Professor polivalente: um estudo do estado da arte sobre produções acadêmicas (1997-2017)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24i3.14411

Palavras-chave:

Professor polivalente, Estado da arte, Anos iniciais do Ensino fundamental, Escola pública.

Resumo

Este artigo visa apresentar os resultados de uma pesquisa que investigou as produções acadêmicas na área da educação no período de 1997 a 2017 sobre o professor que atua nos anos iniciais do ensino fundamental (AIEF) e leciona na escola pública. A pesquisa realizada foi do tipo “Estado da Arte” a partir de levantamento em três fontes centrais: teses e dissertações, artigos em periódicos e trabalhos em eventos. Foram levantadas 7.497 produções dentro da temática, sendo que deste total, por critérios pré-definidos, 67 foram analisadas. No geral, as produções levantadas priorizaram a atuação de forma global desse profissional sem ênfase para uma disciplina ou em conteúdo em especial. Grande parte destas produções foi desenvolvida em instituições públicas e em sua maioria os autores eram do sexo feminino (88%). A escolha pela abordagem qualitativa foi predominante com estudos empíricos contando com o professor como sujeito participante da pesquisa. Houve a utilização de vários instrumentos na produção/coleta de dados, principalmente o uso de entrevistas e questionários, seguidos de análise documental e observações. Concluímos, das pesquisas analisadas, que se destaca o estudo sobre o profissional professor polivalente que atua nos AIEF na escola pública e enfatizam questões sobre a sua formação inicial e continuada.

Biografia do Autor

Vanda Moreira Machado Lima, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Presidente Prudente – SP

Professora no Departamento de Educação e Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Sobre Escola Pública e Profissionais da Educação (GEPEPPE/FCT/UNESP). Mestrado em Educação (UNESP).

Rosiane de Fátima Ponce, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Presidente Prudente – SP

Professora do Departamento de Educação e Coordenadora do grupo de estudos e pesquisas (GEDHEE/UNESP/FCT).  Doutorado em Educação (PUC/SP).

Referências

ANDRADE, L R M. O professor polivalente dos anos iniciais do ensino fundamental da rede municipal de Natal/RN: trabalho, vivência e mediações. Orientador: Jorge Tarcísio da Rocha Falcão. 2017. 201 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

ARAUJO, C B. As práticas culturais dos professores dos anos iniciais do ensino fundamental convertidas em capital no espaço da escola. 2015. 100 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.

BARRETO, M S. A constituição da profissionalidade de professores das séries iniciais do ensino fundamental. Orientadora: Clarissa Martins de Araújo. 2011. 124 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

BRZEZINSKI, I. Embates na definição das políticas de formação de professores para a atuação multidisciplinar nos anos iniciais do Ensino Fundamental: respeito à cidadania ou disputa pelo poder? Educação e Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 80-108, dez. 1999. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73301999000300005

BRZEZINSKI, I. Políticas contemporâneas de formação de professores para os primeiros anos do ensino fundamental. Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 105, p. 1139-1166, dez. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302008000400010&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2019.

CRUZ, S. P. S.; BATISTA NETO, J. A polivalência no contexto da docência nos anos iniciais da escolarização básica: refletindo sobre experiências de pesquisas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 17, n. 50, p.385-499, maio/ago. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782012000200008

CRUZ, S. P. S.; BATISTA NETO, J. A polivalência no contexto da docência nos anos iniciais da escolarização básica: refletindo sobre experiências de pesquisas. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 34., 2011, Natal. Anais [...]. Natal, 2011. p.1-15.

CRUZ, S. P. S.; BATISTA NETO, J. A.Discutindo os elementos estruturantes da profissionalidade polivalente dos anos iniciais do ensino fundamental. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 35., Porto de Galinhas. Anais [...]. Porto de Galinhas, PE, 2012. Disponível em: https://www.anped.org.br/biblioteca/item/discutindo-os-elementos-estruturantes-da-profissionalidade-polivalente-na-docencia. Acesso em 16 out. 2019. p.1-16.

CRUZ, S. P. S. A construção da profissionalidade polivalente na docência nos anos iniciais do ensino fundamental: os sentidos atribuídos às práticas por professoras da Rede Municipal de Ensino do Recife. 2012. 278 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

CRUZ, S. P. S.; BATISTA NETO, J. A. polivalência no contexto da docência nos anos iniciais da escolarização básica: refletindo sobre experiências de pesquisas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 17, n. 50, p. 385-398, ago. 2012. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782012000200008&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2019.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, São Paulo, ano 23, n. 79, p.257-272, ago. 2002.

FRANCO, M. A.; LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. Elementos para reformulação de diretrizes curriculares para cursos de Pedagogia. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 130, p. 63-97, jan./abr. 2007.

FREITAS, A V; PIRES, C. M. C. Estado da arte em educação matemática na EJA: percursos de uma investigação. Ciência e Educação, Bauru, v. 21, n. 3, 2015.

GALINDO, C. J.; INFORSATO, E. C. Manifestações de necessidades de formação continuada por professores do 1º ciclo do ensino fundamental. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 30., 2007, Caxambu. Anais [...]. Caxambu, MG: ANPED, 2007. p.1-21.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. de S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: Unesco, 2009.

