Políticas de formação para professores de língua estrangeira no estado do Ceará

O centro cearense de idiomas em foco

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26iesp.4.17118

Palavras-chave:

Formação docente, Políticas públicas, Práxis docente, Centro de idiomas do Ceará, Língua estrangeira

Resumo

Este trabalho discute as políticas públicas que envolvem o processo de formação para os docentes de língua estrangeira no estado do Ceará, Brasil. De abordagem qualitativa, assentado no método da pesquisa-formação, teve como objetivo compreender os conflitos e as interações presentes no desenvolvimento da formação continuada de professores de língua estrangeira do Centro Cearense de Idiomas (CCI). Para tal estudo foram analisadas as características, os planos e as ações desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Ceará (SEDUC-CE) e pelo próprio CCI no que toca à formação continuada de seus docentes. Os resultados revelam que refletir a formação com os pares é uma boa perspectiva de encontro com a realidade; os docentes precisam de políticas públicas de formação que os ajudem a ressignificar seu percurso formativo e não obstáculos que já cercam a profissão docente de forma tão negativa e muitas vezes quase intransponíveis; o trabalho coletivo se apresentou como uma possibilidade para a superação dos desafios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Andrade de Sousa, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza – CE – Brasil

Doutorando em Educação (PPGE UECE).

Francisco Thiago Chaves de Oliveira , Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza – CE – Brasil

Doutorando em Educação (PPGE UECE).

Elcimar Simão Martins, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Redenção – Ceará – Brasil

Professor do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza. Pós-doutorado em Educação.

Referências

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. 4. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2006.

ALVARADO PRADA, L. E. Formação participativa de docentes em serviço. Tautabé, SP: Cabral Editora Universitária Ltda., 1997

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 12 ago. 2021.

CANDAU, V. M. (org.). Formação continuada de professores: Tendências atuais. Magistério: construção cotidiana. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

COSTA, A. L. O.; SANTOS, A. R.; MARTINS, J. L. A formação docente: Por uma prática educacional libertadora. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. 3, p. 1193–1204, jul./set. 2020. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12511. Acesso em: 3 abr. 2021.

COSTA, E. A. S. A educação de jovens e adultos e o direito à educação: Concepções e olhares de educadores e gestores escolares a partir das políticas educacionais do município de Horizonte/Ceará. 2014.Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza, Ceará, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/8646. Acesso em: 06 jul. 2021.

DALE, R. A Sociologia da Educação e o Estado após a globalização. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1099-1120, out./dez. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/J46YWTNSF73jLJqJnLPRL4H/?format=html&lang=pt. Acesso em: 05 jun. 2021.

FISTAROL, C. F.; FISCHER, A.; BAILER, C. Práticas de letramentos vernaculares em língua inglesa: a práxis na aprendizagem além do currículo formal da universidade. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 4, p. 2358–2376, 2019. DOI: 10.21723/riaee. v14i4.12719. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12719. Acesso em: 3 abr. 2021.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2009.

GARCÍA, C. M. Formação de professores: Para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora Ltda, 1999.

IMBERNÓN, F. Formação Continuada de Professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

MACEDO, R. S. Implicação, autorização e standardização curricular: a formação de professores como re-existência. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 13, n. 4, p. 733-750, out./dez. 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/766/76643232008.pdf. Acesso em: 18 maio 2021.

MARIN, A. J. Educação continuada: Introdução a uma análise de termos e concepções. Cadernos Cedes, v. 36, Educação Continuada, p. 13-20, 1995.

MARTINS, E. S. Formação contínua e práticas de leitura: O olhar do professor dos anos finais do ensino fundamental. 2014. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Fortaleza, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/8596. Acesso em: 20 jun. 2021.

OLIVEIRA, Z. M. F. ‘Criativar’ a formação e a atuação do professor: Uma necessidade no século XXI. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EDUCERE, 10., 2011, Curitiba. Anais [...]. Curitiba, 2011.

PACHECO, E. F. H.; EYNG, A. M. A educação intercultural como possibilidade em processos decoloniais na garantia dos direitos da infância. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. 1, p. 110–124, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15i1.12370. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12370. Acesso em: 13 mar. 2021.

PRETTO, N. L.; BONILLA, M. H. S.; SENA, I. P. F. S. Educação em tempos de pandemia: Reflexões sobre as implicações do isolamento físico imposto pela COVID-19. Salvador: Edição do autor, 2020.

SOUSA, C. H. A. A formação continuada dos professores de língua estrangeira do Centro Cearense de Idiomas: Interações, convergências e conflitos. 2021. Dissertação (Mestrado em Ensino e Formação Docente) – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção, Ceará, 2021. Disponível em: https://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2441. Acesso em: 12 out. 2021.

Publicado

01/09/2022

Como Citar

SOUSA, C. H. A. de; OLIVEIRA , F. T. C. de; MARTINS, E. S. Políticas de formação para professores de língua estrangeira no estado do Ceará: O centro cearense de idiomas em foco. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. esp.4, p. e022104, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26iesp.4.17118. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/17118. Acesso em: 13 abr. 2024.