Percursos formativos e experiências integradoras no ensino superior: partilhas no Brasil e em Portugal

Autores

  • Adriana Rocha Bruno Professora Adjunta do Depto. de Educação, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).
  • Cristhiane Carneiro Cunha Flor

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n.esp3.9062

Palavras-chave:

Formação docente no Ensino Superior. Percursos formativos. Experiências integradoras.

Resumo

No século XX diversos movimentos focalizaram a formação de professores em suas múltiplas possibilidades e o século XXI, como herança, precisa superar muitos desafios, dentre eles a formação dos docentes no/do Ensino Superior. A educação superior brasileira e portuguesa recebem professores formados, prioritariamente, para atuação em pesquisa, e submetem-se aos modelos alemão e norte-americano que alicerçam os cursos de pós-graduação stricto sensu, pautando-se na cisão entre ensino e pesquisa. O presente artigo trata dos processos formativos para a docência no Ensino Superior nos contextos brasileiro e português, a partir do olhar para duas pesquisas realizadas: a primeira retrata as ações desenvolvidas na implantação de um Programa de formação docente para professores ingressantes numa universidade pública brasileira e a segunda investigação traz dados de uma pesquisa desenvolvida em três universidades portuguesas sobre ações institucionais voltadas à docência no Ensino Superior. No primeiro caso, o estudo aponta que os professores consideram a formação continuada proveitosa, sugerindo continuidade, embora questionem a obrigatoriedade e algumas atividades realizadas à distância. No segundo, evidenciam-se a ausência de um Programa institucional e a capilaridade das ações formativas, trazendo algumas inovações; a não obrigatoriedade e seus desdobramentos e a carência de formação para a cultura digital.

Biografia do Autor

Adriana Rocha Bruno, Professora Adjunta do Depto. de Educação, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Pós-doutora em Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa-PT, Doutora e Mestre em Educação: Curriculo pela PUCSP e licenciada em Pedagogia. É professora Adjunta do Depto. de Educação, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), professora dos Programas de Pós-Graduação em Educação e em Gestão e Avaliação da Educação Pública - ambos da UFJF. É líder do Grupo de Pesquisa Aprendizagem em Rede - GRUPAR e pesquisadora da FAPEMIG, da CAPES e membro de duas redes internacionais de pesquisa: REGIET (Red Internacional de Grupos de Investigación en Educación y Tecnología, UPM), COLEARN (Collaborative Open Learning, The Open University). Interesses de estudo e pesquisa: Formação docente, Docência no Ensino Superior, Educação online e cultura digital, Didática, Aprendizagem de adultos, Neurociência, Linguagem emocional e Educação, mídias e tecnologias. Sites: https://sites.google.com/site/arbruno / http://gruparufjf.wix.com/pomardocencias. E-mail: arbruno@gmail.com.

Downloads

Publicado

30/11/2016

Como Citar

Bruno, A. R., & Flor, C. C. C. (2016). Percursos formativos e experiências integradoras no ensino superior: partilhas no Brasil e em Portugal. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 11(esp.3), 1573–1586. https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n.esp3.9062