Contribuições de um programa educacional de introdução à linguagem cartográfica tátil para alunos com cegueira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.8183

Palavras-chave:

Educação Especial. Linguagem Cartográfica. Cartografia Tátil. Cegueira. Geografia.

Resumo

Este artigo analisa as contribuições de um Programa Educacional para a Introdução à Linguagem Cartográfica Tátil para alunos com cegueira. Para tanto, realizou-se pesquisa ação, delineada por Estudo de caso, desenvolvida com enfoque qualitativo. Foram participantes desta pesquisa duas professoras da sala de atendimento educacional especializado (AEE), duas professoras do ensino comum e dois alunos com cegueira com idades distintas (sete e dez anos). O programa em questão contribuiu para o aprimoramento da capacidade dos alunos participantes em identificar as variáveis cartográficas táteis utilizadas em mapas, para poder assim fazer a leitura dos mesmos. Assim, sugere-se que a Cartografia Tátil esteja presente nas matrizes curriculares dos cursos de formação de professores de Geografia, de Pedagogia e de demais licenciaturas; ou que haja propostas formativas que de alguma forma estejam direcionadas para a preparação de docentes para atuação com alunos com cegueira.

Biografia do Autor

Fabiana Cristina Giehl, Universidade Federal de São Carlos / UFSCar.

Doutoranda em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, Mestre em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, Geógrafa e especialista em Educação Especial pela Faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu - FAESI.

Juliane Aparecida Campos, Universidade Federal de São Carlos / UFSCar.

Doutorado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (2006), Mestrado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (1999), Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Uberlândia (1996), e Graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Claretiano (2006). Professor adjunto, nível III, do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (início em 2009). Atua como docente no curso de Licenciatura em Educação Especial e no Programa de Pós-Graduação em Educação Especial. 

Downloads

Publicado

20/12/2016

Como Citar

GIEHL, F. C.; CAMPOS, J. A. Contribuições de um programa educacional de introdução à linguagem cartográfica tátil para alunos com cegueira. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 1924–1942, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n4.8183. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8183. Acesso em: 4 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos