Motivações, recursos e demandas

Percepções de estudantes brasileiros em suas experiências internacionais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.16968

Palavras-chave:

Avaliação dos estudantes, Internacionalização de estudantes, Carreira internacionalizada, Percepção dos estudantes, Avaliação da IES

Resumo

Este artigo procurou investigar as escolhas e os desafios encontrados pelos estudantes internacionais brasileiros, objetivando demonstrar as avaliações do estudante internacional brasileiro sobre a internacionalização da carreira, a Instituição de Ensino Superior (IES) e o orientador, no processo de internacionalização dos estudos. Este estudo qualitativo usa triangulação da literatura, com 23 entrevistas em profundidade, e mais de 500 postagens e 18 vídeos de mídias sociais. Os principais resultados encontrados são organizados na categoria de avaliações dos estudantes, indicando as motivações para o desenvolvimento de suas carreiras, o acesso a recursos para a internacionalização, dificuldades com orientadores, problemas com a adaptação e com demandas no contexto da universidade de destino, incluindo condições financeiras. Os estudantes internacionais são sensitivos e perceptivos, e compreender suas vozes permite direcionar as atividades de gerenciamento das IES, tanto nos países de destino, como nas IES de origem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Eduardo Kerschbaumer, Universidade Positivo

Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Administração.

Marcello Romani-Dias, Universidade Positivo

Professor Titular no Programa de Pós-Graduação em Administração e no Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental. Doutorado em Administração de Empresas (FGV).

Aline dos Santos Barbosa, Universidade Estácio de Sá

Professora Permanente no Programa de Pós-Graduação em Administração e Desenvolvimento Empresarial. Doutorado em Administração de Empresas (FGV).

Referências

AJZEN, I. From intentions to actions: A theory of planned behavior. In: Action control. Berlin, Heidelberg: Springer, 1985. p. 11-39.

ANDRADE, M. S. International students in English-speaking universities: Adjustment factors. Journal of Research in International education, v. 5, n. 2, p. 131-154, 2006.

BÖRJESSON, M. The global space of international students in 2010. Journal of Ethnic and Migration studies, v. 43, n. 8, p. 1256-1275, 2017.

BUTCHER, A.; MCGRATH, T. International students in New Zealand: Needs and responses. International Education Journal, v. 5, n. 4, p. 540-551, 2004.

CORBIN, J.; STRAUSS, A. Basics of qualitative research: Techniques and procedures for developing grounded theory. [S. l.]: Sage publications, 2014.

CUBILLO, J. M.; SÁNCHEZ, J.; CERVIÑO, J. International students' decision‐making process. International Journal of Educational Management, 2006.

EISENHARDT, K. M. Building Theories from Case Study Research. The Academy of Management Review, v. 14, n. 4, p. 532–550, 1989. DOI: 10.2307/258557.

GLASER, B. G.; STRAUSS, A. L. The discovery of grounded theory: Strategies for qualitative research. [S. l.]: Routledge, 2017.

HAZEN, H. D.; ALBERTS, H. C. Visitors or immigrants? International students in the United States. Population, Space and Place, v. 12, n. 3, p. 201-216, 2006.

INTERNATIONAL MONETARY FUND (IMF). Staff country reports (Brazil). 2021. Disponível em: https://www.imf.org/en/Publications/CR/Issues/2021/09/22/Brazil-2021-Article-IV-Consultation-Press-Release-Staff-Report-and-Statement-by-the-466076. Acesso em: 10 nov. 2022.

LEECH, N. L.; ONWUEGBUZIE, A. J. An array of qualitative data analysis tools: A call for data analysis triangulation. School psychology quarterly, v. 22, n. 4, p. 557, 2007.

LI, G.; CHEN, W.; DUANMU, J.-L. Determinants of international students’ academic performance: A comparison between Chinese and other international students. Journal of studies in international education, v. 14, n. 4, p. 389-405, 2010.

MESIDOR, J. K.; SLY, K. F. Factors that contribute to the adjustment of international students. Journal of international students, v. 6, n. 1, p. 262-282, 2016.

MILES, M. B.; HUBERMAN, A. M. Qualitative data analysis: An expanded sourcebook. [S. l.]: Sage publications, 1994.

NIETO, C.; ZOLLER BOOTH, M. Cultural competence: Its influence on the teaching and learning of international students. Journal of Studies in International Education, v. 14, n. 4, p. 406-425, 2010.

OPEN DOORS. Report on International Education. [S. l.]: Institute of International Education. Annual Releases, 2020. Disponível em: https://opendoorsdata.org/. Acesso em: 18 dez. 2021.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). Education at a glance. 2021. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/education/data/education-at-a-glance_eag-data-en. Acesso em: 10 nov. 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). UNESCO Institute for Statistics. 2015. Disponível em: https://en.unesco.org/sites/default/files/1-4_growth_international_students.pdf. Acesso em: 10 nov. 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Global flow of tertiary level students. 2021. Disponível em: http://uis.unesco.org/en/uis-student-flow. Acesso em: 10 nov. 2022.

PATTON, M. Q. Qualitative research & evaluation methods: Integrating theory and practice. [S. l.]: Sage publications, 2014.

ROBLES, L. T. A prestação de serviços de logística integrada na indústria automobilística no Brasil: em busca de alianças logísticas estratégicas. 2001. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

ROMANI-DIAS, M. Internationalization in higher education: the fundamental role of faculty. 2018. Tese (Doutorado) - Fundação Getulio Vargas, São Paulo, 2018.

ROMANI-DIAS, M.; CARNEIRO, J. Internationalization in higher education: faculty tradeoffs under the social exchange theory. International Journal of Educational Management, 2019.

SHERRY, M.; THOMAS, P.; CHUI, W. H. International students: A vulnerable student population. Higher education, v. 60, n. 1, p. 33-46, 2010.

SMITH, R. A.; KHAWAJA, N. G. A review of the acculturation experiences of international students. International Journal of intercultural relations, v. 35, n. 6, p. 699-713, 2011.

WARD, C.; MASGORET, A.-M. The experiences of international students in New Zealand. Report on the Results of a National Survey. Wellington: Ministry of Education, 2004.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e métodos. [S. l.]: Bookman editora, 2015.

YOON, E.; PORTMAN, T. A. A. Critical issues of literature on counseling international students. Journal of Multicultural Counseling and Development, v. 32, n. 1, p. 33-44, 2004.

Publicado

17/07/2023

Como Citar

KERSCHBAUMER, F. E.; ROMANI-DIAS, M.; BARBOSA, A. dos S. Motivações, recursos e demandas: Percepções de estudantes brasileiros em suas experiências internacionais. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023043, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.16968. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16968. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos