

Professora do Departamento de Psicologia da Educação (FCLAr/UNESP). Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano

Referências

ABRAMOVAY, M. et al. Diagnóstico participativo das violências nas escolas. Rio de Janeiro: Flacso-Brasil; OEI; MEC, 2016.

ARÓN, A. M.; MILICIC, N. Clima social escolar y desarrollo personal. Un programa de mejoramiento. Santiago: Editorial Andrés Bello, p. 117-123, 1999. Disponível em: https://bibliotecadigital.mineduc.cl/handle/20.500.12365/17414. Acesso em: 12 maio 2021

AVILÉS MARTÍNEZ, J. M. Análisis psicosocial del ciberbullying: Claves para una educación moral. Papeles del psicólogo, v. 34, n. 1, p. 65-73, 2013. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/778/77825706007.pdf. Acesso em: 09 mar. 2021.

AVILÉS MARTÍNEZ, J. M. Ciberbullying: Diferencias entre el alumnado de secundaria. Boletín de Psicología, n. 96, p. 79-96, 2009. Disponível em: https://www.uv.es/seoane/boletin/previos/N96-6.pdf. Acesso em: 15 mar. 2021.

BARRIOS, A.; MARINHO-ARAUJO, C. M.; BRANCO, A. U. Formação continuada do professor: Desenvolvendo competências para a promoção do desenvolvimento moral. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 91-99. 2011 Disponível em: https://www.scielo.br/j/pee/a/wqJ7SQzgfZMtnSDVmsXsZnq/?lang=pt. Acesso em: 12 jan. 2022.

BOZZA, T. C. L. O uso da tecnologia nos tempos atuais: Análise de programas de intervenção escolar na prevenção e redução da agressão virtual. 2016. 261 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalh oConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3628474. Acesso em: 08 dez. 2021

BRASIL. Lei n. 13.185, de 6 de novembro de 2015. Institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying). Brasília, DF: Presidência da República, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13185.htm. Acesso em: 14 set. 2017.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 2, de 20 dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial De Professores da Educação Básica. Brasília, DF: MEC, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file. Acesso em: 15 abr. 2020.

CAIDEN, N.; WILDAVISKY, A. Planning and budgeting in developing countries. New York: John Wiley, 1980.

CASASSUS, J. A reforma educacional na América Latina no contexto de globalização. Cadernos de Pesquisa, n. 114, p. 7-28, nov. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/G84F35T35zrRSv9drSJc6Dz/?format=html. Acesso em: 12 jun. 2021

CEPAL. COMISIÓN ECONÓMICA PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE. Panorama Social de América Latina. Santiago: Nações Unidas, 2019. Disponível em: https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/44969/5/S1901133_es.pdf. Acesso em: 14 mar. 2021.

COWIE, H. Bystanding or standing by: Gender issues in coping with bullying in English schools. Aggressive Behavior, v. 26, n. 1, p. 85-97, 2000. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/229806457_Bystanding_or_standing_by_Gender_issues_in_coping_with_bullying_in_English_schools. Acesso em: 15 out. 2021.

COWIE, H.; WALLACE, P. Peer Suport in Action. Londres: Sage Publications, 2000.

CHILE. Política Nacional de Convivência Escolar. Chile: Ministerio de Educación, 2019. Disponível em: https://convivenciaparaciudadania.mineduc.cl/wp-content/uploads/2019/04/Politica-Nacional-de-Convivencia-Escolar.pdf. Acesso em: 14 mar. 2021.

FARHAT, F. I. B.; BOZZA, T. C. L. Ciberagressão e ciberempatia: A vida virtual entre os alunos. In: TOGNETTA, L. R. P. (org.). Bullying e convivência em tempos de escolas sem paredes. 1ed. Americana, SP: ADONIS, 2020.

FIOCRUZ. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Saúde mental e atenção psicossocial na pandemia COVID-19: Violência doméstica e familiar na COVID-19. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/saude-mental-e-atencao-psicossocial-na-pandemia-covid-19-violencia-domestica-e-familiar-na-covid-19.pdf. Acesso em: 10 jan. 2022.

