Atitudes sociais em relação à inclusão: estudos brasileiros

Autores

  • Sadao Omote UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Filosofia e Ciências - Departamento de Educação Especial. Marília – SP – Brasil. 17525-000

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i3.6586

Resumo

Um importante componente da Educação Inclusiva podem ser as atitudes sociais em relação à inclusão apresentadas por professores, alunos e demais membros da comunidade escolar. Esta comunicação tem o objetivo de sistematizar principais achados de alguns estudos brasileiros acerca dessa temática. São sumarizados resultados de estudos nos quais foi utilizada a Escala Likert de Atitudes Sociais em relação à Inclusão. Foram analisados 12 estudos, examinando a relação entre as atitudes sociais em relação à inclusão e algumas características dos participantes, destacando a idade cronológica, área de formação, experiência docente e experiência prévia com pessoas com deficiência. Os resultados encontrados não demonstram de modo conclusivo a natureza da relação entre essas variáveis e as atitudes sociais em relação à inclusão. Estas parecem ser determinadas por um conjunto de variáveis, tanto dos sujeitos quanto dos objetos de atitudes sociais, complexamente relacionadas.

Downloads

Como Citar

OMOTE, S. Atitudes sociais em relação à inclusão: estudos brasileiros. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 8, n. 3, p. 639–649, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v8i3.6586. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6586. Acesso em: 28 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos