Problem-Based Learning: um modelo para o ensino e a aprendizagem de Teorias Organizacionais

Autores

  • Fabrício Sobrosa Affeldt Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS. Professor EBTT
  • Fábio Ferraz Fernandez Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília – IFB

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.nesp1.v13.2018.11437

Palavras-chave:

Construtivismo, Aprendizagem baseada em problemas, Administração.

Resumo

A construção do conhecimento de um ser humano ocorre através de mecanismos de assimilação e acomodação, que se regulam constantemente. Este trabalho se baseou nos conceitos de construtivismo e de student-centered learning como abordagens de ensino. Escolheu-se o problem-based learning para a criação de um modelo de ensino e aprendizagem que foi elaborado, utilizado e avaliado. O estudo pretendeu contribuir de forma inovadora para o ensino na área, em especial, apresentando um modelo em que o estudante realize atividades reais, resolva problemas, tome decisão e socialize com outros estudantes. Os resultados demonstram que os estudantes perceberam a maior parte dos elementos construtivistas que se buscou implementar no modelo de aprendizagem em Administração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Sobrosa Affeldt, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS. Professor EBTT

Professor EBTT

Fábio Ferraz Fernandez, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília – IFB

Professor EBTT

Referências

ACHTENHAGEN, F. Criteria for the development of complex teaching-learning environments. Instructional Science, v. 29, n. 4, p. 361-380, 2001.

ARTS, Jos AR.; GIJSELAERS, Wim H.; SEGERS, Mien SR. Cognitive effects of an authentic computer-supported, problem-based learning environment. Instructional Science, v. 30, n. 6, p. 465-495, 2002.

BARROWS, H. S. A taxonomy of problem‐based learning methods. Medical education, v. 20, n. 6, p. 481-486, 1986.

BATURAY, M. H.; BAY, O. F. The effects of problem-based learning on the classroom community perceptions and achievement of web-based education students. Computers & Education, v. 55, n. 1, p. 43-52, 2010.

BECKER, F. Educação e construção do conhecimento. Revista e Ampliada. Penso Editora, 2016.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Yvonna S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. In: O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Artmed, 2006.

GIJBELS, D. et al. New learning environments and constructivism: The students’ perspective. Instructional science, v. 34, n. 3, p. 213-226, 2006.

HARDLESS, C.; NILSSON, M.; NULDÉN, U. ‘Copernicus’ experiencing a failing project for reflection and learning. Management Learning, v. 36, n. 2, p. 181-217, 2005.

LOYENS, S. MM.; GIJBELS, D. Understanding the effects of constructivist learning environments: Introducing a multi-directional approach. Instructional science, v. 36, n. 5-6, p. 351-357, 2008.

MACEDO, L. Ensaios construtivistas. Casa do Psicólogo, 1994.

MEIRIEU, P. Aprender... sim, mas como?. Artmed, 1998.

MONDADORI, M. G. Desenvolvimento de ambientes complexos de aprendizagem baseados em computador aplicados à Administração. 2006.

MONDADORI, M. G.; SANTOS, E. R. Uma proposta de princípios para a construção de ambientes de aprendizagem com orientação construtivista para o ensino em Administração. RENOTE: revista novas tecnologias na educação [recurso eletrônico], Porto Alegre, 2006.

OLIVEIRA, P.; MURITIBA, S.; CASADO, T. Diferenças individuais dos estudantes e preferência por métodos de ensino em administração: uma aplicação dos tipos psicológicos de Jung. ENANPAD-2005-Encontro Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração, Brasília. CD-ENANPAD-2005-Encontro Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração, 2005.

PELLEGRINO, J. W. Complex learning environments: Connecting learning theory, instructional design, and technology. Curriculum, plans, and processes in instructional design, p. 25-48, 2004.

PIAGET, J. Epistemologia genética. São Paulo: Martins Fontes, 1978.

PIAGET, J. O nascimento da inteligência na criança. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

RAMOZZI CHIAROTTINO, Z. Psicologia e epistemologia genética de Jean Piaget. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1988.

THIOLLENT, M. Pesquisa-ação nas organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

WINN, W. Research into practice: Current trends in educational technology research: The study of learning environments. Educational psychology review, v. 14, n. 3, p. 331-351, 2002.

WOODS, D. R. Problem Based Learning: how to get most from PBL. 3rd. ed. Canadá: Mcmaster University, 1996.

Publicado

30/04/2018

Como Citar

AFFELDT, F. S.; FERNANDEZ, F. F. Problem-Based Learning: um modelo para o ensino e a aprendizagem de Teorias Organizacionais. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. esp.1, p. 436–450, 2018. DOI: 10.21723/riaee.nesp1.v13.2018.11437. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/11437. Acesso em: 9 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos