A integração das tecnologias de informação e comunicação na escola: o projeto político pedagógico nesse contexto

Márcia Ferreira de Castro, Sebastião de Souza Lemes

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar as possibilidades de integração das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) no processo de ensino-aprendizagem em uma escola de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Araraquara. Trata-se de uma pesquisa fundamentada numa abordagem qualitativa, que tem como estratégia o Estudo de Caso. Fez-se uma análise das Diretrizes Curriculares e do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola selecionada, com o intuito de verificar como a escola aborda o tema do uso das novas tecnologias no processo educativo. Pela análise feita das Diretrizes Curriculares e do Projeto Político Pedagógico constatamos que a escola estudada tem uma preocupação em fazer uso das TIC no processo de ensino e aprendizagem, o que caracteriza uma conscientização da importância das tecnologias na educação, porém não descreve formas de integrá-las curricularmente. A integração das novas tecnologias no currículo exige uma reflexão sistemática acerca de seus objetivos, de suas técnicas e dos conteúdos escolhidos. Não é somente trabalhar com as novas tecnologias visando à inclusão digital dos alunos, mas é preciso que a escola as integre nas atividades curriculares, ou seja, integrá-las ao processo de ensino e aprendizagem. Hoje as TIC se configuram em uma nova forma de linguagem, essencial para a representação do conhecimento e, nesse caso, sua presença no currículo escolar é fundamental.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2014 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587, ISSN: 2446-8606.

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.