Narrativas de apenados sobre o início da vida escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.14064

Palavras-chave:

Direito à educação, Escolarização inicial, Apenados brasileiros, Justiça social.

Resumo

O presente artigo demonstra a dificuldade de concretização das políticas públicas educacionais brasileiras após a aprovação da Constituição de 1988 e da Lei de Diretrizes e Bases de 1996. A narrativa de sete homens sentenciados por processos criminais, com idades inferiores a 29 anos, sobre o início de suas vidas escolares ilustra aspectos concretos da ausência do poder público no atendimento das famílias de classes sociais menos favorecidas economicamente. Os dados foram recolhidos de uma tese de doutorado realizada pela primeira autora no Programa de Pós-graduação em Educação da PUC-MG. O conjunto de entrevistas semiestruturadas foi analisado buscando os indicadores da concretização dos objetivos da República e da Educação Nacional. Observou-se a exclusão educacional articulada ao conjunto de mecanismos responsáveis pela promoção da justiça social e a fragilidade da conquista dos direitos do indivíduo por um processo de inclusão excludente dos direitos sociais.

Biografia do Autor

Luciane Maria Ribeiro da Cruz Santos, Prefeitura Municipal de Itabira (PMI), Itabira – MG

Professora de séries finais na Secretaria Municipal de Educação. Doutorado em Educação (PUC-MG).

Carlos Roberto Jamil Cury, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), Belo Horizonte – MG

Professor adjunto do Programa de Pós-graduação em Educação. Doutorado em Educação (PUC-SP).

Referências

ABREU, M. Alimentação escolar na América Latina: programas universais ou focalizados/políticas de descentralização. Em Aberto, v. 15, n. 67, 1995.

ALBERTI, V. História oral: a experiência do CPDOC. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1990.

ALBERTI, V. Histórias dentro da história. In: PINSKY, C. B. (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2006.

BOBBIO, N. A era dos direitos. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n 9.394, 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE n. 38, de 16 de julho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2009.

CHEVALLIER, J. O estado de direito. Trad. Antônio Araldo Ferraz Dal Pozzo e Augusto Neves Dal Pozzo. Belo Horizonte: Fórum, 2013.

COUTO, B. R. O direito social e a assistência social na sociedade brasileira: uma equação possível. São Paulo: Cortez, 2004.

CURY, C. R. J. Projetos Republicanos e a questão da educação nacional. In: VAGO, T. M. et al. Intelectuais e Escola Pública no Brasil: séculos XIX e XX. Belo Horizonte: Mazza, 2009.

CURY, C. R. J. A educação escolar, a exclusão e seus destinatários. Educação em Revista, n. 48, p. 205-222, 2008.

CURY, C. R. J. Direito à educação: direito à igualdade, direito à diferença. Cadernos de Pesquisa, n. 116, p. 245-262, jul. 2002.

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS (DUDH). Resolução n. 217 da 3ª Assembleia Geral da ONU, de 10 de dezembro de 1948. Disponível em: http:/www.onu-brasil.org.br/documentos direitos humanos.php. Acesso em: 28 dez. 2019.

DELGADO, L. de A. N. História e memória: metodologia da história oral; História oral, narrativas, tempo, identidades; História oral e conhecimento histórico: substratos de identidades. In: História oral: memória, tempo, identidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

GOMES, N. L. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. 2012. Disponível em: http://www.acaoeducativa.org.br/fdh/wp-content/uploads/2012/10/Alguns-termos-e-conceitos-presentes-no-debate-sobre-Rela%C3%A7%C3%B5es-Raciais-no-Brasil-uma-breve-discuss%C3%A3o.pdf. Acesso em: 19 jul. 2019.

JULIÃO, E. F. A ressocialização através do estudo e do trabalho no sistema penitenciário brasileiro. 2009. 433 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

LE GOFF, J.; NORA, P. Apresentação. In: História: Novos Problemas. Trad. Theo Santiago. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1995.

LIBERMANN, A. P.; BERTOLINI, G. R. F. Tendências de pesquisa em políticas públicas: uma avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar-PNAE. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, p. 3533-3546, 2015.

LOPES, B. de J. Análise da implementação do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE a partir de instrumentos de avaliação de políticas e fiscalização de programas governamentais. 2017. 168 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, 2017.

MORAZÉ, C. Les trois âges du Brésil: essai de politique. Paris: Librairie Armand Colin, 1954.

RAMBLA, X.; PEREIRA S. R.; ESPLUGA, J. L. La educación y las dimensiones del desarrollo humano en América Latina. Pap. poblac, Toluca, v. 19, n. 75, p. 213-237, mar. 2013. Disponível em http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1405-74252013000100009. Acesso em: 21 fev. 2020.

SANTOS, L. M. P.; SANTOS, S. M. C. dos; SANTANA, L. A. A.; HENRIQUE, F. C. S.; MAZZA, R. P. D.; SANTOS, L. A. da S.; SANTOS, L. S. dos. Avaliação de políticas públicas de segurança alimentar e combate à fome no período 1995-2002: 4 - Programa Nacional de Alimentação Escolar. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n. 11, p. 2681-2693, nov. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007001100016&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 22 jul. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007001100016

SANTOS, Luciane Maria Ribeiro da Cruz. A trajetória da aprendizagem de pessoas privadas de liberdade: das experiências escolares às experiências com as palavras 2020. 322 f. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2020.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Publicado

20/08/2020

Como Citar

Santos, L. M. R. da C., & Cury, C. R. J. (2020). Narrativas de apenados sobre o início da vida escolar. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(1). https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.14064