O papel dos grupos de referência na formação de gestores(as) escolares

Autores

  • Renata Maria Moschen Nascente UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos. Centro de Educação e Ciências Humanas - Departamento de Educação. São Carlos – SP – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i1.6853

Resumo

O objetivo da comunicação é apresentar e discutir alguns resultados de uma pesquisa voltada às possíveis articulações entre uma formação oferecida pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo – SEE/SP por meio dos Grupos de Referência – GR a equipes gestoras, compostas por professores (as) coordenadores (as), diretores (as) de escola e supervisores (as) de ensino, e suas práticas de gestão tanto em suas escolas como nas diretorias de ensino da rede pública paulista. A abordagem metodológica é predominantemente qualitativa e exploratória, tendo com principal instrumento relatos de observações dos encontros formativos. Assim, primeiramente contextualizam-se historicamente a formação e o desenvolvimento profissional de gestores (as) escolares, focalizando, mais especificamente, o Estado de São Paulo. Em seguida, explicita-se como a formação oferecida por meio do GR foi planejada. Finalmente, apresentam-se e discutem-se alguns resultados, derivados de uma primeira sistematização de dados referentes a alguns encontros formativos do GR. Eles confirmam que a autonomia, a participação e a gestão democrática podem ter sido alguns dos princípios do planejamento da formação por parte da SEE/SP e que esses princípios não têm orientado a formação como seria esperado em razão de limitações de várias ordens, notadamente aquelas impostas pelo próprio sistema de ensino estadual. Apesar desse entrave fundamental, é possível vislumbrar, já nesta análise inicial, algumas possíveis interlocuções entre a formação no GR e práticas gestoras.

Downloads

Como Citar

NASCENTE, R. M. M. O papel dos grupos de referência na formação de gestores(as) escolares. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 9, n. 1, p. 14–26, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v9i1.6853. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6853. Acesso em: 3 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)