Interlocuções entre análise qualitativa de conteúdo e software de dados webQDA na pesquisa em educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17i4.16804

Palavras-chave:

Pesquisa em educação, Análise de conteúdo, Software webQDA

Resumo

O artigo apresenta recorte teórico-metodológico de pesquisa qualitativa em educação, do tipo descritivo-interpretativa, e as possíveis interlocuções entre a Análise Qualitativa de Conteúdo e o Software de Análise Qualitativa de Dados webQDA. Foram analisados os memoriais e os relatos de pedagogos atuantes em escolas públicas de Educação Infantil e dos Anos Iniciais de Ensino Fundamental, a partir da perspectiva Freireana, da experiência de si em Jorge Larrosa e da (auto)formação em Marie-Christine Josso. Apresenta-se as conceituações da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2016) e do Software de Análise Qualitativa de Dados webQDA, bem como os pontos de aproximação entre os dois métodos de análise qualitativa de dados. Ao final, descreve-se como a aplicação destes métodos contribuíram para o trabalho dos pesquisadores, estimulando outros pares, para que a pesquisa em educação possa avançar no sentido do uso das tecnologias de análise qualitativa de informações para facilitar a construção do corpus de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Santos da Cruz, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS – Brasil

Pós-doutoranda em Educação.

Adriana Moreira da Rocha-Veiga, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS – Brasil

Professora Associada no Departamento de Fundamentos da Educação e Professora permanente nos Programas de Pós-Graduação em Educação e Políticas Públicas e Gestão Educacional. Doutorado em Educação (UNICAMP).

Luis Miguel Dias Caetano, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Fortaleza – CE – Brasil

Professor. Doutorado em Educação - Tecnologia Educativa (UAc/Portugal).

Referências

ALLIAUD, A. Los artesanos de la enseñanza: Acerca de la formación de maestros con oficio. Buenos Aires: Editora Paidós, 2017.

AMADO, J. Manual de investigação qualitativa em educação. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2017.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução: Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BERRY, K. S. Estruturas da Bricolagem e da Complexidade. In: KINCHELOE, J. L.; BERRY, K. S. Pesquisa em Educação: Conceituando a bricolagem. Tradução: Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2007.

BRONFRENBRENNER, U. Bioecologia do desenvolvimento humano: Tornando os seres humanos mais humanos. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CRUZ, D. S. Vivenciar aprendendo: Contribuições da pedagogia Waldorf à formação do pedagogo no Século XXI. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Santa Maria, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/25351. Acesso em: 10 set. 2022.

CRUZ, D. S. Pedagogia da Bricolagem: Ofício de educadores e educadoras artífices. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Santa Maria, 2022. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/25351. Acesso em: 10 set. 2022.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Unesp, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2020.

JOSSO, M. C. A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. Educação, Porto Alegre, v. 3, n. 63, p. 413-438, set/dez. 2007. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/848/84806302.pdf. Acesso em: 21 jan. 2022.

JOSSO, M. C. Caminhar para si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010.

KINCHELOE, J. L. Para além do Reducionismo: Diferença, criticalidade e multilogicidade na bricolagem e no pós-formalismo. In: PARASKEVA, J. (org.). Currículo e Multiculturalismo. Portugal: Edições Pedago, 2006.

KINCHELOE, J. L.; BERRY, K. S. Pesquisa em Educação: Conceituando a bricolagem. Tradução: Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2007.

KINCHELOE, J. L.; McLAREN, P. Repensando a Teoria Crítica e a Pesquisa Qualitativa. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (org.). O Planejamento da Pesquisa Qualitativa: Teorias e abordagens. Tradução: Sandra Regina Netz. Porto Alegre: Artmed, 2006.

LARROSA, J. Experiência e alteridade em educação. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 19, n. 2, p. 4-27, jul. 2011. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/2444. Acesso em: 18 out. 2021.

MACIEL, A. M. R. O professor-cidadão no exercício da docência. Um modelo conceitual unificador. 1995. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Santa Maria, RS, 1995.

MACIEL, A. M. R. Formação na docência universitária? Realidade e possibilidade na docência universitária? Realidade e possibilidades a partir do contexto da Universidade de Cruz Alta. 2000. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2000.

MACIEL, A. M. R.; VIERA TREVISAN, N. Repercussões da Ambiência teórica positiva no desenvolvimento profissional docente. In: CONGRESO LATINOAMERICANO DE FILOSOFÍA DE LA EDUCACIÓN, 2., 2013, Uruguai. Anais […]. Uruguai, 2013.

PILLATTI, L. A.; PEDROSO, B.; GUTIERREZ, G. L. Propriedades psicométricas de instrumentos de avaliação: Um debate necessário. RBECT. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba, v. 3, n. 1, p. 81-91, jan./abr. 2010. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/619/469. Acesso em: 08 set. 2022.

RODRIGUES, C. S. D. et al. Pesquisa em educação e bricolagem científica: Rigor, multirreferencialidade e interdisciplinaridade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 46, n. 162, p. 966-982, out./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/Lm5MCLHGmLMhNsGTdBTKrWG/abstract/?lang=pt. Acesso em: 14 ago. 2022.

SENNETT, R. O artífice. Tradução: Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Record, 2019.

SOUZA, D. N.; COSTA, A. P.; SOUZA, F. N. Importância do questionamento em todo o processo de Investigação Qualitativa. In: SOUZA, F. N.; SOUZA, D. N.; COSTA, A. P. (org.). Investigação Qualitativa: Inovação, Dilemas e Desafios. Aveiro, Portugal: Ludomedia, 2014.

Publicado

30/12/2022

Como Citar

CRUZ, D. S. da; ROCHA-VEIGA, A. M. da; CAETANO, L. M. D. Interlocuções entre análise qualitativa de conteúdo e software de dados webQDA na pesquisa em educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. 4, p. 2565–2581, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17i4.16804. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16804. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos