Formação docente: reflexões sobre a escolarização dos estudantes com deficiência no ensino comum

Autores

  • Vanderlei Balbino da Costa Doutorando em Educação Especial. UFSCar – Universidade Federal de São Carlos. Centro de Ciências Humanas e da Educação - Pós-Graduação em Educação Especial. São Carlos – SP – Brasil.
  • Fátima Elizabeth Denari UFSCar - Universidade Federal de São Carlos. Centro de Ciências Humanas e da Educação - Pós-graduação em Educação Especial. São Carlos – SP – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v7i1.5374

Resumo

A pesquisa de doutorado resulta de trabalho que esta sendo realizado nas escolas públicas, de um município pólo do Estado de São Paulo, com docentes que atuam no ensino comum ministrando aulas para estudantes deficientes matriculados no ensino comum. O objetivo do trabalho foi compreender como vem ocorrendo o processo de inclusão em escolas da rede básica de ensino na perspectiva dos(as) docentes que ministram aulas para estudantes deficientes nos níveis de aprendizagem. Identificar a concepção docente sobre a inclusão escolar dos(as) estudantes deficientes incluídos(as) no ensino comum nas escolas da rede básica. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa ancorada nos princípios filosóficos da Fenomenologia. Os resultados nos mostraram que o processo de inclusão em relação à educação escolar encontra dificuldades para se efetivar, dada a má preparação e formação docente. As observações junto aos estudantes deficientes também demonstraram o quanto esses(as) estão insatisfeitos com o tratamento que os(as) docentes dispensam, no sentido de participar das atividades educacionais planejadas nas escolas pelos profissionais que ministram aulas nos diferentes componentes curriculares. Nossas reflexões são as de que o processo de Inclusão na Educação Escolar poderá demorar muito para ocorrer nas escolas.

Downloads

Como Citar

COSTA, V. B. da; DENARI, F. E. Formação docente: reflexões sobre a escolarização dos estudantes com deficiência no ensino comum. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 7, n. 1, p. 136–146, 2012. DOI: 10.21723/riaee.v7i1.5374. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/5374. Acesso em: 5 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos