Filantropia de risco nas redes estaduais de ensino brasileiras

Análise das influências do Instituto Ayrton Senna

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v27i00.16940

Palavras-chave:

Instituto Ayrton Senna, Filantropia, Filantrocapitalismo, Privatização

Resumo

Este artigo integra pesquisa interinstitucional que mapeou e analisou estratégias de privatização da educação básica nas redes estaduais de educação pública do Brasil. O objetivo é apresentar a incidência do Instituto Ayrton Senna (IAS) no conjunto das redes e analisar este ator privado e seu modus operandi associado ao filantrocapitalismo. Foram levantados e tratados dados sobre a privatização da educação básica coletados junto às páginas institucionais de governos e organizações privadas. Os resultados indicam que o IAS incidiu prioritariamente em redes estaduais da Região Nordeste e Centro-oeste, no ensino fundamental e nos currículos dessas redes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Theresa Maria de Freitas Adrião, Universidade Estadual de Campinas

Professora Livre Docente no Departamento de Políticas, Administração e Sistemas Educ. Professora Visitante (PPGE-UFBA) – Salvador. Doutorado em Educação (USP).

Raquel Fontes Borghi, Universidade Estadual de Paulista

Docente do Departamento de Educação. Doutorado em Educação Escolar (UNESP).

Referências

ADRIÃO, Theresa. (coord.). Análise das consequências de parcerias firmadas entre municípios brasileiros e a Fundação Ayrton Senna para a oferta educacional. 2011. Processo 565709/2008 9. Disponível em: http://redefinanciamento.ufpr.br/ArquivoTextos/AdriaoPeroni.pdf. Acesso em: 22 jun. 2021.

ADRIÃO, Theresa et al. Análise do mapeamento das estratégias de privatização da educação básica no Brasil: atores, programas e consequências para a educação pública. Projeto de Pesquisa financiada pela FAPES, 2019/12230-7. 2019.

ADRIÃO, Theresa. Dimensões e Formas da Privatização da Educação no Brasil: caracterização a partir de mapeamento de produções nacionais e internacionais. Currículo sem Fronteiras, v. 18, p. 8-28, 2018.

ADRIÃO, Theresa. Atores privados na educação pública paulista: relação duradoura e melhorias pouco evidentes. In: VENCO, Selma; BERTAGNA, Regiane e GARCIA, Teise. Currículo, gestão e oferta da educação básica brasileira: incidência de atores privados nos sistemas estaduais das regiões Nordeste e Sudeste (2005-2018). São Carlos: Pedro & João Editores, 2021. 403 p. (Coleção Estudos sobre a privatização no Brasil, v. 3).

ADRIÃO, Theresa; PERONI, Vera. Consequências da atuação do instituto Ayrton Senna para a gestão da educação pública: observações sobre 10 estudos de caso. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 6, n. 1, p. 45-53, jan./jun. 2011.

BENN, Julia; SANGARÉ, Cécile; HOS, Thomas. (2018), Private Foundations’ Giving for Development in 2013-2015: Ongoing efforts to better reflect private philanthropic giving in OECD-DAC statistics on development finance. OECD Development Co-operation Working Papers, Paris, n. 44. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/development/private-foundations-giving-for-development-in-2013-2015_fed825bf-en;jsessionid=Uvau2rm5x1cleSYZiQWoqMANmcdGHg-ilozWTohJ.ip-10-240-5-48. Acesso em: 22 jun. 2021.

BISHOP, Mattew; GREEN, Michael. Philanthrocapitalism: How rich can save the world. Bloomsbury Press, 2008.

BORGHI, Raquel Fontes. Atuação do setor privado no processo de construção curricular: o sequestro dos fins públicos da educação. Revista on line de Política e Gestão Educacional, p. 2744-2758, 2021. DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v25i3.14903. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14903. Acesso em: 22 jun. 2021.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Brasília, DF: MF, MP, 2000. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp101.htm. Acesso em: 10 abr. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica: 2019: Resumo técnico. Brasília: Inep, 2021. 81 p.

COSTA, Marilda. Nova Gestão Pública e redefinições de fronteiras público-privadas na educação brasileira. Curitiba: Appris, 2019.

DOWBOR, Ladislau. O capitalismo se desloca: Novas arquiteturas sociais. São Paulo, Edições Sesc, 2020.

GARCIA, Teise. A gestão escolar no contexto da privatização na Educação Básica. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. esp3, p. 1355–1376, 2018. DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v22iesp3.12232. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/12232. Acesso em: 22 jun. 2021.

