Contribuições de Stephen Ball para o campo das políticas educacionais

Regina Célia Linhares Hostins, Olívia Rochadel

Resumo


Ao considerar a importância das abordagens sobre políticas educacionais que analisam criticamente a trajetória de políticas sociais e educacionais na busca de avaliar resultados e efeitos dessas políticas, notadamente no contexto do neoliberalismo, objetiva-se com o presente debater sobre o método teórico-analítico desenvolvido por Stephen J. Ball. Com foco desde o campo da Sociologia da Educação ou da “Sociologia das Políticas”, denominado Abordagem do Ciclo de Políticas e Theory of policy enactment reconhecida no Brasil como Teoria da interpretação/tradução da política no contexto da prática, Stephen Ball fez expressiva a contribuição da abordagem para as discussões do campo das políticas educacionais. Para atender ao objetivo geral da pesquisa, localizou-se as produções teórico-metodológicas do Prof. Dr. Stephen J. Ball, notadamente na década de 2003 – 2013; identificou-se os principais conceitos discutidos pelo autor no âmbito da sociologia das políticas e realizou-se procedimentos da análise de conteúdo pautados em Franco (2008).


Palavras-chave


Stephen J; Ball; Políticas educacionais; Pesquisa educacional; Ciclo de Políticas.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


AZEVEDO, J. M. L.; AGUIAR, M. A. Políticas de educação: concepções e programas. (p. 43- 51). In: WITTMANN, L. C. & GRACINDO, R. V. (Coord.). O estado da arte em política e gestão da educação no Brasil: 1991 a 1997. Brasília: INEP. 1999.

BALL, S. J. Politics and policy making in education: explorations in policy sociology. Nova York: Routledge. 1990.

BALL, S. J. Educational reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press. 1994.

BALL, S. J. Policy sociology and critical social research: a personal review of recent education policy and policy research. British Educational Research Journal, Manchester, v. 23, n. 3, p. 257-274. 1997.

BALL, S. J. Intelectuais ou técnicos? O papel indispensável da teoria nos estudos educacionais. In: BALL, S.J. & MAINARDES, J. Políticas Educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez. 2011.

BALL, S. J. Sociologias das políticas educacionais e pesquisa crítico-social: uma revisão pessoal das políticas educacionais e da pesquisa em política educacional. In: BALL, S.J. & MAINARDES, J. Políticas Educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez. 2011.

BALL, S. J.; BOWE, R. Subject departments and the “implementation” of National Curriculum policy: an overview of the issues. Journal of Curriculum Studies, London, v. 24, n. 2, p. 97-115. 1992.

BALL, S. J.; BOWE, R.; GOLD, A. Reforming education & changing schools: case studies in policy sociology. London: Routledge. 1992.

BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A. How schools do policy. Abingdon: Routledge. 2012.

BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A.; HOSKINS, K. Policy actors: Doing policy work in schools. Discourse: Studies in the Cultural Politics of Education,v. 32, n. 4, p. 625-639. 2011a.

BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A.; HOSKINS, K. Policy subject and policy actors in schools: Some necessary but insufficient analyses. Discourse: Studies in the Cultural Politics of Education,v. 32, n. 4, p. 611-624. 2011b.

CORBITT, B. Implementing policy for homeless kids in schools: reassessing the micro and macro levels in the policy debate in Australia. Journal of Education Policy, London, v. 12, n. 3, p. 165-176. 1997.

KIRTON, A. Access to higher education: a case study of policy intentions and policy effects. Tese (PhD/doutorado) – Institute of Education. University of London. 2002.

LOONEY, A. Curriculum as policy: some implications of contemporary policy studies for the analysis of curriculum policy, with particular reference to post-primary curriculum policy in the Republic of Ireland. The Curriculum Journal, London, v.12, n. 2, p. 149-162. 2001.

LOPES, A. C. Políticas curriculares: continuidade ou mudança de rumos? Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, 26, p. 109-118, maio/ago. 2004.

LOPES, A. C. & MACEDO, E. Contribuições de Stephen Ball para o estudo de políticas de Currículo. In: BALL, S.J. & MAINARDES, J. Políticas Educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez. 2011.

MAINARDES, J.; GANDIN, L. A. Contributions of Stephen J. Ball to the research on educational and curriculum policies in Brazil. London Review of Education, v. 11, n. 3, p. 256 - 264, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14748460.2013.840985. Acesso em: 10 ago. 2018.

MORAES, M. C. M. Avaliação da pós-graduação brasileira: novos paradigmas, antigas controvérsias. In: BIANCHETTI, L.; MACHADO, A. M. N. (Orgs) A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação de teses e dissertações. Florianópolis: UFSC; São Paulo: Cortez. 2002.

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio de Janeiro: Zahar. 1981.

VIDOVICH, L. Quality policy in Australian higher education of the 1990s: university perspectives. Journal of Education Policy, London, v. 14, n. 6, p. 567-586. 1999.

VIDOVICH, L.; O’DONOGHUE, T. Global-local dynamics of curriculum policy development: a case-study from Singapore. The Curriculum Journal, London, v. 14, n. 3, p. 351-370. 2003.

WALFORD, G. A policy adventure: sponsored grant-maintained schools. Educational Studies, Oxford, v.26, n. 2, p. 243-262. 2000.

WALLACE, M. & WRAY, A. Critical Reading and Writing for Postgraduates, London: Sage. 2006.

ZANTEN, V. A.; KOSUNEN, S. School choice research in five Europen countries: the circulation of Stephen Ball's concepts and interpretations. London Review of Education, v. 11, n. 3, p. 239 - 255, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14748460.2013.840984. Acesso em: 10 ago. 2018.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i1.11947



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.