E agora Lobato?

Conversas caídas do bico da pena durante o desenvolvimento profissional de professores mediadores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.16458

Palavras-chave:

Narrativas, Literatura, Pensamento social no Brasil, Estereótipos raciais, Desenvolvimento Profissional

Resumo

Este artigo é um recorte de uma pesquisa de mestrado que deu voz à sete professoras da Educação Básica da rede Estadual de Educação de Iporá/GO. Neste texto, discute-se momentos do desenvolvimento profissional das professoras em relação ao trabalho de mediação literária com os livros de Monteiro Lobato. A abordagem foi de natureza qualitativa, utilizando narrativas como ferramentas formativas e investigativas. O estudo revelou trajetórias marcadas por dificuldades, inseguranças, mas, acima de tudo, muita realização como educadoras e mediadoras literárias. São histórias que se assemelham a de tantas outras profissionais, que, quando vistas pela lente da pesquisa, revelam aspectos da subjetividade do professor e seus percursos profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Aparecida Morais Terra Cunha, Rede Estadual de Educação de Goiás/Faculdade de Educação Ciências e Letras de Iporá (FECLIP) – Iporá – GO – Brasil

Mestrado em Educação da Universidade Federal de Jataí/GO.

Isa Mara Colombo Scarlati Domingues, Universidade Federal de Jataí (UFJ), Jataí – Goiás – Brasil

Professora dos cursos de licenciaturas, do Programa de Mestrado em Educação e Pesquisadora da Universidade Federal de Jataí/GO.

Referências

BRASIL. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações [BDTD]. Brasília, DF: IBICT/BDTD,2019. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/. Acesso em: 20 nov. 2019.

CALVINO, Í. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

CHARTIER, R. Formas e sentido. Cultura escrita: entre a distinção e apropriação. Campinas: Mercado de Letras/Associação de leitura do Brasil, 1996.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. Relatos de Experiencia e Investigación Narrativa. In: LARROSA, J. (org.). Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativa y educación. Barcelona: Editorial Laertes, 1995. p. 11-59.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Portal de Periódicos CAPES/MEC. Brasília, DF: 2019. Disponível em: http://www.periodicos.capes.gov.br/. Acesso em: 01 dez. 2019.

DOMINGUES, I. M. C. S. Desenvolvimento de professoras alfabetizadoras em ambiente virtual de aprendizagem: contribuições de casos de ensino. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2013.

GARCIA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto Editora, 1999.

GREGORIN FILHO, J. N. Literatura infantil: múltiplas linguagens na formação de leitores. São Paulo: Melhoramentos, 2010.

LEITE, M. Sobre a torneirinha de asneiras de Emília. Revista Emília, 21 out. 2012. Disponível: https://emilia.org.br/sobre-a-torneirinha-de-asneiras-de-emilia/. Acesso em: 10 set. 2021.

MACHADO, A. M. Entrevista de Ana Maria Machado para Nova Escola, 2001. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/955/entrevista-com-ana-maria-machado. Acesso em: 10 set. 2021.

MACHADO, A. M. Como e por que ler os clássicos universais desde cedo. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2002.

NÓVOA, A. Os professores e o novo espaço público da educação. In: TARDIF, M.; LESSARD, C. (org.) Ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

SCHÖN. D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: ArtMed. 2000.

SCIELO.ORG. SciELO – Scientific Electronic Library Online. São Paulo: [SciELO], 2019. Disponível em: https://scielo.org/pt. Acesso em: 5 nov. 2019.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo, Editora Cortez: autores associados, 2011.

Publicado

31/03/2022

Como Citar

CUNHA, A. P. A. M. T.; DOMINGUES, I. M. C. S. E agora Lobato? Conversas caídas do bico da pena durante o desenvolvimento profissional de professores mediadores. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, p. e022011, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.16458. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16458. Acesso em: 29 set. 2022.