GUTIERRES, Dalva; COSTA, Marilda. O Financiamento e o Controle Social dos Recursos da Educação no Contexto das Parcerias Firmadas entre o Instituto Ayrton Senna (IAS) e Municípios Brasileiros. In: ADRIÃO, Theresa; PERONI, Vera. (org.). Gestão municipal da educação e as parcerias com o Instituto Ayrton Senna. Brasília: Anpae, 2019. Disponível em: https://www.seminariosregionaisanpae.net.br/BibliotecaVirtual/4-Publicacoes/GESTAO-MUNICIPAL-AYRTON-SENA.pdf. Acesso em: 10 jul. 2021.

INSTITUTO AYRTON SENNA (IAS). Relatório de resultados. 2012. Disponível em https://institutoayrtonsenna.org.br/content/dam/institutoayrtonsenna/documentos/relat%C3%B3rios-anuais/Relatorio-Institucional-2012.pdf. Acesso em: 15 de jul. 2021.

INSTITUTO AYRTON SENNA (IAS). Quem somos. [21--]. Disponível em https://institutoayrtonsenna.org.br/pt-br/quem-somos.html#historia. Acesso em: 20 de jul. 2021.

KLEES, Steven. The privatization of education: the big Picture. NORRAG, 21 fev. 2023. Disponível em: https://www.norrag.org/the-privatization-of-education-the-big-picture/. Acesso em: 01 mar. 2023.

LEAL, Aline. A implementação do projeto Alumbrar na rede estadual de ensino da Paraíba. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, PB, 2019.

LIMA, Licínio. Máquinas de administrar a educação: dominação digital e burocracia aumentada. Educação & Sociedade, Campinas, v. 42, set. 2021.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). GLOBAL NETWORK OF FOUNDATIONS WORKING FOR DEVELOPMENT (NETFWD). Venture Philanthropy in Development: Dynamics, Challenges and Lessons in the Search for Greater Impact. Paris: OECD Development Centre, 2014. Disponível em: https://www.oecd.org/dev/Venture Philanthropy in Development-BAT-24022014-indd5 11 mars.pdf. Acesso em: 20 jul. 2021.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). Private Philanthropy for Development: The Development Dimension. Paris: OECD Development Centre, 2018. Disponível em: https://www.oecd.org/dac/private-philanthropy-for-development-9789264085190-en.htm. Acesso em: 15 jun. 2021.

PERONI, Vera. Múltiplas formas de materialização do privado na educação básica pública no Brasil: sujeitos e conteúdo da proposta. Currículo sem Fronteiras, v. 18, n. 1, p. 212-238, jan./abr. 2018.

ROBERTSON, Susan; VERGER, Antony. A origem das parcerias público-privada na governança global da educação. Educação & Sociedade, v. 33, n. 121, p. 1133-1156, 2012.

SANTIN, Carina. O modelo de educação do Instituto Ayrton Senna: um estudo sobre políticas de assessoria aos municípios. 2016. 66 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2016.

SILVA, Fernando. Produção acadêmica sobre o Instituto Ayrton Senna (2002 -2015): Características e contribuições. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2016.

SILVA, Rui; ADRIÃO, Theresa. Redes sociais e política educacional: análise do Instituto Ayrton Senna no twitter de 2013 a 2020. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação-Periódico científico editado pela ANPAE, v. 37, n. 3, 2021.

SILVA, Rui; OLIVEIRA, Joana. Global education policy in Africanfragile and conflict-affected states: examining the Global Partnership. Education, Globalisation, Societies and Education, 2021. Disponivel em: https://www.researchgate.net/publication/352844082_Global_education_policy_in_African_fragile_and_conflict-affected_states_examining_the_Global_Partnership_for_Education. Acesso em: 22 set. 2021.

SOUZA, Silvana; CAETANO, Maria. Redes de relações e o Instituto Ayrton Senna. In: ADRIÃO, Theresa; PERONI, Vera. (org.) Gestão municipal da educação e as parcerias com o Instituto Ayrton Senna. 2. ed. Brasília: Anpae, 2019. Disponível em: https://www.seminariosregionaisanpae.net.br/BibliotecaVirtual/4Publicacoes/GESTAO-MUNICIPAL-AYRTON-SENA.pdf. Acesso em: 20 ago. 2021.

YOUNG, Michael. Teoria do currículo: o que é e por que é importante. Cadernos de Pesquisa, v. 44, n. 15, p. 190-202, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/4fCwLLQy4CkhWHNCmhVhYQd/?lang=pt. Acesso em: 23 set. 2021.

Publicado

19/05/2023

Como Citar

ADRIÃO, T. M. de F.; BORGHI, R. F. Filantropia de risco nas redes estaduais de ensino brasileiras: Análise das influências do Instituto Ayrton Senna. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 27, n. 00, p. e023025, 2023. DOI: 10.22633/rpge.v27i00.16940. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/16940. Acesso em: 19 jun. 2024.