Formação de professores alfabetizadores: a perspectiva de alfabetizar letrando-avanços e desafios

Vera Souto Alves

Resumo


Este artigo é fruto de vivência e reflexão enquanto formadora dos Programas de Formação Continuada de Professores Alfabetizadores lançados pelo Ministério da Educação – Profa- Programa de Formação de Professores Alfabetizadores, em 2001 e Pro-Letramento – Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental, em 2007; nos Municípios de Conde e Alhandra-PB, ministrados através das Secretarias de Educação e, também, como supervisora escolar que acompanhou a prática pedagógica de professoras cursistas do PNAIC – Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa , em 2013; o referido curso encontra-se em andamento nos municípios, o mesmo visa atender a meta prevista no PNE vigente. É destinado a professores das redes públicas que estão em exercício da docência nos ciclos da alfabetização do ensino fundamental. O objetivo aqui é retratar a proposta do referido curso (PNAIC), sua concepção de alfabetização e letramento, visando uma maior compreensão teórica e as repercussões na prática docente, relatando os desafios e os avanços, observados nessa transposição didática.


Palavras-chave


Alfabetização. Letramento. Formação de professor alfabetizador. Prática docente.

Texto completo:

PDF

Referências


AROEIRA, Maria Luísa.; PORTO, Amélia.; BIZZOTTO, Maria Inês. Alfabetização linguística da teoria à prática. Belo Horizonte, Dimensão, 2010.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: formação de professores no pacto nacional pela alfabetização na idade certa/Ministério da Educação. Brasília: MEC, SEB, 2012.

CASTANHEIRA, Maria Lucia.; MACIEL, Francisca Izabel Pereira.; MARTINS, Raquel Márcia Fontes (Org.). 2 ed. Belo Horizonte: Autentica Editora: Ceale, 2009 - (Coleção Alfabetização e Letramento na sala de Aula).

FRANCHI, Eglê. Pedagogia do alfabetizar letrando: da oralidade à escrita. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

KRAMER, Sônia. Alfabetização, leitura e escrita: formação de Professores em curso. São Paulo: Ática, 2010.

MACHADO, Rosiani Terezinha Soares.; FERREIRA, Carmen Regina Gonçalves. Alfabetização e letramento: algumas concepções sob o olhar de orientadoras de estudo do PNAIC. X ANPED SUL, Florianópolis, outubro de 2014.

MENDONÇA, Rosa Helena.; CARVALHO, Maria Angélica Freire (Orgs). Práticas de leitura e escritas. Brasília: Ministério da Educação 2006.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Básica, Resolução nº 7, de 14 de dezembro de 2010. Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos.

PERRENOUD, Philippe. A prática reflexiva no ofício de professor profissionalização e razão pedagógica. Tradução Claudia Schilling. Porto Alegre, RS: Artmed Editora, 2002.

PICCOLI, Luciana.; CAMINI, Patrícia. Práticas pedagógicas em alfabetização: espaço, tempo e corporeidade. Edelbra, 2012.

PIETRE, Emerson. Práticas de leitura e elementos para a atuação docente. 2. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2009.

RODRIGUES, Janine Marta Coelho. Construindo a profissionalização docente. João Pessoa: Editora Universitária,2003. UFPB.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10848



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.