GONÇALVES, C. C. Concepção e julgamento moral de docentes sobre bullying na escola. 2011. 146 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2011.

JARES, X. R. Pedagogía de la convivencia. Barcelona: Graó, 2006.

KNOENER, D. F. Quando a convivência pede por cuidado: Bullying e assédio moral em ambientes universitários. 2019. 286 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar), Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, São Paulo, 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/181949. Acesso em: 12 jul. 2019.

LAHR, T. B. S. Territórios vulneráveis: Os problemas de convivência na escola e a rede de proteção. 2022. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, São Paulo, 2022. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/235040. Acesso em: 07 jan. 2022.

LAHR, T. B. S.; TOGNETTA, L. R. P. Proteção e bem-estar na escola: Um emaranhado de nós para desatar em contextos pós-pandêmicos. Tópicos Educacionais, v. 27, n. 1, p. 62-78, 2021. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/6727/672770961004/672770961004.pdf. Acesso em: 22 dez. 2021.

LINDBLOM, C. E. Still Muddling, not yet through. Public Administration Review, v. 39, n. 6, p. 517-526, nov./dez. 1979. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/976178.

MEULEN, K. V. D.; GRANIZO, L.; DEL BARRIO, C. Emotional peer support interventions for students with SEND: A systematic review. Frontiers in psychology, v. 12, p. 1-19, 2021. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8748258/. Acesso em: 22 fev. 2022.

MILICIC, N. Creo en ti: La construcción de la autoestima en el contexto escolar. Santiago: LOM, 2001.

OLIVEIRA, J. et al. Percepções de adolescentes sobre seu território: Olhar ecológico para riscos e vulnerabilidades. Rev. Spagesp, Ribeirão Preto, v. 21, n. 1, p. 110-126, jun. 2020. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-29702020000100009. Acesso em: 29 set. 2020.

PASCUAL, E. Incidencia de las condiciones laborales e institucionales en el desempeño profesional de los educadores de enseñanza media. Revista Pensamiento Educativo, v. 16, n. 1, p. 245-264, 1995. Disponível em: http://www.pensamientoeducativo.uc.cl/index.php/pel/article/view/23681. Acesso em: 15 set. 2020.

PIAGET, J. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1932/1994.

PLAN. Bullying Escolar no Brasil: Relatório Final. São Paulo: CEATS/FIA, 2010.

REZERA, D. N.; D'ALEXANDRE, R. G. A educação de crianças e jovens durante a pandemia da Covid-19. “Tem alguém aí, ou vamos apenas cumprir tarefas?”. Saber & Educar, n. 29, 2020. Disponível em: http://revista.esepf.pt/index.php/sabereducar/article/view/396. Acesso em: 19 jun. 2021.

SIBILIA, P. O show do eu: A intimidade como espetáculo. 2. ed. Rio Janeiro: Contraponto, 2016.

SILVA, A. C. S; ALBERTO, M. F. P. Fios soltos na rede de proteção dos direitos das crianças e adolescentes. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 39, p. 1-13, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pcp/a/d3rnLL3KmZvCQBKJzn9f8nd/?lang=pt. Acesso em: 22 jul. 2021.

SMITH, P. K. Cyberbullying: Challenges and opportunities for a research program - A response to Olweus. Eur. J. Dev. Psychol, v. 5, n. 9, 2012. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/17405629.2012.689821. Acesso em: 11 mar. 2021.

SOMOS CONTRA O BULLYING (org.). O que cabe em um abraço? De jovem para jovem. Americana: Editora Adonis, 2021.

SÃO PAULO (Estado). Resolução SEDUC n. 49, de 03 de dezembro de 2019. São Paulo: Secretário de Estado da Educação, 2019. Disponível em: http://www.educacao.sp.gov.br/lise/sislegis/detresol.asp?strAto=201910030049. Acesso em: 15 fev. 2022.

