A formação docente em perspectivas

Representações sociais de professores sobre o Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná (PDE-PR)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.15917

Palavras-chave:

Professores, Formação, PDE-PR, Representações sociais

Resumo

Este trabalho, resultado de uma pesquisa maior cujo tema é o Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná (PDE-PR), tem por objetivo realizar uma análise interpretativa dialógica das representações sociais de professores. Temos como aporte teórico os estudos sobre a Teoria das Representações Sociais, nomeadamente nas ponderações de Moscovici (2011, 2012, 2015) e Jodelet (2001, 2011). O que tratamos aqui é resultado de uma pesquisa com a participação de 50 professores/pedagogos. Como resultado, inferimos que esses professores-participantes concebem esse programa (PDE-PR) como oportunidade para capacitação, aprendizado, conhecimento, estudo e formação. Consideram ainda que esse proporciona valorização profissional, por meio da progressão na carreira docente. Ao analisarmos quanto o PDE-PR contribui para o desenvolvimento profissional docente, constatamos elementos que revelam o caráter de sociabilidade e de racionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Vinícius Messino Godoi, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Curitiba – PR – Brasil

Doutorando em Educação. Membro do grupo de pesquisa Políticas, Formação de Professores, Trabalho Docente e Representações Sociais (POFORS/PUCPR). Membro do Corpo Docente do Instituto Caiçara de Ensino Superior.

Romilda Teodora Ens, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Curitiba – PR – Brasil

Professor Titular (PPGE). Doutorado em Educação-Psicologia da Educação (PUC-SP). Pós-doutorado em Ciência da Educação (UPorto-Portugal). Líder do grupo de pesquisa Políticas, Formação de Professores, Trabalho Docente e Representações Sociais (POFORS/PUCPR). Pesquisadora Associada ao CIERS-ed e à Catedra UNESCO sobre Profissionalização Docente, da Fundação Carlos Chagas (SP-Brasil).

Ana Maria da Silva, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba – PR – Brasil

Doutorado em Estudos Lingüísticos. Membro do Corpo Docente do Instituto Caiçara de Ensino Superior e da Rede Estadual de Ensino do Paraná.

Referências

BERTOTTI, G. R. Políticas de Formação Continuada no Paraná: Representações de professores PDE/PR. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2014.

ENS, R. T.; BEHRENS, M. A. Representações Sociais e Visão Complexa: Interface e fronteiras entre as proposições de Serge Moscovici e Edgar Morin. In: ENS, R. T.; VILLAS BÔAS, L. P. S.; BEHRENS, M. A. Representações sociais: Fronteiras, interfaces e conceitos. Curitiba: Champagnat, 2013.

DONATO, S. P. Elementos de profissionalidade docente: Representações sociais de estudantes de pedagogia. 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2017.

DUVEEN, G. Introdução: O poder das ideias. In: MOSCOVICI, S. Representações sociais: Investigações em psicologia social. Tradução: Pedrinho A. Guareschi. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

JODELET, D. Representações sociais: Um domínio em expansão. In: JODELET, D. (org.). As representações sociais. Tradução: Lilian Ulup. Rio de Janeiro: Ed. EDUERJ, 2001.

JODELET, D. Ponto de vista: Sobre o movimento das representações sociais na comunidade científica. Revista Temas em Psicologia, v. 19, n. 1, p. 19-26, jan. 2011. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/5137/513751437003.pdf. Acesso em: 16 jun. 2022.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: Teoria, método e criatividade. 34. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

MORIN, E. O método 1: A natureza da natureza. Tradução: Ilana Heineberg. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MOSCOVICI, S. La psychanalyse, son image et son publique. Paris: PUF, 1961.

MOSCOVICI, S. Psicologia das minorias ativas. Tradução: Grupo de Leitura Ideologia, Comunicação e Representações Sociais. Petrópolis, RJ: Vozes. 2011.

MOSCOVICI, S. A psicanálise, sua imagem seu público. Tradução: Sonia Fuhrmann. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

MOSCOVICI, S. Representações sociais: Investigações em psicologia social. Tradução: Pedrinho A. Guareschi. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

OGLIARI, C. R. N. O nível de exigência conceitual das produções do professor no PDE: A recontextualização do conhecimento acadêmico ensino da matemática. 2012. Tese (Doutorado em Educação: História Política e Sociedade) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: https://tede.pucsp.br/handle/handle/10365. Acesso em: 15 maio 2022.

OLIVEIRA, D. C. et al. Análise das evocações livres: Uma técnica de análise estrutural das representações sociais. In: MOREIRA, A. S. P. et al. (org.). Perspectivas teórico-metodológicas em representações sociais. João Pessoa: UFPB Editora Universitária, 2005.

PARANÁ. Diretrizes curriculares da educação básica. Curitiba: SEED; DEB-PR, 2008. Disponível em: http://www.cyvjosealencar.seed.pr.gov.br/redeescola/escolas/26/700/16/arquivos/File/Conteudos%20Basicos%20-%20Artes.pdf. Acesso em: 15 ago. 2021.

PARANÁ. Lei complementar 130, de 14 de julho de 2010. Regulamenta o Programa de Desenvolvimento Educacional – PDE, instituído pela Lei Complementar nº 103/2004, que tem como objetivo oferecer Formação Continuada para o Professor da Rede Pública de Ensino do Paraná, conforme especifica. Curitiba, PR: Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, 2010. Disponível em: http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=5 6184&indice=1&totalRegistros=2. Acesso em: 10 mar. 2017.

PÉCORA, A. R.; ANJOS, P. M.; PAREDES, E. C. O envelhecimento como processo social. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 19, n. 39, p. 55-73, jan./abr. 2010. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/378. Acesso em: 23 abr. 2022.

PRESTES, N. Educação e racionalidade: Conexões e possibilidades de uma razão comunicativa na escola. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1996.

PIVATTO, P. Visão de homem na educação e o problema da humanização. Revista Educação, Porto Alegre, v. 30, n. 2, p. 337-363, maio/ago. 2007. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/562. Acesso em: 19 maio 2022.

SÁ, C. P. A construção do objeto de pesquisa em representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 1998.

SIQUEIRA, A. P. M. Formação continuada e desenvolvimento profissional docente: Representações de professores PDE. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2017.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Tradução: João Batista Kreuch. 17. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

WACHELKE, J.; WOLTER, R. Critérios de construção e relato da análise prototípica para representações sociais. Psicologia Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 27, n. 4, p. 521-526, dez. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ptp/a/bdqVHwLbSD8gyWcZwrJHqGr/?lang=pt&format=html. Acesso em: 20 jan. 2022.

Publicado

30/09/2022

Como Citar

GODOI, M. V. M.; ENS, R. T.; SILVA, A. M. da. A formação docente em perspectivas: Representações sociais de professores sobre o Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná (PDE-PR). Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, p. e022127, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.15917. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15917. Acesso em: 4 dez. 2022.