Alguns Aspectos da Obra de Piaget e sua Contribuição para o Ensino de Química

Marilde Beatriz Zorzi Sá, Ourides Santin Filho

Resumo


Este artigo apresenta algumas reflexões relativas à obra de Piaget e suas possíveis influências no cotidiano escolar, em especial no ensino de Química. Para isso, utilizamos autores cujos trabalhos usam como referência a obra de Piaget, além do próprio autor. Nossa intenção é auxiliar educadores a estabelecer uma relação entre os estudos desse epistemólogo, principalmente aqueles relacionados à Epistemologia Genética e o ensino de Química e de áreas afins. Procuramos também deixar claro que não se pretende reduzir a obra de Piaget a questões escolares, uma vez que ela se constitui em algo muito mais abrangente, além do fato de que os interesses pedagógicos se traduzem em interesses, a princípio, diferentes daqueles que são foco das pesquisas de Piaget. Nesse contexto parece-nos pertinente estender nossas considerações às possíveis contribuições de Piaget aos procedimentos de ensino e aos conhecimentos que os professores devem construir para atuarmos de maneira mais eficiente no processo de formação de nossos alunos. Notemos que tanto a escola quanto os estudos de Piaget apresentam em comum o interesse no desenvolvimento da criança.


Palavras-chave


Ensino de química. Epistemologia. Compreensão do conhecimento. Piaget.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n1.8180



Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587, ISSN: 2446-8606.

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.