Por que se aprende - o que pensam os estudantes universitários brasileiros

Autores

  • Luiz Gustavo Freire

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v5i3.3708

Resumo

Este texto apresenta parte dos resultados de uma pesquisa que pretendeu compreender as concepções de aprendizagem de estudantes universitários brasileiros no enquadramento da fenomenografia. Entre outras dimensões, um grupo deles foi entrevistado sobre as funções da aprendizagem, ou seja, na sua opinião porque ou para que se aprende. As respostas foram sujeitas a uma análise de conteúdo, que permitiu demonstrar a existência de funções adaptativas, cognitivas, motivacionais e interpessoais, atribuídas à aprendizagem. Algumas dessas foram interpretadas em função dos aspectos culturais dos entrevistados.

Downloads

Como Citar

FREIRE, L. G. Por que se aprende - o que pensam os estudantes universitários brasileiros. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 5, n. 3, p. 331–341, 2011. DOI: 10.21723/riaee.v5i3.3708. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/3708. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos