Adolescentes, autoestima e o processo ensino-aprendizagem

Autores

  • Ana Flávia Campeiz Graduanda em Psicologia. UFTM - Universidade Federal do Triangulo Mineiro – Graduação em Psicologia. Uberaba – MG – Brasil. 38025-180
  • Ailton de Souza Aragão UFTM - Universidade Federal do Triangulo Mineiro. Uberaba – MG - Brasil. 38025-180

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i3.6593

Resumo

O Projeto de Extensão “Rede de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente: Promoção de Direitos e Prevenção da Violência no Ambiente Educacional e Comunitário” desenvolveu-se numa escola da rede pública em Uberaba, Minas Gerais, Brasil, situada num bairro com altos indicadores de vulnerabilidade social. O objetivo foi contribuir na promoção dos direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente como estratégia no enfrentamento das expressões da violência no ambiente escolar e compreender as causas da infrequência escolar. Os métodos utilizados foram as dinâmicas de grupo; confecção de desenhos temáticos, relatos autobiográficos e rodas de conversa, orientados pela reflexão teórica prévia dos extensionistas. O Projeto foi desenvolvido por 7 universitários de vários cursos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e participaram 10 alunos de 7ª e 8ª séries, em 2010. Dentre as temáticas suscitadas a Autoestima avaliou a perspectiva dos alunos sobre a vida escolar, como sujeito de direitos, e a auto-aceitação enquanto ser humano. A reduzida motivação em frequentar a escola foi reconhecida na baixa autoestima, causada pelas violências moral, verbal e psicológica sofrida por colegas e professores; a intolerância à diversidade (sexual e física) e a invisibilidade social. Reconheceu-se a urgência de integrar o corpo técnico-administrativo e os docentes às atividades e temáticas cotidianas com dos adolescentes. Estratégia que permite ampliar a análise das causas da ruptura aluno-escola ao compreender os alunos não como problema em si mesmo, reconhecendo a importância da construção de um auto-conceito positivo com vista a ampliar sua capacidade de aprendizagem.

Downloads

Como Citar

CAMPEIZ, A. F.; ARAGÃO, A. de S. Adolescentes, autoestima e o processo ensino-aprendizagem. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 8, n. 3, p. 711–720, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v8i3.6593. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6593. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos