A convivência de natureza digital virtual nas tribos: formação na perspectiva do hibridismo tecnológico digital

Luciana Backes, Eliane Schlemmer, Cleber Gibbon Ratto

Resumo


O artigo aborda a formação do educador por meio das tecnologias digitais (TD) emergentes, compreendidas como espaços de convivência. A problemática contempla dois aspectos: o contexto do hibridismo tecnológico digital e a constituição da convivência de natureza digital virtual, nos cursos de formação inicial do educador, desenvolvidos no Brasil e na França. Os dados empíricos resultaram do processo de interação e representação dos conhecimentos nas atividades propostas e foram submetidos à metodologia de análise de conteúdo. Os resultados evidenciam a constituição da convivência de natureza digital virtual por meio: das relações de emocionar, a estética que funda a “tribo”; do “estar-junto” no cotidiano; das relações dialógicas nos processos de interação; do acoplamento estrutural na convivência.


Palavras-chave


Formação do educador. Hibridismo tecnológico digital. Convivência digital virtual.

Texto completo:

PDF

Referências


BACKES, L. A formação do educador em mundos virtuais: uma investigação sobre os processos de autonomia e de autoria. Dissertação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, 2007.

BACKES, L. A configuração do espaço de convivência digital virtual: A cultura emergente no processo de formação do educador. Tese, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, Brasil e Université Lumière Lyon 2, Lyon, France, 2011.

BACKES, L. Espaço de Convivência Digital Virtual (ECODI): O acoplamento estrutural no processo de interação. ETD - Educação Temática Digital, 15, 337-355, 2013.

BACKES, L. O hibridismo tecnológico digital na configuração do espaço digital virtual de convivência: formação do educador. Inter-ação (UFG. Impresso), 40, 435-457, 2015.

BACKES, L.; SCHLEMMER, E. Construction of Virtual Realities in Teacher Training: Configuration of Cohabiting Spaces. In: 22 nd ICDE World Conference on Distance Education, 2006, Rio de Janeiro. Promoting Quality in On-line Flexible and Distance Education, 2006. v. 1. p. 1-8.

BACKES, L.; SCHLEMMER, E. O aprender e o ensinar na formação do educador em mundos virtuais. Educere et Educare, v. 2, p. 129-140, 2007.

BACKES, L.; SCHLEMMER, E. Práticas pedagógicas na perspectiva do hibridismo tecnológico digital. Revista Diálogo Educacional (PUCPR. Impresso), v. 13, p. 243-266, 2013.

BECKER, F. Epistemologia do professor: O cotidiano da escola. Petrópolis: Vozes, 1993.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. v. 1, 7ªed., São Paulo: Paz e Terra, 2003.

COSTA, R. C. A. Interação em mundos digitais virtuais: uma investigação sobre a representação do emocionar na aprendizagem. Dissertação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, 2008.

FREIRE, P.; SHOR, I. Medo e ousadia: cotidiano do professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

HUGON S. Soudain: la technique. Les cahiers européens de l’imaginaire: technomagie, 3, 62-69, 2011.

LATOUR, B. Nous n’avons jamais été modernes, essai d’anthropologie symétrique. Paris : La Découverte, 1991.

LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2007.

LEMOS A. Mobile communication and news sense of places: a critique of spatialization in cyberculture. Galáxia, 18, 91-108, 2008.

LEVY, P. Cibercultura. Rio de Janeiro: Editora 34, 1999.

LEVY, P. O que é virtual? São Paulo: Editora 34, 1996.

LEVY, J.; LUSSAULT, M. Dictionnaire de la géographie et de l’espace des sociétés. Paris: Belin, 2003.

MAFFESOLI, M. Le Temps des tribus. Le déclin de l’individualisme dans les sociétés de masse. Paris : La Table Ronde, 2000.

MAFFESOLI M. O imaginário é uma realidade. Revista FAMECOS, 15, 74-82, 2001.

MAFFESOLI M. Perspectivas tribais ou a mudança do paradigma social. Revista FAMECOS, 23, 23-29, 2004.

MAFESSOLI M. Les mémoires des tribus et le ré-enchantement du monde. In F. Casalegno, Mémoire quotidienne: communautés et communication à l'ère des réseaux. Québec: Presses de l'Université Laval, pp. 129-146, 2005.

MAFFESOLI M. Comunidade de destino. Horizontes Antropológicos, 25, 273-283, 2006.

MAFFESOLI M. L’initiation au présent. Les cahiers européens de l’imaginaire: technomagie, 3, 14-27, 2011.

MAFFESOLI, M. O tempo retorna: Formas elementares da Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: Editora Forense Universitária, 2012.

MATURANA, H. R. Uma nova concepção de aprendizagem. Dois Pontos, 15, 28-35, 1993.

MATURANA, H. R. Transformación en la convivencia. Santiago de Chile: Dólmen Ediciones, 1999.

MATURANA, H. R. A ontologia da realidade. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2002.

MATURANA, H. R.; VARELA, F. J. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2002.

MORAES, M. C. Educar na biologia do amor e da solidariedade. Petrópolis: Vozes, 2003.

PIAGET, J. A Tomada de consciência. São Paulo: Melhoramentos, 1978. (a)

PIAGET, J. Fazer e compreender. São Paulo: Melhoramentos, 1978. (b)

SANTAELLA, L. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010.

SANTOS, M. Por uma geografia nova: Da crítica da geografia a uma geografia crítica. São Paulo: Editora HUCITEC, 1980.

SANTOS, M. Metarmofoses do espaço habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da geografia. São Paulo: Edusp, 2008.

SCHLEMMER, E. A representação do espaço cibernético pela criança na utilização de um ambiente virtual. Dissertação, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, 1998.

SCHLEMMER, E. A aprendizagem com o uso das Tecnologias Digitais: Viver e Conviver na Virtualidade. Série-Estudos (UCDB), Campo Grande, v. 1, n. 19, p. 103-126, 2005.

SCHLEMMER, E. ECODI - A criação de espaços de convivência digital virtual no contexto dos processos de ensino e aprendizagem em metaverso. Cadernos IHU Idéias (UNISINOS), v. 6, p. 1-32, 2008.

SCHLEMMER, E. Web 3.0, TMSF, Web 3D, ECODIS: Um Futuro Muito Presente na Educação a Distância? In: VI Conferência Internacional de TIC na Educação - Challenges 2009, 2009, Braga. Anais VI Conferência Internacional de TIC na Educação - Challenges 2009. Braga: Universidade do Minho, 2009. v. 1. p. 1-15.

SCHLEMMER, E. Formação de professores na modalidade online: experiências e reflexões sobre a criação de Espaços de Convivência Digitais Virtuais ? ECODIs. Em Aberto, v. 23, p. 99-122, 2010.

SCHLEMMER, E. Políticas e práticas na formação de professores a distância: por uma emancipação digital cidadã. In: Gatti, B. A.; Junior, C. A. S.; Nicoletti, M. G.; Pagotto, M. D. S. (Org.). Por uma política nacional de formação de professores. 1ed. São Paulo: Unesp, 2013, p. 109-136.

SCHLEMMER, E. Gamificação em espaços de convivência híbridos e multimodais: design e cognição em discussão. Revista FAEEBA, v. 23, p. 73-89, 2014.

SCHLEMMER, E. Mídia social em contexto de hibridismo e multimodalidade: o percurso da experiência na formação de mestres e doutores. Revista Diálogo Educacional (PUCPR. Impresso), v. 15, p. 399-421, 2015. (a)

SCHLEMMER, E. Gamificação em contexto de hibridismo e multimodalidade na educação corporativa. Revista FGV Online, v. 5, p. 26-49, 2015. (b)

SCHLEMMER, E. Games e Gamificação: uma alternativa aos modelos de EaD. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia, v. 19, p. 1-12, 2016. (a)

SCHLEMMER, E. Hibridismo, Multimodalidade e Nomadismo: codeterminação e coexistência para uma Educação em contexto de ubiquidade. In: D. Mill; A. Reali. (Org.). Educação a distância, qualidade e convergências: sujeitos, conhecimentos, práticas e tecnologias. 1ed.São Carlos: EdUFSCar, 2016, v. 1, p. 61-85. (b)

SCHLEMMER, E.; MALIZIA, P.; BACKES, L.; MORETTI, G. Comunidades de aprendizagem e de prática em metaverso. São Paulo: Cortez, 2012.

SCHLEMMER, E.; MORETTI, G. ; BACKES, L. Spazi di convivenza ibrida e multimodale: ipotesi e sfide per l'apprendimento. QWERTY - Rivista interdisciplinare di tecnologia, cultura e formazione, v. 10, p. 78, 2015.

SCHLEMMER, E. ; BACKES, L. ; FRANK, P. S. S.; SILVA, F. A. Learning through the Construction of Virtual Worlds in Continuing Distance Education. In: 22 nd ICDE World Conference on Distance Education, 2006, Rio de Janeiro. Promoting Quality in On-line Flexible and Distance Education, 2006. v. 1. p. 1-10.

SCHLEMMER, E.; BACKES, L. Learning in Metaverses: Co-Existing in Real Virtuality. 1. ed. Hershey, PA: IGI Global, 2015. v. 1. 356p.

SCHLEMMER, E.; BACKES, L.; LA ROCCA, F. L'Espace de coexistence hybride, multimodal, pervasif et ubiquitaire: le quotidien de l’éducation à la citoyenneté. Educacao Unisinos (Online), v. 20, p. 297-306, 2016.

SOUZA e SILVA, A.. Do ciber ao híbrido: tecnologias móveis como interfaces de espaços híbridos. In D. C. Araujo (Org.) Imagem (ir)realidade: comunicação e cibercultura. Porto Alegre: Sulina, p. 21-51, 2006.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.2.9881



Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.