Contribuições da escola no reconhecimento de estudantes com altas capacidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25iesp.4.15938

Palavras-chave:

Formação de professores, Dotação e talento, Altas capacidades

Resumo

Acredita-se que os melhores meios para contribuir com o desenvolvimento do potencial dos estudantes com capacidade elevada encontram-se na escola.  É dela a responsabilidade de prover um projeto que conduza efetivamente ao desenvolvimento das crianças sinalizadas com potencial acima da média. Este trabalho expõe uma pesquisa cujo tema aborda a contribuição da escola no reconhecimento de estudantes mais capazes. Tem como objetivo identificar, na visão dos professores, quando é mais fácil visualizar os sinais de capacidade elevada dos estudantes no ambiente escolar. Como procedimento metodológico para coleta de informações, foi aplicado o questionamento a 36 professores da Rede de Ensino Municipal. As respostas foram analisadas conforme os construtos da Análise de Conteúdo propostos por Bardin (2011). Os resultados revelaram que as dificuldades encontradas pelos professores reiteram a importância e a melhoria das reuniões de formação docente para a tarefa de reconhecimento dos estudantes com altas capacidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilene Reis Cleto, Universidade de Taubaté (UNITAU), Taubaté – SP

Mestrado em Linguística Aplicada.

Maria José Milharezi Abud, Universidade de Taubaté (UNITAU), Taubaté – SP

Professora da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Doutorado em Educação (PUC-SP).

Referências

ALENCAR, E. M. L. S. Como desenvolver o potencial criador: um guia para a liberação da criatividade em sala de aula. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

CUPERTINO, C. M. B.; ARANTES, D. R. B. (org.). Um olhar para as altas habilidades: construindo caminhos. 2. ed. rev. atual. ampl. São Paulo: SE, 2012. 87 p.

GAGNÉ, F. Transforming gifts into talents: The DMGT as a developmental theory. High Ability Studies, v. 15, n. 2, p. 119-147, 2004. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/1359813042000314682. Acesso em: 7 jun. 2020.

GUENTHER, Z. C. Desenvolver capacidades e talentos: um conceito de inclusão. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

GUENTHER, Z. C. Caminhos para desenvolver potencial e talento. Lavras: UFLA, 2011.

GUENTHER, Z. C. Crianças dotadas e talentosas...não as deixem esperar mais! Rio de Janeiro: LTC, 2013.

SABATELLA, M. L. P. Talento e superdotação: problema ou solução? 2. ed. rev., atual. e ampl. Curitiba: Ibpex, 2008.

VIRGOLIM, A. M. R. Altas Habilidades/Superdotação: encorajando potenciais. Brasília, DF: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial, 2007.

Publicado

08/12/2021

Como Citar

CLETO, E. R.; ABUD, M. J. M. Contribuições da escola no reconhecimento de estudantes com altas capacidades. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. esp.4, p. 2031–2044, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25iesp.4.15938. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15938. Acesso em: 26 jan. 2022.