Gestor escolar e o professor do Ensino Médio

Suas influências no desempenho escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v27i00.18115

Palavras-chave:

Motivação, Liderança, Gestão, Rede privada, Educação

Resumo

Os alunos do Ensino Médio estão em uma idade de grande turbulência, onde a empatia e a motivação de seus professores fazem grande diferença no seu processo de aprendizagem. Por sua vez, os professores merecem um olhar cuidadoso. Para conduzir de forma harmônica esse ambiente complexo, o gestor escolar é imprescindível. O objetivo geral desta pesquisa foi verificar a relação direta entre a liderança do gestor escolar, a motivação dos professores e o desempenho escolar desses alunos por meio de uma revisão sistemática. Quanto aos resultados encontrados, temos, a saber: o gestor escolar precisa de capacitação específica; para uma escola eficaz, a escolha dos professores deve ser cuidadosa; os professores são considerados grandes influenciadores no bom desempenho dos alunos. Não existem “super-heróis”, há de se ter paixão pela profissão, pois em sua ausência, a nós, comunidade como um todo, nos restará apenas a mediocridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Rita Vital Paganini Cintra, Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas

Especialização em Gestão Escolar. Mestrado em Economia Política Internacional (UFRJ).

José Anderson Santos Cruz, Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas

Professor Associado. Doutor em Educação Escolar, (FCLAr/Unesp). Editor Adjunto e Executivo da RIAEE. Editor da Editora Ibero-Americana de Educação. Editor e Assessoria Técnica para periódicos.

Referências

ALMEIDA, A. P.; NAFFAH NETO, A. Dossiê Psicanálise e educação escolar: ressonâncias de Sándor Ferenczi para uma pedagogia do cuidado. Estilos da Clínica, v. 24, n. 2, p. 262-275, 2019.

ALVES, M. T. G.; FARIA, P. S. P. Índice de desenvolvimento da educação básica e eficácia escolar: evidências de uma pesquisa comparativa. Revista de Gestão e Avaliação Educacional, v. 9, n. 18, p. 1-20, 2020.

AMÉRICO, B. L. et al. Uma boa gestão melhora o desempenho da escola, mas o que sabemos acerca do efeito da complexidade da gestão nessa relação? Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 28, n. 106, p. 198-220, 2020.

ASSIS, B.; MARCONI, N. Efeito das políticas de provimento ao cargo de diretor na gestão escolar. Revista de Administração Pública, v. 55, n. 4, p. 881-922, 2021.

BARBER, M.; MOURSHED, M. How the world's best-performing school systems come out on top. McKinsey & Company, 2007. Disponível em: https://www.mckinsey.com/industries/education/our-insights/how-the-worlds-best-performing-school-systems-come-out-on-top. Acesso em: 27 dez. 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BENEVIDES, A. A.; SOARES, R. B. Diferencial de desempenho de alunos das escolas militares: o caso das escolas públicas do Ceará. Nova Economia, v. 30, n. 1, p. 317-343, 2020.

BIZZO, N.; GARCIA, P. S. Um estudo sobre escolas eficazes no Brasil e na Itália: o que realmente importa na opinião dos pais, alunos, professores e gestores. Educação, v. 40, n. 1, p. 83-96, 2017.

BORUCHOVITCH, E.; MACHADO, A. C. T. A. 2021. Formação docente: efeitos de um programa autorreflexivo de intervenção em teorias sociocognitivas da motivação. Pró- Posições, v. 32, 2021. DOI: 10.1590/1980-6248-2020-0101.

BOYD, W. et al. How do Principals of High Performing Schools Achieve Sustained Improvement Results? IAFOR Journal of Education, v. 8, n. 4, 133-149, 2020.

BRESOLIN, A. B. et al. Evaluating the impact of the selection process of principal in Brazilian public schools. Nova Economia, v. 29, n. 2, p. 591-621, 2019.

CANSOY, R. The Relationship between School Principals' Leadership Behaviours and Teachers' Job Satisfaction: A Systematic Review. International Education Studies, v. 12, n. 1, p. 37-52, 2019.

CARLOS, D. M. et al. Adolescer em meio à pandemia de Covid-19: um olhar da teoria do amadurecimento de Winnicott. Interface, Botucatu, v. 25, 2021. DOI: 10.1590/Interface.200801.

CARVALHO, C. P.; OLIVEIRA, A. C. P. Gestão escolar, liderança do diretor e resultados educacionais no Brasil. Revista de Educação Brasileira, v. 23, 2018. DOI: 10.1590/S1413-24782018230015.

COLLINS, J. Empresas feitas para vencer: por que algumas empresas alcançam a excelência e outra não. 1. ed. Barueri, SP: HSM Editora, 2013.

COYLE, D. Equipes brilhantes: como criar grupos fortes e motivados. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2019.

CSIKSZENTMIHALYI, M. Flow: a psicologia do alto desempenho e da felicidade. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2020.

DAOLIO, C. C.; NEUFELD, C. B. Intervenção para stress e ansiedade em pré-vestibulandos: estudo piloto. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 18, n. 2, p. 129-140, 2017.

DAVOGLIO, T. R.; SANTOS, B. S.; SPAGNOLO, C. 2017. Motivaçao para a permanência na profissão: a percepção dos docentes universitários. Psicologia Escolar e Educacional, v. 21, n. 2, p. 201-218. DOI: 10.1590/2175-3539201702121099.

