Efeitos do estado gestor sobre o trabalho docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.16459

Palavras-chave:

Estado gestor, Avaliações externas, Saberes docentes, Trabalho docente

Resumo

Do tipo ensaio teórico, o presente texto pretende debater os efeitos da (re)configuração do Estado - sob o prisma do gerencialismo - no trabalho docente. Para tanto, reflete, em linhas gerais, acerca dos sentidos do Estado gestor na interface com a educação e aborda as avaliações externas e os saberes docentes como objetos que ilustram os rebatimentos desse modelo de Estado no trabalho docente. Conclui-se que as funções docentes, compreendidas como aquelas que tinham no ensinar-aprender seu foco central, tem sido subsumidas por características mais ampliadas e que perpassam o controle externo e a formação desse profissional, apontando, portanto, para as implicações das condições de trabalho sobre o trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tácio Assis Barros, Universidade Federal de Jataí (UFJ), Jataí – GO – Brasil

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Bolsista FAPEG.

Mariza Almeida Rosa Pereira, Universidade Federal de Jataí (UFJ), Jataí – GO – Brasil

Mestranda no Programa de Pós-graduação em Educação. Docente da Rede Estadual de Goiás.

Camila Alberto Vicente de Oliveira, Universidade Federal de Jataí (UFJ), Jataí – GO – Brasil

Docente da Unidade Acadêmica Especial de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação.

Referências

BALL, Stephen John. Cidadania Global, Consumo e Política Educacional. In: SILVA, Luiz Heron da (org.). A Escola Cidadã no contexto da globalização. Petrópolis, RJ: Vozes, p. 121-137, 1998.

BALL, Stephen John. Educação como um grande negócio. In: Ball. Stephen J. Educação Global S.A.: Novas redes políticas e o imaginário neoliberal. Trad. Janete Bridon. Ponta Grossa: UEPG, 2014. 270 p.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Uma reforma gerencial da administração pública no Brasil. Revista do Serviço Público, São Paulo, v.49, n.1, p. 26, jan./mar. 1998.

GANDIM, Luís Armando; LIMA, Iana Gomes de Lima. Entendendo o estado gerencial e sua relação com a educação: algumas ferramentas de análise. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 7, n. 1, p. 69-84, 2012. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/3398/2809. Acesso em: 20 mai. 2019.

HYPÓLITO, Álvaro Luiz Moreira. Trabalho docente e o novo plano nacional de educação: valorização, formação e condições de trabalho. Caderno Cedes, Campinas, v. 35, n. 97, p. 517-534, set./dez. 2015.

KOSIK, Karel. Dialética da totalidade concreta. In: KOSIK, Karel. Dialética do concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LIMA, Antônio Bosco; SANTIAGO, Sandra Helena Moreira. Reforma do Estado e controle avaliativo. Uberlândia: EDUFU, 2011.

MAUÉS, Olgaíses Cabral. O trabalho docente no contexto das reformas. GT 5 – Política Educacional. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 28., 2005, Caxambu. Anais [...]. Caxambu, MG, 2005. Disponível em: www.anped.org.br. Acesso em: 10 jun. 2021.

PÉREZ, Carlota. Nuevo Patron Tecnológico y Educacion Superior: uma aproximación desde la empresa. Caracas: G. López Ospina, 1991.

ROBERTSON, Susan; VERGER, Antoni. A origem das parcerias público-privada na governança global da educação*. Educ. Soc., Campinas, v. 33, n. 121, p. 1133-1156, dez. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302012000400012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 22 maio 2021.

SAVIANI, Dermeval. Os saberes implicados na formação do educador. In: BICUDO, Maria Aparecida; SILVA JUNIOR, Celestino Alves (org.). Formação do educador: dever do Estado, tarefa da Universidade. São Paulo: Unesp, 1996. p. 145-155.

SAVIANI, Dermeval: PDE Plano de Desenvolvimento da Educação: análise crítica da política do MEC. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2009.

SAVIANI, Dermeval. Como avançar? Desafios teóricos e políticos da pedagogia histórico–crítica hoje. In: PASQUALINI, Juliana Campregher; TEIXEIRA, Lucas André; AGUDO, Marcela de Moraes (org.). Pedagogia histórico–crítica: legado e perspectivas. Uberlândia: Navegando Publicações, 2018. p. 235-255.

SHIROMA, Eneida Oto; EVANGELISTA, Olinda. Avaliação e responsabilização pelos resultados: atualizações nas formas de gestão de professores. PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 29, n. 1, 127-160, p. 142, jan./jun. 2011.

SHIROMA, Eneida Oto. Experiências coletivas de pesquisa em políticas educacionais: possibilidades para uma melhor intervenção na realidade concretas. [Entrevista concedida a Fernando Santos]. Revista Panorâmica, Barra do Garças, p. 274-281, 2021.

Downloads

Publicado

31/03/2022

Como Citar

BARROS, T. A.; PEREIRA, M. A. R.; OLIVEIRA, C. A. V. de. Efeitos do estado gestor sobre o trabalho docente. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, p. e022012, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.16459. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16459. Acesso em: 25 maio. 2022.