A teoria da complexidade e o ensino de saberes anátomo-fisiológicos em uma Licenciatura em Educação Física

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.13745

Palavras-chave:

Currículo, Educação Física, Formação de professores, Corpo humano, Anatomia humana.

Resumo

O objetivo desse relato de experiência foi descrever as experiências pedagógicas de um docente ao ensinar conteúdos anátomo-fisiológicos (corpo humano) de forma complexa em uma Licenciatura em Educação Física. Para alcançar esse objetivo, esse texto apresenta um relato de experiência vivido em um componente curricular chamado de “Estudos do Funcionamento Corporal” em uma Licenciatura em Educação Física. Ao fim do mesmo percebe-se que a principal mudança que ocorreu com a adoção da Teoria da Complexidade como eixo epistemológico nessa Licenciatura foi o enfoque pedagógico, uma vez que o conteúdo em si não se modificou, ou seja, o que mudou foi a estratégia de ensinar e o olhar transdisciplinar sobre os conteúdos.

Biografia do Autor

Victor Hugo Pereira Franco, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF), Campos dos Goytacazes – RJ

Mestre em Ciência da Motricidade Humana.

Emerson da Mota Saint’clair, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF), Campos dos Goytacazes – RJ

Doutor em Ciências do Exercício e do Esporte.

Daniel Teixeira Maldonado, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) – São Paulo – SP

Diretoria de Humanidades. Doutor em Educação Física.

Referências

CANALI, Enriso Streliaev; KRUEL, Luiz Fernando Martins. Respostas hormonais ao exercício. Revista Paulista de Educação Física, v.15, n.2, p.141-153, 2001. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rpef/article/view/139895. Acesso em: 16 jun. 2016. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2001.139895.

CONCEIÇÃO, Victor Julierme Santos da; MOLINA NETO, Vicente. A cultura escolar sob o olhar do paradigma da complexidade: um estudo etnográfico sobre a construção da identidade docente de professores de educação física no início da docência. Movimento. Porto Alegre, v.23, n.3, p.827-840, jul./set. de 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/55916. Acesso em: 19 fev 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.55916

FERRAZ, Osvaldo Luiz; CORREIA, Walter Roberto. Teorias curriculares, perspectivas teóricas em Educação Física Escolar e implicações para a formação docente. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v.26, n.3, p.531-540, jul./set. 2012. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/45922. Acesso em: 19 fev 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000300018.

FRANCO, Victor Hugo Pereira; MARINS, João Carlos Bouzas; DANTAS, Estélio Henrique Martins; NOVAES, Jefferson da Silva. Esteróides anabólicos androgênicos: uso e abuso nas academias de musculação. Revista Mineira de Educação Física, Viçosa/MG, v.14, n.2, p.122-137, 2006.

FONSECA, Rubiane Giovani; LARA, Larissa Michele. O que pensam os estudantes sobre a formação profissional em Educação Física. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 263-276, 2018. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/166809. Acesso em: 19 fev 2020. DOI: https://doi.org/10.11606/1807-5509201800020263.

GADOTTI, Moacir. Perspectivas atuais da Educação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n.2, p.3-11, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid= S0102-88392000000200002. Acesso em: 15 mar 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-88392000000200002.

GUERRA, Maria das Graças Gonçalves Vieira; CUSATI, Iracema Campos; SILVA, Adilson Xavier. Interdisciplinaridade e transdisciplinaridade: dos conhecimentos e suas histórias. Revista Ibero Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 03, p. 979-996, jul./set., 2018. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/ 11257. Acesso em 02 maio 2020. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v13.n3.2018.11257

¬¬¬ HERNANDEZ, Arnaldo José; NAHAS, Ricardo Munir. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, Niterói, v. 15, n. 3, p.2-12, maio/jun. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S1517-86922009000400001&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 08 maio 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-86922009000400001.

MALDONADO, Daniel Teixeira; SOARES, Daniela Bento; SCHIAVON, Lautia Marconi. Educação Física no ensino médio: reflexões e desafios sobre a tematização da ginástica. Motrivivência, Florianópolis, v. 31, n. 60, p. 01-19, set. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2019e56559. Acesso em: 15 mar 2020. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e56559.

MALOSSO FILHO, Marcolino. A educação e a teoria da complexidade na formação de professores: problemas e desafios. 2012. 133 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual Paulista, Araraquara/SP, 2012.

MORIN, Edgar. Religação dos saberes: o desafio do século XXI. 4.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.

NEIRA, Marco Garcia. Análise e produção de relatos de experiência da Educação Física Cultural: uma alternativa para a formação de professores. Textos FCC, São Paulo, v. 53, p. 52-64, 2017.

OLIVEIRA, Inês Barbosa. Boaventura e a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

PERES, Fábio de Farias. Meio ambiente e Saúde: os efeitos fisiológicos da poluição do ar no desempenho físico – o caso do monóxido de carbono (CO). Arquivos em Movimento, v. 1, n.1, 2005. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/9049. Acesso em: 08 maio 2016.

REZER, Ricardo; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Docência em educação física: reflexões acerca de sua complexidade. Pensar a Prática, Goiânia, v.11, n.3, p. 319-329, set./dez. 2008. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/4960. Acesso em: 20 fev 2020. DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v11i3.4960.

RIVERO, Cléia Maria da Luz; GALLO, Silvio. (Org.). A formação de professores na sociedade do conhecimento. Bauru/SP: EDUSC, 2004.

SCHAFRANSKI, Márcia Derbli. Pedagogia no ensino superior: sociedade cognitiva. Curitiba: Juruá, 2003.

Publicado

16/09/2020

Como Citar

Franco, V. H. P., Saint’clair, E. da M., & Maldonado, D. T. (2020). A teoria da complexidade e o ensino de saberes anátomo-fisiológicos em uma Licenciatura em Educação Física. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(2). https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.13745