Uma análise de como o ambiente influência na aprendizagem e no comportamento de estudantes sua importância na formação inicial de professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v21i1.12879

Palavras-chave:

Atividades educativas, Formação inicial de professores, Metodologias diferentes, Psicologia da educação.

Resumo

O trabalho apresentado trata-se de um relato de experiência a respeito de  atividade realizada no horto medicinal da Universidade Federal de Lavras, referente a disciplina de Psicologia da Educação em uma de suas aulas. Objetiva-se compreender e analisar como o ambiente pode proporcionar benefícios para os estudantes, e a sua importância na formação inicial de professores. Para analisar os resultados obtidos, utilizou-se a pesquisa qualitativa, para uma melhor organização, foi utilizado o método de categorização onde foram encontradas quatro categorias: “Atividade vista como metodologia diferente da tradicional”; “maior participação do estudante e a mesma sendo em um ambiente que difere da sala de aula”; “a fim de aumentar os laços na relação estudante-educadora” e “uma forma de conhecer melhor o estudante”. O trabalho buscou compreender como metodologias diferentes são eficazes e auxiliam na formação da pessoa, e como esses meios interdisciplinares auxiliam no conhecimento e compreensão mais eficaz de mundo.

Biografia do Autor

Elaine das Graças Frade, Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Doutora em Ciências pela Universidade Federal de Lavras (2017). Mestre em Educação pela Universidade Vale do Rio Verde (2003), especialista em Design Instrucional pela Universidade Federal de Itajubá (2009), Docência do Ensino Superior a Distância pelo Centro Universitário do Sul de Minas (2008), Solos e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Lavras (1998) e Psicopedagogia pelo Centro Universitário do Sul de Minas (1997). Graduada em História, pelo Centro Universitário do Sul de Minas (1991). Professora Adjunta do Departamento de Educação da Universidade Federal de Lavras (UFLA). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Interdisciplinaridade, atuando principalmente nos seguintes temas: história da educação, psicologia da educação, educação ambiental, metodologias do ensino de História e Geografia. Atuou como Coordenadora da Universidade Aberta do Brasil na UFLA, como Coordenadora Pedagógica do Centro de Educação a Distância na UFLA, como Coordenadoa do Curso de Pedagogia, como Coordenadora do sub-projeto Interdisciplinar do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBID) da UFLA e atualmente coordena o Laboratório de Práticas Pedagógicas Socioambientais e Interdisciplinares. Integrante do Grupo de Pesquisa Teorias e Práticas Pedagógicas em Educação a Distância da UFLA.

Yara Rosa Rosa Romanelli Campos Gonçalves da Silva, Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Atualmente é professora em formação da Universidade Federal de Lavras, com foco na Educação na área de Ciências Biológicas.

 

Jessiane Lopes, Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Graduanda em Ciências Biológicas na Universidade Federal de Lavras.

Referências

AUSUBEL, D. Teoria da aprendizagem significativa. PELIZZARI, A. et al., 1993.

CAVASSAN, O. Aulas de campo em ambientes naturais e aprendizagem em ciências: um estudo com alunos do ensino fundamental. Ciência & Educação (Bauru), p. 133-147, 2004.

MACEDO, E. F. de. Parâmetros Curriculares Nacionais: a falácia de seus temas transversais. In: MOREIRA, A. F. B. Currículo: políticas e práticas, 1999. p. 43.

GASPARIN, J. L.; PETENUCCI, M. C. Pedagogia histórico crítica: da teoria à prática no contexto escolar. Acesso em, v. 2, n. 02, 2014.

LOPES, G. C. L. R.; ALLAIN, L. R. Lançando um olhar crítico sobre as saídas de campo em biologia através do relato de uma experiência. ENCONTRO “PERSPECTIVAS DO ENSINO DE BIOLOGIA”, v. 8, p. 6, 2002. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: Unidade teoria e prática? 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

SENICIATO, T.; CAVASSAN, O. Aulas de campo em ambientes naturais e aprendizagem em ciências: um estudo com alunos do ensino fundamental. Ciência & Educação (Bauru), p. 133-147, 2004

TAPIA, J. A. Contexto, motivação e aprendizagem. In: TAPIA, J. A.; FITA, E. C. A motivação em sala de aula: o que é, como se faz, v. 4, p. 11-61, 2004. SENICIATO, Tatiana;

Downloads

Publicado

01/02/2019

Como Citar

Frade, E. das G., Romanelli Campos Gonçalves da Silva, Y. R. R., & Lopes, J. (2019). Uma análise de como o ambiente influência na aprendizagem e no comportamento de estudantes sua importância na formação inicial de professores. DOXA: Revista Brasileira De Psicologia E Educação, 21(1), 78–87. https://doi.org/10.30715/doxa.v21i1.12879

Edição

Seção

Artigos