Controvérsias sociotécnicas: uma proposta didática para o ensino de engenharia

Vágner Ricardo de Araújo Pereira, Carlos Roberto Massao Hayashi

Resumo


Neste artigo é apresentada uma proposta didática interdisciplinar com o objetivo de analisar questões sociotécnicas controversas em cursos de engenharia e contribuir para o desenvolvimento dos raciocínios crítico e reflexivo por meio da argumentação. A proposta foi elaborada com base em pesquisa realizada em uma turma de engenharia em horário extraclasse. A pesquisa foi delineada na forma de estudo de caso com análise qualitativa de dados. Os resultados indicam que os estudantes se envolvem e valorizam atividades interdisciplinares em sua formação profissional, entretanto, introduzi-las no currículo regular ainda é um desafio.


Palavras-chave


Ensino de engenharia; Interdisciplinaridade; Questões sociotécnicas controversas; Ciência, tecnologia e sociedade; Padrão de argumentos de Toulmin.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España)) XML

Referências


ABET. Criteria for accrediting engineering programs. Engineering Accreditation Commission, Baltimore, MD, USA, 2014. Disponível em: http://www.abet.org/wp-content/uploads/2015/05/E001-15-16-EAC-Criteria-03-10-15.pdf. Acesso em: 28 jun. 2017.

BAZZO, W. A. Ciência, tecnologia e sociedade e o contexto da educação tecnológica. 2. ed. Florianópolis: Ed. UFSC. 2010.

BIJKER, W. E. Constructing Worlds: Reflections on Science, Technology and Democracy (and a Plea for Bold Modesty). Engaging Science, Technology, and Society, n. 3, p. 315-331, 2017. Disponível em: https://estsjournal.org/index.php/ests/article/view/170/96. Acesso em: 13 mar. 2018.

BRASIL. CNE/CES 11. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia. Brasília: Ministério da Educação, 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES112002.pdf. Acesso em: 08 fev. 2017.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade – transdisciplinaridade: visões culturais e epistemológicas. In: (Org.) O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008.

GIDDENS, A. Sociologia. 6. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

KLINE, R. R. To teach engineering ethics. IEEE Technology and Society Magazine. v. 20, n. 4, p. 13-20, 2001. Disponível em: http://user.das.ufsc.br/~moreno/ seguranca/etica/00974503.pdf. Acesso em: 28 jun. 2016.

KOLSTOE, S. D. Consensus projects: teaching science for citizenship. International Journal of Science Education, v. 22, n. 6, p. 645 - 664. 2000. Disponível em: https://doi.org/ 10.1080/095006900289714. Acesso em: 15 out. 2016.

PEREIRA, L. T. V.; BAZZO, W. A. Introdução à engenharia: conceitos, ferramentas e comportamentos. In: XXXVI COBENGE, 2008, São Paulo - SP. Anais... Brasília: ABENGE, 2008. Disponível em: http://www.abenge.org.br/cobenge/arquivos/11/artigos/3351.pdf. Acesso em: 13 mar. 2015.

PEREIRA, L. T. V.; BAZZO, W. A.; LINSINGEN, I. Uma disciplina CTS para os cursos de engenharia. In: XXVIII COBENGE, 2000, Ouro Preto – MG. Anais... Brasília: ABENGE, 2000. Disponível em: http://www.abenge.org.br/cobenge/arquivos/19/artigos/466.pdf. Acesso em: 20 jun. 2014.

PEREIRA, V. R. A; HAYASHI, C. R. M. Fóruns de Negociações Simulados no Ensino de Engenharia: Análise de uma estratégia didática. Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología y Sociedad, v. 11, n. 33. 2016. Disponível em: http://www.revistacts.net/volumen -11-numero-33/322-dossier-cts/747-foruns-de-negociacoes-simulados-no-ensino-de-engenharia-analise-de-uma-estrategia-didatica. Acesso em: 22 set. 2016.

PINTO, S. M. C. et al. Argumentação de estudantes da educação básica sobre dilemas sócio-científicos no projeto ENGAGE. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 1, p. 207-228, 2018. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/download/10242/7155. Acesso em: 12 abr. 2018.

SILVA, N.; MOURA, J.; TERRAMATTE, P. ARG: a virtual tool for teaching argumentation theory. CoRR, p. 207-214, 2015. Disponível em: https://arxiv.org/pdf/1507.03682v1.pdf. Acesso em: 03 jan. 2017.

SILVA, R. P. O.; SCARPA, D. L.; TRIVELATO, S. L. F. Proposta de validação de metodologia de análise de argumentos escritos de acordo com o TAP. In: IX ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS – IX ENPEC, 2013, Águas de Lindóia-SP. Atas... Águas de Lindóia: ABRAPEC, 2013, p. 1-8. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/ixenpec/atas/resumos/R0704-1.pdf. Acesso em: 10 fev. 2017.

SOUZA, A. P. A. et al. A valorização das competências na formação e na atuação de engenheiros: a visão de estudantes de uma instituição pública. Revista de Ensino de Engenharia. v. 34, n. 2, p. 19-30, 2015. Disponível em: http://www.bibliotekevirtual.org/ revistas/ABENGE/v34n02/v34n02a03.pdf. Acesso em: 12 jan. 2018.

TOULMIN, S. E. Os usos do argumento. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VERASZTO, E. V. et al. Concepções de tecnologia de graduandos do Estado de São Paulo e suas implicações educacionais: breve análise a partir de modelagem de equações estruturais. Ciência & Educação, Bauru, v. 19, n. 3, p. 761-779, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v19n3/15.pdf. Acesso em: 10 abr. 2016.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14i2.11374



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.