Teorias e modelos cognitivos de aprendizagem pós-não clássica na educação em ciências naturais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25iesp.6.16114

Palavras-chave:

Ensino de ciências naturais, Modelo cognitivo, Ciências pós-não clássicas, Complexo de ferramentas metodológicas

Resumo

Introdução. Os modelos cognitivos formados na ciência pós - não clássica - a teoria dos sistemas, a teoria da auto-organização e gestão, que foram desenvolvidos nas ciências naturais, são agora amplamente usados ​​na pesquisa social e humanitária. No entanto, eles ainda não foram devidamente refletidos no conteúdo da educação em ciências naturais dos futuros funcionários dessas áreas - graduados de departamentos sociais, humanitários e pedagógicos de instituições de ensino superior. O objetivo deste estudo: justificação teórica e metodológica, desenvolvimento e teste de um conjunto de ferramentas metodológicas para a adaptação de modelos cognitivos de ciências pós-não clássicas no conteúdo do ensino de ciências naturais de alunos das áreas sociais e humanitárias do ensino superior. Metodologia e métodos. A base metodológica da pesquisa é baseada nas idéias da abordagem sinergética do sistema, trabalhos sobre a filosofia e metodologia da educação, posições fundamentais e princípios básicos da didática moderna. A base teórica são os trabalhos de cientistas nacionais e estrangeiros sobre o desenvolvimento do conteúdo da educação, tecnologias educacionais e a organização do processo educacional na Universidade. Usado - modelagem e previsão, análise e síntese, observação, questionamento, teste, trabalho experimental. Resultados e novidades científicas. É apresentada a justificação teórica e metodológica da necessidade de adaptar os modelos cognitivos das ciências pós-não clássicas ao conteúdo do ensino das ciências naturais das Humanidades e definidos os princípios. O complexo tem uma estrutura linear-concêntrica e inclui um curso básico de formação, um sistema de cursos eletivos de formação e módulos interdisciplinares, tecnologias e métodos de ensino que o apoiam. Durante o teste do complexo foi realizado: capacidade de operar conceitos básicos de ciências pós-não clássicas e aplicá-los para descrever o comportamento de sistemas sociais e naturais de complexidade diferente, o volume de conhecimento dos alunos de ciências naturais, proficiência com a operação de sua transferência a outras áreas temáticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suriya Irekovna Gilmanshina, University of Kazan, Kazan – Russia

Professor, Head of Department (Chemical Education) Alexander Butlerov Institute of Chemistry.

Lyudmila Vladimirovna Moiseeva, Ural state pedagogical University, Yekaterinburg – Russia

Doctor of Sciences, Professor, Faculty of natural science, physical culture and tourism, Department of theory and methods of physical culture and sports.

Inna Nikolaevna Pushkareva, Ural state pedagogical University, Yekaterinburg – Russia

Faculty of natural science, physical culture and tourism, Department of theory and methods of physical culture and sports.

Sergey Borisov Ignatov, Tyumen Industrial University, Tyumen – Russia

Department of Humanities and technologies.

Iskander Rafailevich Gilmanshin, National Research Technical University named after A. N. Tupolev, Kazan – Russia

PhD., Associate professor, Electrical equipment department, Institute for Automation and Electronic Instrumentation.

Referências

ABD-EL-KHALICK, F. Examining the sources for our understandings about science: Enduring conflations and critical issues in research on nature of science in science education. International Journal of Science Education, v. 34, n. 3, р. 353-374, 2012.

ALLCHIN, D. Evaluating knowledge of the nature of (whole) science. Science Education, v. 95, n. 3, p. 518-542, 2011.

BUDANOV, V. G. Methodology of synergetic in post-nonclassical science and education. Moscow: Knizhny Dom, 2009. 240 p.

FORRESTER, J. World dynamics. Translated from English by A. Voroshchuk and S.Pegova. Moscow, 2003. 379 p.

GAPONTSEVA, M. G.; FEDOROV, V. A.; GAPONTSEV, V. L. Application of the ideology of synergetic to the formation of the content of continuous science education. Education and Science, v. 6, n. 30, p. 90-102, 2004.

GILMANSHINA, S. I.; GILMANSHIN, I. R.; BENDJUKЕVICH, K. G. Digital learning technologies in the University education system. IOP Conference Series: Materials Science and Engineering, v. 570, n. 1, 2019. Available: https://iopscience.iop.org/article/10.1088/1757-899X/570/1/012027. Access: 10 Jan. 2021.

GILMANSHINA, S. I.; SAGITOVA, R. N.; GILMANSHIN, I. R. Science Education: Development of Environmental Thinking. European Research Studies Journal, v. XXI, n. 3, p. 690-704, 2018.

GILMANSHINA, S.I.; GILMANSHIN, I. R.; DYATLOVA, E. V. Formation of competencies of the 21st century by means of project activities. IOP Conference Series: Materials Science and Engineering, v. 570, n. 1, 2019. Available: https://iopscience.iop.org/article/10.1088/1757-899X/570/1/012026. Access: 10 Jan. 2021.

HANUSCIN, D. L.; LEE, M. H.; AKERSON, V. L. Elementary teachers’ pedagogical content knowledge for teaching the nature of science. Science Education, v. 95, n. 1, p. 145-167, 2011.

IGNATOV, S. B.; IGNATOVA, V. A. Modern scientific model of the world. Tyumen: TyumSOGU, 2010. 240 p.

IGNATOVA, V. A.; IGNATOV, S. B. Conceptual approaches to modeling the content of science education of students of social and humanitarian areas of training at the university. Bulletin of the Tyumen State University. Humanities, v. 3, n. 3, p. 222-232, 2017.

MAINZER, K. Thinking in Complexity. The Complex Dinamics of Matter, Mind and Mankind. Berlin: Springer-Vertag, 2004. 356 р.

MEADOWS, D.; RANDERS, J.; MEADOWS, D. Limits of growth. 30 years later. Translated from English. Moscow, 2007. 342 p.

STAROSTINA, S. E. Science education of students of humanitarian areas of training in the context of the integration of scientific knowledge. Chita: ChSPU, 2012. 472 p.

VINENKO, V. G. Building the content of the teacher's continuing education. Systemic synergetic approach. Saratov: Publishing house Sarat. University, 1999. 244 p.

Publicado

30/12/2021

Como Citar

GILMANSHINA, S. I.; MOISEEVA, L. V.; PUSHKAREVA, I. N.; IGNATOV, S. B.; GILMANSHIN, I. R. Teorias e modelos cognitivos de aprendizagem pós-não clássica na educação em ciências naturais. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. esp.6, p. 3525–3537, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25iesp.6.16114. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16114. Acesso em: 18 maio. 2024.