SELMAN, R. L.; WEINSTEIN, E. C. Is cyberbullying all that goes ‘over the line’ when kids are online? The Conversation, 2015. Disponível em: https://theconversation.com/is-cyberbullying-all-that-goes-over-the-line-when-kids-are-online-45150. Acesso em: 17 jun. 2021.

TOGNETTA, L. R. P. A construção da solidariedade e a educação do sentimento na escola: Uma proposta de trabalho com as virtudes numa visão construtivista. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2003.

TOGNETTA, L. R. P. A formação da personalidade ética: Estratégias de trabalho com afetividade na escola. Campinas, SP: Mercado de letras, 2009.

TOGNETTA, L. R. P. (org.). Bullying e convivência: Em tempos de escolas sem paredes. Americana: Editora Adonis, 2020a.

TOGNETTA, L. R. P. Quando a preocupação é compartilhada: Intervenções aos casos de bullying. Americana: Editora Adonis, 2020b.

TOGNETTA, L. R. P. (org.). A Convivência como Valor nas Escolas Públicas: A implantação de um Sistema de Apoio entre Iguais. Americana: Editora Adonis, 1 ed. 2022. Disponível em: https://www.itausocial.org.br/wp-content/uploads/2022/05/pesquisa-itau-social-anos-finais-451.pdf. Acesso em: 19 nov. 2021.

TOGNETTA, L. R. P.; SOUZA, R. A.; LAPA, L. Z. A implantação das equipes de ajuda como estratégia para a superação do bullying escolar. Revista de Educação PUC-Campinas, v. 24, n. 3, p. 397-410, 2019. Disponível em: https://seer.sis.puc-campinas.edu.br/reveducacao/article/view/4506. Acesso em: 19 ago. 2020.

TOGNETTA, L. R. P.; FODRA, S.; BONI, L. D. G. Os grandes ataques em escolas: O que sabemos? In: TOGNETTA, L. R. P. (org.) Bullying e convivência: Em tempos de escolas sem paredes. Americana: Editora Adonis, 2020.

UNESCO. Impacto de la COVID-19 en la educación. Paris: UNESCO, 2020. Disponível em: https://es.unesco.org/covid19/educationresponse. Acesso em: l 9 Jul. 2020.

UNICEF. U-Report. Suécia: UNICEF, 2019. Disponível em: https://www.unicef.org/innovation/media/4171/file. Acesso em: 22 dez. 2021.

URUÑELA, P. M. N. Trabajar la convivencia en los centros educativos. Aula de innovación educativa, n. 221, p. 36-40, 2013. Disponível em: https://www.grao.com/es/producto/trabajar-la-convivencia-en-los-centros-educativos. Acesso em: 14 maio. 2021

URUÑUELA, P. M. N. La gestión del aula. Madrid: Narcea Ediciones, 2018.

VIEIRA, R. E. Democracia e políticas públicas: O novo enfoque da gestão pública na construção de espaços públicos de participação no Estado de Direito no Brasil. Direitos Fundamentais e Democracia, v. 6, p. 1-19, 2009. Disponível em: http://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd/article/viewFile/205/214. Acesso em: 25 maio 2021.

VINHA, T. P. et al. A educação para o desenvolvimento da autonomia e a militarização das escolas públicas: uma análise da psicologia moral. In: ABRAMOVAY, M. et al. Reflexões sobre convivências e violências nas escolas. Brasília, DF: Flacso, 2021. Disponível em: http://flacso.org.br/?publication=reflexoes-sobre-convivencias-e-violencias-nas-escolas. Acesso em: 15 fev. 2022.

VINHA, T. P.; TOGNETTA, L. R. P. A comunicação entre escola e família por meio dos bilhetes ou notificações eletrônicas. Almeria, 2013.

WILDAVSKY, A. The policy of budgetary process. 2 ed. Boston: Little and Brown, 1992.

Publicado

01/07/2022

Como Citar

PAULINO TOGNETTA, L. R. . A temática da convivência ética em contextos escolares. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. esp.3, p. e022089, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26iesp.3.16949. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16949. Acesso em: 11 ago. 2022.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.