A trajetória política e histórico-normativa do ensino técnico da área de agropecuária no estado de São Paulo: a história política de transição por decretos (de 1882 a 2001)

Marta Leandro da Silva, Waldemar Marques

Resumo


Este artigo apresenta a trajetória histórica do ensino técnico agrícola no Estado de São Paulo, de 1882 a 2001, com destaque para os aspectos normativos e políticos de transição de órgãos gestores e ruptura na construção e consolidação de um projeto pedagógico-curricular desta área do ensino técnico e de políticas institucionais dessas escolas técnicas. Focaliza, assim, as importantes mudanças de caráter político-normativas e pedagógico-organizacionais que delinearam a construção da sua especificidade.Isto porque é necessário conhecer a história do ensino técnico ‘agrícola’ (área agropecuária) a fim de subsidiar a análise de sua configuração atual e divisar novas perspectivas para sua gestão.O ensino agrícola paulista foi alvo de constantes indefinições políticas quanto aos seus princípios e fins.As várias transferências e realocações a que foi submetido passando por diferentes Secretarias Estaduais, revelam os entraves políticos quanto à sua gestão e a dificuldade de situá-lo em um locus apropriado e condizente aos seus fins.

Palavras-chave


trajetória político-normativa. ensino técnico agrícola; Estado de São Paulo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v0i16.9362



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.