Avaliação compartilhada entre professores formadores e estudantes dos cursos de licenciatura

Autores

  • Andressa Graziele Brandt Universidade Federal de Santa Catarina - Doutoranda Pedagoga Supervisora Educacional e Professora da área de Pedagogia do Instituto Federal Catarinense( IFC) Campus Camboriú - SC
  • Franc-Lane Sousa Carvalho do Nascimento UEMA
  • Nadja Regina Sousa Magalhães Universidade Federal de Pelotas (UFPel),

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v22.n2.maio/ago.2018.11194

Palavras-chave:

Experiência de avaliação compartilhada, Formação inicial, Processos avaliativos, Auto avaliação, Avaliação como aprendizagem

Resumo

No presente trabalho abordamos a importância da avaliação compartilhada entre professor formador e estudantes na formação inicial e no desenvolvimento dos saberes dos futuros docentes, em vista das perspectivas e respostas que o professor retroalimentará suas práticas formativas. Partimos do seguinte questionamento de pesquisa: Como se efetiva a concepção de avaliação como aprendizagem em processos compartilhados de desenvolvimento dos saberes avaliativos nos licenciandos? Deste modo, tecemos como objetivo geral: analisar as experiências compartilhadas de avaliação entre professor formador e licenciandos nos componentes curriculares de História da Educação; Teorias Educacionais e Curriculares e Práticas e Processos Educativos I, ministradas nos cursos de licenciatura em Pedagogia e Matemática do IFC Campus Camboriú. Fundamentamo-nos em autores como: Esteban (2006); Hoffmann (2001, 2003); Libâneo (2012); Lukesi (2006), dentre outros. Essa pesquisa de caráter qualitativo, baseou-se no estudo de caso etnográfico, usamos as técnicas e instrumentos de pesquisa da observação participante e questionário. Percebemos que a avaliação compartilhada é um importante processo de formação dos futuros professores por meio de práticas educativas e pedagógicas dos professores formadores que desenvolvem processos de avaliação como processo de aprendizagem e emancipação dos sujeitos.

Biografia do Autor

Andressa Graziele Brandt, Universidade Federal de Santa Catarina - Doutoranda Pedagoga Supervisora Educacional e Professora da área de Pedagogia do Instituto Federal Catarinense( IFC) Campus Camboriú - SC

Doutoranda do PPGE da Universidade Federal de Santa Catarina na Linha de Pesquisa: Ensino e Formação de Professores. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Integrante do grupo de estudos e Pesquisas: Formação de Professores e Práticas de Ensino - FOPPE (UFSC/CNPq) e Integrante do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares: Educação, Saúde e Sociedade (UEMA/CNPq). Pedagoga- Supervisora Educacional e Professora da área de Pedagogia do Instituto Federal Catarinense - Campus Camboriú – IFC. E-mail: andressabrandt@hotmail.com; andressa.brandt@ifc.edu.br

Franc-Lane Sousa Carvalho do Nascimento, UEMA

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí - UFPI. Líder do GRUPO DE PESQUISAS INTERDISCIPLINARES: Educação, Saúde e Sociedade (CNPq/UEMA). Participou de um Estágio do Doutorado em Educação no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa - UL. Especialista em Coordenação Pedagógica pela UEMA e Avaliação Educacional pela UFPI, Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA. Professora Adjunto I do Departamento de Educação da UEMA do Centro de Estudos Superiores de Caxias - CESC. Trabalha como Coordenadora Pedagógica e Formadora na Secretaria Municipal de Educação, Ciências e Tecnologia de Caxias - SEMECT. É também Avaliadora de Avaliação Externa do MEC/INEP/SINAES, para autorização de cursos de graduação, passando a integrar o Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior ? BASis, Portaria nº 487, de 7 de junho de 2018. Pesquisas concluídas, em andamento, apresentadas e publicadas em eventos nacionais e internacionais. Experiências nas áreas de formação, desenvolvimento profissional, profissionalização docente, Pedagogia, saberes docentes, autismo e avaliação da aprendizagem. 

Nadja Regina Sousa Magalhães, Universidade Federal de Pelotas (UFPel),

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Pelotas na Linha de Pesquisa Currículo, Profissionalização e Trabalho Docente. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC na linha de Pesquisa: Ensino e Formação de Educadores. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, com especialização em Supervisão Escolar pela Universidade Cândido Mendes-RJ e especialização em Gestão Educacional pela Faculdade de Teologia Integrada - PE. É participante do grupo de Pesquisa ?INTERDISCIPLINAR: Educação, Saúde e Sociedade? da Universidade Estadual do Maranhão. Realiza estudos referentes à Educação Integral em Tempo Integral. Possui experiência na área de coordenação pedagógica e formação de professores e Educação a Distância.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed. 2001.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa, PT: 70, 2009.

CURADO SILVA, Kátia Augusta Pinheiro Cordeiro. A Formação de Professores na Perspectiva Crítico-emancipadora. Linhas Críticas, Brasília, DF, v. 17, n. 32. p. 13-31, 2011.

ESTEBAN, Maria Tereza. Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 2.ed. Coleção O sentido da Escola: Ed. DP&A. Rio de Janeiro, 2000.

ESTEBAN, Maria Tereza. Avaliação numa perspectiva emancipatória: desafio cotidiano às práticas escolares. In: GARCIA, Regina Leite.; ZACCUR, Edwiges. Cotidiano e diferentes saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Possíveis Tessituras entre currículo e didática: sobre conhecimentos, experiências e problematizações. In: LIBÂNEO, José Carlos.; ALVES, Nilda (Org.). Temas da Pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012, p. 98-123.

FRANCO, Maria Amélia do Rosário Santoro. Pedagogia e prática docente. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. 32.ed. Porto Alegre: Mediação, 2003.

LIBÂNEO, José Carlos; ALVES, Nilda (Org.). Temas da Pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 18.ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PIMENTA, Sema Garrido. Epistemologia da prática e ressignificando a Didática. In: PIMENTA, Sema Garrido; FRANCO, Maria Amélia Santoro (Org.). Didática: embates contemporâneos. São Paulo: Loyola, 2010, p. 15-41.

PIMENTA, Sema Garrido. Professor reflexivo: construindo uma crítica. In: PIMENTA, Sema Garrido; GUEDIN, Evandro. (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2005.

SANT’ANNA, Ilza Martins. Porque avaliar? como avaliar? critérios e instrumentos. 13 ed. Petróplis, RJ: Vozes, 2009.

SANTOS, Francesca Danielle G. dos.; CIASCA, Maria Isabel F. Lima. Avaliando o projeto “primeiro, aprender”: origem, implementação e percepção. In: VIANA, Tânia Vicente.; CIASCA, Maria Isabel Figueiras Lima.; SOBRAL, Adriana Eeufrásio Braga (Orgs.). Múltiplas dimensões em avaliação educacional. 1 ed. Fortaleza: Imprece editorial, 2010.

Downloads

Publicado

02/05/2018

Como Citar

Brandt, A. G., Nascimento, F.-L. S. C. do, & Magalhães, N. R. S. (2018). Avaliação compartilhada entre professores formadores e estudantes dos cursos de licenciatura. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 507–523. https://doi.org/10.22633/rpge.v22.n2.maio/ago.2018.11194

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)