A escola e o Ensino Fundamental I, frente às dificuldades de aprendizagem: aspectos para uma pauta de discussões sobre a (des)medicalização da educação e o êxito do(a)s escolares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp5.14568

Palavras-chave:

Educação, Ensino Fundamental I, (Des)medicalização da Educação, Essencialidade da ação docente, Dificuldades de aprendizagem

Resumo

Neste artigo, exploramos aspectos sobre o papel da escola e o ensino de escolares, diante das dificuldades de aprendizagem apresentadas durante o Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) e que dizem respeito ao necessário distanciamento de diagnósticos que têm levado à medicalização da Educação. Focamos atenção em teorizações que ressaltam a importância do ensino intencional, da ação-reflexão-ação docente. Apresentamos aquilo que é própria da equipe escolar, as intervenções pedagógicas, em lugares diversos do espaço escolar com vistas a atender necessidades de aprendizagem apresentadas pelas crianças, sobretudo, aquelas com dificuldades na realização das atividades. Para tanto, priorizamos apresentar resultados de intervenções pedagógicas mediante a “aula passeio”. O público-alvo de nossa intervenção foram escolas de Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano). A aula passeio, inspirada no pensamento de Freinet, permitiu-nos ensejar possibilidades outras para que as crianças reconhecessem e sistematizassem, com ajuda do(a) parceiro(a) mais experiente, as atividades propostas, principalmente aquelas favorecedoras do exercício cognitivo da leitura e da escrita pelas crianças consideradas com dificuldades de aprendizagens. Indistintamente, todas as crianças evidenciaram suas apropriações, mostrando-se exitosas em todas as atividades. Assim, consideramos que os educadores e demais sujeitos da comunidade escolar, especialmente, os familiares, não devem tratar equivocadamente as dificuldades de aprendizagem como distúrbios psicológicos ou psiquiátricos, recorrendo a diagnósticos que levam à medicalização do(a)s escolares, portanto, da Educação, e distanciam a escola e seus professores e professoras da essencialidade da ação docente que é didático-pedagógica.

Biografia do Autor

Rosane Michelli de Castro, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília – SP

Professora Assistente no Departamento de Didática. Doutorado em Educação (UNESP).

Karina Cássia Oliveira Reis, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília – SP

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

ANJOS, C. I.; SILVA, S.; SILVA, C. N. O. Políticas, formação docente e práticas pedagógicas: reflexões acerca de uma Educação Infantil inclusiva. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 1, p. 641-655, abr. 2019. E-ISSN: 1982-5587. DOI: http://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.1.12196

CARVALHO, R. E. Educação inclusiva: com os pingos nos “is”. 5. ed. Porto Alegre, 2007.

CASTRO, R. M. A aula passeio com professores: conhecendo e ressignificando aspectos da história local. 12 f. Projeto de extensão. Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marilia, 2013.

COSTA, M. C. C. Freinet: suas contribuições ao processo de sensibilização ambiental, em especial a “aula das descobertas”. 2011. 103 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011. Disponível em: http://www.ppge.ufpr.br/teses/M11_Marianna%20da%20Cunha%20Canova%20Costa.pdf. Acesso em: 12 mar. 2020.

ELIAS, M. C. A atualidade da proposta pedagógica de Célestin Freinet. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 12, n. esp. 1, p. 612-619, 2017. E-ISSN: 1982-5587. DOI: http://dx.doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.1.2017.9666.

FONSECA, V Insucesso escolar: abordagem psicopedagógica das dificuldades de aprendizagem. Lisboa: Âncora, 1999.

FONSECA, V. Introdução às dificuldades de aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1995.

FREINET, C. As técnicas Freinet da Escola Moderna. Lisboa: Estampa, 1976.

FREITAS, C. R.; BAPTISTA, C. R. Mais rápidas que a escola: crianças referidas como hiperativas no contexto escolar. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 1, p. 791-806, abr. 2019. E-ISSN: 1982-5587. DOI: http://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.1.12207

GARCIA, A. T. Como os processos de medicalização respondem às políticas públicas e avaliações externas: um olhar a partir do discurso de uma escola de alto IDEB. 2019. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2019.

GIROTO, C. R. M.; ARAÚJO, L. A.; VITTA, F. C. F. Discursivização sobre “doenças do não aprender” no contexto educacional inclusivo: o que dizem os professores de Educação Infantil? RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 1, p. 807-825, abr., 2019. E-ISSN: 1982-5587. DOI: http://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.1.12208

MARQUES, J. B. Os sentidos do não aprender na perspectiva de alunos do Ensino Fundmental I. 2018. 158 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2019.

SAMPAIO, R. M. W. Freinet, evolução histórica e atualidades. 2. ed. São Paulo: Scipione, 2007.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 27. ed. Campinas/SP: Autores Associados, 1993.

SILVA, A. L. R. et al. Pedagogia Freinet e a escola no século XXI: perspectivas humanizadoras para o trabalho pedagógico. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 12, n. esp. 1, p. 669-687, 2017. E-ISSN: 1982-5587. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.1.2017.9632

SILVA, M. R. et.al. O papel do psicopedagogo diante das dificuldades de aprendizagem. Revista Atlante: Cuadernos de Educación y Desarrollo, nov. 2015. Disponível em: http://www.eumed.net/rev/atlante/11/psicopedagogia.html. Acesso em: 12 mar. 2020.

VYGOTSKY, L. S. Psicologia pedagógica. Trad. Schilling C. Porto Alegre: Artmed. 2003.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

WEISS, M. L. L. Psicopedagogia clínica: uma visão diagnóstica dos problemas de aprendizagem escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 1997.

Downloads

Publicado

01/12/2020

Como Citar

Castro, R. M. de, & Reis, K. C. O. (2020). A escola e o Ensino Fundamental I, frente às dificuldades de aprendizagem: aspectos para uma pauta de discussões sobre a (des)medicalização da educação e o êxito do(a)s escolares. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 15(esp5), 2950–2966. https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp5.14568