Concepções sobre escola e gênero na perspectiva de crianças abrigadas

Autores

  • Ana Cláudia Bortolozzi Maia Universidade Estadual Paulista- Bauru – SP – Brasil. 17033-360
  • Natália Pinheiro Orti Mestranda em Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Bauru – SP – Brasil. 17033-360
  • Vivian Bonani de Souza Mestranda em Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Bauru – SP – Brasil. 17033-360

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i2.6539

Resumo

A escola e a família são contextos fundamentais para a formação de conceitos na infância e poucos estudos são realizados a partir do relato de crianças quando essas vivem em casa-abrigo. O objetivo deste estudo foi investigar que concepções as crianças em situação de abrigamento apresentam sobre escola e gênero. Participaram 22 crianças, de ambos os sexos, entre 4 e 6 anos, que responderam a uma entrevista com questões abertas para a análise de conteúdo. Para essas crianças, a escola foi associada a um espaço de oportunidade de estudo, favorável a elas mesmas, ainda que por necessidade ou obrigação e, eventualmente, com a presença de conflitos. O gênero foi percebido a partir de aspectos biológicos e psicossociais e as crianças atribuem sua identidade de gênero ao destino, à aprendizagem e às vantagens sociais. As crianças sentem-se pertencentes a um gênero de modo positivo, embora para isso atribuam desvantagens ao gênero oposto, relacionando o sexo masculino à agressividade e à violência. As crianças reproduzem alguns padrões e características sociais de gênero que, provavelmente, foram aprendidas em diferentes contextos. Conclui-se que estudos nessa área são importantes para desvelar as concepções na infância sobre a escola e a sexualidade, suas funções e representações, especialmente quando as crianças vivem em um contexto com características bem específicas como o abrigamento.

Downloads

Publicado

20/01/2014

Como Citar

Maia, A. C. B., Orti, N. P., & Souza, V. B. de. (2014). Concepções sobre escola e gênero na perspectiva de crianças abrigadas. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 8(2), 501–512. https://doi.org/10.21723/riaee.v8i2.6539

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)