Atitudes sociais em relação à inclusão: estudos brasileiros

Autores

  • Sadao Omote UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Filosofia e Ciências - Departamento de Educação Especial. Marília – SP – Brasil. 17525-000

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i3.6586

Resumo

Um importante componente da Educação Inclusiva podem ser as atitudes sociais em relação à inclusão apresentadas por professores, alunos e demais membros da comunidade escolar. Esta comunicação tem o objetivo de sistematizar principais achados de alguns estudos brasileiros acerca dessa temática. São sumarizados resultados de estudos nos quais foi utilizada a Escala Likert de Atitudes Sociais em relação à Inclusão. Foram analisados 12 estudos, examinando a relação entre as atitudes sociais em relação à inclusão e algumas características dos participantes, destacando a idade cronológica, área de formação, experiência docente e experiência prévia com pessoas com deficiência. Os resultados encontrados não demonstram de modo conclusivo a natureza da relação entre essas variáveis e as atitudes sociais em relação à inclusão. Estas parecem ser determinadas por um conjunto de variáveis, tanto dos sujeitos quanto dos objetos de atitudes sociais, complexamente relacionadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

OMOTE, S. Atitudes sociais em relação à inclusão: estudos brasileiros. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 8, n. 3, p. 639–649, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v8i3.6586. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6586. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos