Sobre a possibilidade de uma pedagogia crítica para a escola pública contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i3.15419

Palavras-chave:

Teorias crítico-reprodutivistas da educação, Pedagogia histórico-crítica, Formação humana, Educação escolar

Resumo

O artigo toma como ponto de partida teorias críticas – particularmente as elaboradas por sociólogos franceses na década de 1970 – que concebem a escola pública na sociedade burguesa como essencialmente reprodutora da ideologia e das relações sociais capitalistas. Com o objetivo de sustentar que tais críticas não levam em conta o caráter histórico e dialético da instituição escolar ao não enxergar suas contradições, tornando-se, assim, unilateral, esse artigo se propõe a fazer o contraponto a partir dos fundamentos teórico-metodológicos da Pedagogia Histórico-Crítica idealizada por Demerval Saviani, no que diz respeito à concepção de formação humana presente na tradição marxista e do caráter contraditório da escola pública na sociedade de classes. Autores como Marx, Engels, Gramsci e György Márkus são utilizados para sustentar tais fundamentos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michel Lins, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Cascavel – PR

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação.

José Luis Derisso, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Cascavel – PR

Professor no Colegiado de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação Escolar (UNESP).

Edemir Jose Pulita, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Cascavel – PR

Professor Colaborador. Doutorado em Educação (UNB).

Referências

ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos de Estado: nota sobre os aparelhos ideológicos de estado (AIE). 2. ed. Trad. Walter José Evangelista e Maria Laura Viveiros de Castro. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1985.

ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos do Estado. 2. ed. Editora Graal, 1983. p. 15-53.

ALTHUSSER, L. Ideologia e aparelhos ideológicos do Estado. Lisboa: Presença, 1974.

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea. Campinas: Autores Associados, 2001.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas: cap. reprodução cultural e reprodução social. São Paulo: Editora Perspectiva, 1974. p. 295-336.

CASSIN, M. Louis Althusser e a sua contribuição para a sociologia da educação. In: BOITO JR., A.; TOLEDO, C. N. (org.). Marxismo e ciências humanas. São Paulo: Xamã, 2003, p. 327-337. Disponível em: https://marxismo21.org/wp-content/uploads/2014/08/Louis-Althusser-e-Sociologia-da_Educacao-M-Cassin.pdf. Acesso em: 28 jun. 2020.

CONDORCET. Marie-Jean-Antoine Nicolas Caritat. Relatório e projeto de decreto sobre a organização geral da instrução pública, apresentado à primeira assembleia nacional em nome do comitê da instrução pública, nos dias 20 e 21 de abril de 1792. Tradução de Maria Auxiliadora Cavazotti. Revista Educação em Questão, Natal, v. 21, n. 7, p. 234-245, set./dez. 2004.

COUTINHO, C. N. A presença de Gramsci no Brasil. Revista em Pauta. Rio de Janeiro: UERJ, n. 22, 2009.

DAYRELL, J. T. A escola como espaço sociocultural. In: DAYRELL, J. T. (org.). Múltiplos olhares sobre educação e cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1996. Disponível em: https://ensinosociologia.milharal.org/files/2010/09/Dayrell-1996-Escola-espa%C3%A7o-socio-cultural.pdf. Acesso em: 28 jun. 2020.

DERISSO, J. L. O relativismo do pensamento pós-moderno como legitimação para o ensino religioso na escola pública brasileira. 2012. 228 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2012.

DERISSO, J. L.; DUARTE, R. C. Crítica ao ideário neoliberal na educação: precarização e descaracterização da escola pública paulista. Revista HISTEDBR On-line, v. 17, n. 4, p. 1169-1185, dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8651218/17597 Acesso em: 10 fev. 2021.

DORE, R. Gramsci e o debate sobre a escola pública no Brasil. Cad. Cedes, Campinas, vol. 26, n. 70, p. 329-352, set./dez. 2006 Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ccedes/v26n70/a04v2670.pdf. Acesso em: 11 set. 2020.

DUARTE, N. Formação do indivíduo, consciência e alienação: o ser humano na psicologia de A. N. Leontiev. Cad. Cedes, Campinas, v. 24, n. 62, p. 44-63, abr. 2004.

FERRARO, J. L. S. Althusser, Educação, Estado e (Re) Produção. Revista Contemporânea de Educação, v. 9, n. 17, jan./jun. 2014. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/view/1712. Acesso em: 28 jun. 2020.

LUKÁCS, G. A decadência ideológica e as condições gerais da pesquisa científica. In: PAULO NETO, J. Lukács. São Paulo: Ática, 1992. (Coleção Grandes Cientistas Sociais).

MANACORDA, M. A. História da Educação: da antiguidade aos nossos dias. Trad. Gaetano Lo Monaco. Rev. de Paolo Nosella. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

MÁRKUS, G. Marxismo e antropologia: o conceito de “essência humana” na filosofia de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

MARX, K. Crítica do Programa de Gotha. Seleção, tradução e notas de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2012. (Coleção Marx-Engels). Disponível em: http://www.afoiceeomartelo.com.br/posfsa/Autores/Marx,%20Karl/Critica%20do%20Programa%20de%20Gotha.pdf. Acesso em: 09 mar. 2021.

MARX, K.; ENGELS, F. Manifesto comunista. Organização e introdução de Osvaldo Coggiola. 1. ed. 4. reimp. São Paulo: Boitempo, 2005.

MONASTA, A. Antonio Gramsci. Tradução e organização de Paolo Nosella. Coleção Educadores. Brasília: Ministério da Educação / Fundação Joaquim Nabuco, 2010.

NOGUEIRA, C. M. M.; NOGUEIRA, M. A. A sociologia da educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 78, abr. 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v23n78/a03v2378.pdf. Acesso em: 10 set. 2020.

SÁ, N. P. Aprofundamento das relações capitalistas no interior da escola. Cadernos de pesquisa, São Paulo, 1986. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1334. Acesso em: 25 jun. 2020.

SAVIANI, D. Escola e Democracia: para além da “teoria da curvatura da vara”. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 227-239, dez. 2013.

SAVIANI, D. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação e política. 42. ed. São Paulo: Autores Associados, 2012. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo, v. 5).

SAVIANI, D. Os desafios da educação pública na sociedade de classes. In: ORSO, P. J. (org.). Educação, sociedade de classes e reformas universitárias. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 9. ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

VELLOSO, J. Socialização e trabalho: escola e produção capitalista. Revista em Aberto, Brasília, v. 3, n. 19, mar. 1984. Disponível em: http://rbep.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/1858. Acesso em: 28 jun. 2020.

Downloads

Publicado

01/07/2021

Como Citar

LINS, M.; DERISSO, J. L.; PULITA, E. J. Sobre a possibilidade de uma pedagogia crítica para a escola pública contemporânea. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 3, p. 2010–2029, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i3.15419. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15419. Acesso em: 25 out. 2021.