DUCKWORTH, A. Garra: o poder da paixão e da perseverança. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2016.

DUFFIELD, S.; WAGEMAN, J.; HODGE, A. Examining How Professional Development Impacted Teachers and Students of U.S. History Courses. Journal of Social Studies Research, v. 37, n. 2, p. 85-96, 2013.

DWECK, C. S. Mindset: a nova psicologia do sucesso. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2006.

ERES, F.; YALÇIN, M. T. An Investigation of the Relationship between High Schools' Instructional Capacity and Academic Achievement. 2021. Disponível em: https://eric.ed.gov/?q=Investigation+of+The+Relationship+Between+High+Schools%e2%80%99+Instructional+Capacity+and+Academic+Achievement&id=EJ1308265. Acesso em: 10 jan. 2022.

FATIH, M. School Principal Support in Teacher Professional Development. International Journal of Educational Leadership and Management, v. 9, n. 1, p. 54-75, 2020.

FERENCZI, S. Obras Completas: Psicanálise IV. São Paulo: Editora Martins Fontes, 1992, Brasil.

FREED, D. et al. International School Principals' Insights and Experiences with Teacher Motivation. International Journal of Educational Leadership Preparation, v. 16, n. 1, p. 60-73, 2021.

FREITAS, K. S. et al. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. 10. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2020.

HIRATA, G.; MEREB, T. M.; OLIVEIRA, J. B. A. Professores: quem são, onde trabalham, quanto ganham. Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 27, n. 102, p. 179-203, 2019.

LUCK, H. Liderança em Gestão Escolar. 9. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

MCSHANE, M. Q. The Private School Teacher Skills Gap: What K-12 Private School Educators Know and What They Need to Know. 2019. Disponível em: https://eric.ed.gov/?q=The+Private+School+teacher+Skills+gap&id=ED595065. Acesso em: 14 jan. 2022.

MOCARZEL, M. S. M. V.; ROJAS, A. A.; PIMENTA, M. F. B. A reforma do ensino médio: novos desafios para a gestão escolar. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. 1, p. 159-176, 2018.

MUZZETI, L. R.; SANTOS, A. A.; SUFICIER, D. M. Conhecimento, Currículo e Cultura Escolar: Pierre Bourdieu e a Interpretação dos Fenômenos Educacionais. Piracicaba, SP: Editora Pecege, 2019.

PAGANINI, M. R. ITA/IME: Conheça seu campo de batalha. 1. ed. Fortaleza: Editora Vestseller, 2020.

PAYOT, J. A Educação da Vontade. 1. ed. Campinas, SP: Editora Kírion, 2018.

PEREIRA, R.S.; SILVA, M.A. Políticas educacionais e concepção de gestão: o que dizem os diretores de escolas de ensino médio do Distrito Federal. Educar em Revista, v. 34, n. 68, p. 137-160, 2018.

ROMEIRO, M. C.; SILVA, L. L. Liderança multifuncional e desempenho escolar: Uma relação mediada pelo empoderamento do gestor. Education Policy Analysis Archives, v. 28, n. 1, 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/346171293_ Lideranca_ multifuncional_e_desempenho_escolar_Uma_relacao_mediada_pelo_empoderamento_do_gestor. Acesso em: 11 jan. 2022.

SALISBURY-GLENNON, J. D.; SHEPHERD-JONES, A. R. Perceptions Matter: The Correlation between Teacher Motivation and Principal Leadership Styles. Journal of Research in Education, v. 28, n. 2, p. 93-131, 2018.

SENGE, P. M. A Quinta Disciplina: a arte e a prática da organização que aprende. 29. ed. Rio de janeiro: Editora Best Seller Ltda, 2013.

SOWELL, M. It's What Principals Do: Influencing Teachers to Support Students. 2018. Disponível em: https://eric.ed.gov/?q=It%e2%80%99s+What+Principals+Do+ Influencing+Teachers+to+Support+Students&id=EJ1191666. Acesso em: 10 jan. 2022.

WANG, L.; ZHAO, D. School Governance Structure and Its Impact on Student Performance: A Comparative Study between Four Provinces of China and the PISA2015 High-Scored Countries/Economies. Best Evidence in Chinese Education, v. 6, n. 2, p. 825-843, 2020.

WEINSTEIN, C.S.; NOVODVORSKY, I. Gestão da sala de aula: lições da pesquisa e da prática para trabalhar com adolescentes. 4. ed. Porto Alegre: Editora AMGH Ltda, 2015.

WINNICOTT, D. W. O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Editora Artmed, 1983.

YILDIZLI, H. Structural Relationships among Teachers' Goal Orientations for Teaching, Self-Efficacy, Burnout, and Attitudes towards Teaching. Journal on Efficiency and Responsibility in Education and Science, v. 12, n. 4, p. 111-125, 2019.

Publicado

11/08/2023

Como Citar

PAGANINI CINTRA, M. R. V.; SANTOS CRUZ, J. A. Gestor escolar e o professor do Ensino Médio: Suas influências no desempenho escolar. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 27, n. 00, p. e023032, 2023. DOI: 10.22633/rpge.v27i00.18115. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/18115. Acesso em: 22 maio. 2024.