GATTI, B. A; NUNES, M. M. R. (Org.) Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em Pedagogia, Língua Portuguesa, Matemática e Ciências Biológicas. São Paulo: FCC, DPE, 2009.

GATTI, B. Formação de professores e carreira: problemas e movimentos de renovação. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000. 119 p. (Coleção Formação de Professores)

HADDAD, S. O estado da arte das pesquisas em educação de jovens e adultos no Brasil: a produção discente da pós-graduação em educação no período 1986 – 1998. São Paulo: Ação Educativa, 2000.

KISHIMOTO, T. M. Encontros e desencontros na formação dos profissionais da Educação Infantil. In: MACHADO, M. L. (Org.). Encontros e desencontros em educação infantil. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2005. p. 107-115.

LEITE, Y. U. F.; LIMA, V. M. M. Cursos de Pedagogia no Brasil: o que dizem os dados do Inep/MEC? Ensino em Re-vista, Uberlândia, v. 17, n. 1, p. 69-93, jan./jun. 2010.

LIBÂNEO, J. C. O ensino de Didática, das metodologias específicas e dos conteúdos específicos do ensino fundamental nos currículos dos cursos de pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 91, n. 229, p. 562-583, set./dez. 2010.

LIMA, R. R. M. Narrativas de si: ser professora, história de vida e formação. 2016. 200 f. Tese. (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 10, n. esp., p. 37-45, 2007.

LIMA, V. M. M. Formação do professor polivalente e saberes docentes na escola pública. 2007. 280 f. Tese (Doutorado em Educação) –Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

LIMA, V. M. M. Professor polivalente: formação e atuação na escola pública dos anos iniciais. In: MONTEIRO, S. B.; OLINI, P. (Org.) Didática, saberes docentes e formação. Cuiabá, MT: EdUFMT/Editora Sustentável. 2019. v.1. p. 73-99. (Formato Ebook)

MAIOLI, E E C. O (des)prestígio social na profissão docente: o ser professor nas séries iniciais. 2004. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Da Bahia, Salvador, 2004.

MORO, C. "Eu, professora" em face da implementação da Política Nacional de ampliação do Ensino Fundamental na rede municipal de Curitiba, PR. Educar revista., Curitiba, n. 58, p. 219-236, dez. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.41366

MOURAO, L.; ESTEVES, V. V. Ensino Fundamental: das competências para ensinar às competências para aprender.Ensaio: avaliação e políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 21, n. 80, p. 497-512, set. 2013 . DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40362013000300006

NOGUEIRA, G. M. A formação do professor e a prática docente no cotidiano escolar: um olhar para a sala de aula. 2010. 100 f. Dissertação (Mestrado em Educação) –Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2010.

NUNES, C. S. C. Os sentidos da formação continuada: o mundo do trabalho e a formação de professores no Brasil. 2000.155 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

OLIVEIRA, E. C. S. Salvem a professorinha! A ideologia da desvalorização da professora das séries iniciais. 2010. 150 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2010.

PENNA, M. G. O. Exercício docente na escola: relações sociais, hierarquias e espaço escolar. Educação e pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 3, p. 557-569, dez. 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022008000300010

PENNA, M. G. O. Professores das primeiras séries do ensino fundamental e relações estabelecidas com o conhecimento. Educar revista., Curitiba, n. 44, p. 201-216, jun. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40602012000200013

PIMENTA, S. G. et al. A formação de professores para a educação infantil e para os anos iniciais do ensino fundamental: análise do currículo dos cursos de Pedagogia de instituições públicas e privadas do Estado de São Paulo. Relatório Técnico de Pesquisa, fev. 2014. 47 p.

PIMENTA, S. G. et al. Os cursos de licenciatura em pedagogia: fragilidades na formação inicial do professor polivalente. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 1, p. 15-30, mar. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-9702201701152815

QUEIROZ, V.; MAIA, H. Saberes Didático-pedagógicos: sentidos atribuídos por professoras dos anos iniciais do ensino fundamental. In: LIMA, M. S. L. et al. Didática e Prática de Ensino na relação com a Escola. Fortaleza, CE: EdUECE, 2015. p. 4273-4281.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” em educação. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37- 50, set./dez. 2006.

SAMPAIO, D T. O mal-estar no trabalho de professoras das séries iniciais do ensino fundamental de Porto Velho. 2012. 174 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal De Rondônia, Porto Velho, 2012.

SILVA, C. S. B. Curso de Pedagogia no Brasil – história e identidade. São Paulo: Autores Associados, 1999. v. 66. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo)

SOUSA, J. A. Saberes do professor dos anos iniciais: a construção da profissão docente. 2016. 95 f. Dissertação (Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias) – Universidade Norte do Paraná-UNOPAR, Londrina, 2016.

TERRA, M T R. Processo de formação dos professores das séries iniciais do ensino fundamental: ouvindo professores das 4ª séries. 2010. 99 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2010.

Downloads

Publicado

01/09/2020

Como Citar

Lima, V. M. M., & Ponce, R. de F. (2020). Professor polivalente: um estudo do estado da arte sobre produções acadêmicas (1997-2017). Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 24(3), 1645–1665. https://doi.org/10.22633/rpge.v24i3.14411