Características de mentalidade e vida pessoal de professores nas províncias periféricas da Rússia na segunda metade do século XIX e início do século XX

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25iesp.2.15275

Palavras-chave:

Ensino, Mentalidade, Estilo de vida, Século XIX, Império russo

Resumo

Este artigo considera as peculiaridades da formação da mentalidade de professores provinciais seriamente influenciadas pelos processos de modernização da sociedade russa. As mudanças ocorridas na esfera social e seu impacto no magistério provincial foram a mudança de atitude em relação à fé, o casamento e as relações familiares, a feminização da sociedade, a transformação das atitudes sociais e a formação de um novo sistema de valores. O novo sistema de valores que emergiu neste período minou a autoridade dos fundamentos patriarcais tradicionais e criaram-se condições para a formação de uma nova cultura demográfica onde as mulheres instruídas também eram as portadoras do progresso. Surgiu uma nova atitude social, segundo a qual os estatutos sociais e profissionais não se baseavam na origem, mas no mérito individual. Esses fenômenos também se refletiram no desenvolvimento da profissão docente como grupo social e profissional. A mentalidade dos professores é formada como um conjunto estável de preferências formadas no nível da consciência coletiva em torno de normas socioculturais tradicionalmente estabelecidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Razilia Rauilovna Zhilkibaeva, Kazan Federal University (KPFU), Kazan

Assistant of the Department of General and National History, Faculty of Philology and History, Yelabuga Institute. Ph.D. in History.

Referências

BANNIKOVA, E.V. Everyday life of the provincial merchants: based on the materials of the Ural provinces of the pre-reform period. 2014. p. 251.

BURDINA, G. M. et al. Kazan Educational District in 1917: transformation of the educational system and problems of school. Distrito Educativo de Kazan en 1917: transformación del sistema educativo y problemas de las comunidades escolares. Revista ESPACIOS, v. 38, n. 56, 2017.

GABDRAFIKOVA, L. R. Formation of the lifestyle of the tatar bourgeois society: second half of the 19th - early 20th century. 2013. p. 452.

KOSHMAN, L. V. City and urban life in Russia in the 19th century. Moscow: Russian Political Encyclopedia, s/a. p. 247-248.

MASLOVA, I. et al. Historical phenomenon of "role reversal" psychological aspect of the gender identity in history. European Journal of Science and Theology, v. 11, n. 5, p. 161-169, 2015.

MASLOVA, I. V. The mentality of the merchants of the county towns of the vyatka province of the XIX - early XX centuries, p. 31, 2008. p. 31.

PYURIYAINEN, D. M. The population of the county town of sarapul in the second half of the 19th - early 20th centuries: socio-cultural aspect. Izhevsk, 2013. p. 250-251.

ROZLUTSKA, G. M. et al. Educational traditions of healthy lifestyle of pupils of public schools of transcarpathia (1919–1939). Medical education, n. 2, p. 127-132, 2020. DOI: 10.11603 / me.2414-5998.2020.2.11162

SAFARYAN, A. Lifestyle. Knowledge. Understanding. Skill, n. 1, p. 246-248, 2008.

SAIFULLOVA, R. R. et al. National Gender Policy in Public Education in The Russian Empire in The Latter half OF the19th – Early 20th Centuries. International Journal of Environmental & Science Education, v. 11, n. 4, p. 349-35, 2016. DOI: 10.12973/ijese.2016.322a

SAIFULLOVA, R.; KRAPOTKINA, I.; POSPELOVA, N. The social status of teachers and education in the russian empire of the second half of the XIX century. Journal of Social Studies Education Research, v. 9, n. 3, p. 97-108, 2018.

VYATKA DIOCESAN BULLETIN. Informal department, No. 34, p. 1004, 1913.

Publicado

01/05/2021

Como Citar

ZHILKIBAEVA, R. R. Características de mentalidade e vida pessoal de professores nas províncias periféricas da Rússia na segunda metade do século XIX e início do século XX. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. esp.2, p. 901–909, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25iesp.2.15275. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15275. Acesso em: 17 set. 2021.