Aplicação do modelo de tutoria em tarefas de leitura e escrita para crianças com dislexia do desenvolvimento

Autores

  • Andréa Carla Machado Bolsista – FAPESP. Doutora em Educação Especial – UFSCar - Universidade Federal de São Carlos. Centro de Ciências Humanas e da Educação. São Carlos – SP – Brasil.
  • Simone Aparecida Capellini Livre- docente. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Filosofia e Ciências – Departamento de Fonoaudiologia. Marília – SP – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i1.6855

Resumo

A dislexia do desenvolvimento é caracterizada pelo prejuízo em leitura e escrita decorrentes de alterações no comportamento cognitivo-linguístico. O objetivo da pesquisa foi analisar e comparar o desempenho em tarefas de leitura e escrita em crianças com dislexia do desenvolvimento após um programa de tutoria. Participaram deste estudo quinze crianças de ambos os gêneros de 3º ao 7º ano de escolas públicas de uma cidade do interior do Estado de São Paulo, com média de idades (M= 9,4) e (DP=1,08) divididos em GI – grupo experimental (7 crianças que receberam intervenção) e GII – grupo controle (8 crianças não receberam a intervenção, os mesmos foram pareados segundo sexo e faixa etária com o GI). As crianças foram submetidas ao levantamento diagnóstico de Leitura e Escrita e ao programa de intervenção em tutoria Reading Recovery. Os dados referentes às tarefas de leitura e escrita vinculadas ao programa de tutoria foram coletados no CEES – Centro de Estudos de Educação e Saúde da UNESP – campus de Marília- SP. Os resultados revelaram diferença estatisticamente significativa entre o GI e o GII, onde as crianças com dislexia do GI apresentaram desempenho superior na tarefa de leitura de palavras e leitura do livro I em relação às crianças do GII. Concluiu-se que o GI apresentou avanços significativos comparados à GII que não recebeu intervenção de tutoria, demonstrando que devido à variabilidade do perfil cognitivo-linguístico das crianças com dislexia, é necessário que se desenvolva, principalmente, no contexto escolar programas com intervenções centradas nas dificuldades especificas dessa população.

Downloads

Como Citar

MACHADO, A. C.; CAPELLINI, S. A. Aplicação do modelo de tutoria em tarefas de leitura e escrita para crianças com dislexia do desenvolvimento. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 9, n. 1, p. 35–48, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v9i1.6855. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6855. Acesso em: 3 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)