Licenciatura indígena

Interculturalidades e decolonialidades em perspectiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v27iesp.1.17922

Palavras-chave:

Interculturalidade, Decolonialidade, Licenciatura indígena, Projeto de curso

Resumo

Este artigo debate a presença dos conceitos de interculturalidade e decolonialidade nos projetos pedagógicos das licenciaturas indígenas implantadas no Brasil. Os dados coletados foram retirados de doze projetos já aprovados e que tiveram ao menos uma turma. As informações buscadas estavam relacionadas com a presença explicita dos referidos conceitos e dos espaços reservados para eles. As respostas permitiram uma análise contextualizada sobre as mudanças na construção de novos cursos, especialmente as licenciaturas indígenas, que possuem a missão de formar educadores para atuar nas escolas indígenas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Vanderlei Ferreira da Costa, Instituto Federal da Bahia

Docente da Licenciatura Intercultural Indígena. Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa (UNESP).

Maria Aparecida Mendes de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados

Docente Licenciatura Intercultural Indígena. Doutorado em Educação (USP).

Referências

AUTHIER, R. J. Heterogeneidade(s) enunciativa(s). Cadernos de estudos linguísticos, Campinas, v. 19, p. 25-42, jul./dez. 1990. Disponível em: https://hugoribeiro.com.br/biblioteca-digital/Authier-Revuz-Heterogeneidades_enunciativas.pdf. Acesso em: 12 jun. 2022.

BRASIL. Referenciais para a formação de professores indígenas/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC; SEF, 2002.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 1, de 7 de janeiro de 2015. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores Indígenas em cursos de Educação Superior e de Ensino Médio e dá outras providências. Brasília, DF: MEC, 2015. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN12015.pdf?query=373/1997-CEE/MS. Acesso em: 10 jun. 2022.

CANDAU, V. M. Direitos humanos, educação e interculturalidade: As tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 3-7, p. 45-56, jan./abr. 2008. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/rbedu/v13n37/v13n37a05.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

COSTA, F. V. F. Educação escolar indígena: Um espaço intercultural em construção. In: COSTA, F. V. F.; FRANCO NETO, J. V. Educação Escolar Indígena, interculturalidade e Memória. Araraquara, SP: Letraria, 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática Educativa. 53. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

GROSFOGUEL, R. Para Descolonizar os Estudos de Economia Política e os Estudos Pós-coloniais: Transmodernidade, pensamento de fronteira e colonialidade global. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. (org.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Almedina, 2009.

MIGNOLO, W. El pensamiento decolonial: desprendimiento y apertura. Un manifiesto. In: CASTRO-GÓMES, S.; GROSFOGUEL, R. (org.). El giro decolonial: Reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores; Universidad Central, Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos y Pontificia Universidad Javeriana, Instituto Pensar, 2007.

MIGNOLO, W. Habitar La Frontera Sentir y pensar la descolonialidad. (Antología, 1999-2014). Barcelona: CIDOB y UACJ, 2015.

MIGNOLO, W.; WALSH, C. Las geopolíticas de conocimiento y colonialidad del poder. Entrevista a Walter Mignolo. In: WALSH, C.; SCHIWY, F.; CASTRO-GÓMEZ, S. Indisciplinar las ciencias sociales: Geopolíticas del conocimiento y colonialidad del poder. Perspectivas desde lo andino. Quito: UASB/Abya Yala, 2002.

OLIVEIRA, M. A. M. Práticas vivenciadas na constituição de um curso de Licenciatura Indígena em matemática para as comunidades indígenas Guarani e Kaiowá de Mato Grosso do Sul. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, 2009.

SEQUEIRA, R. M. Interculturalidade crítica e globalização. In: LUNA, J. M. (org.). Internacionalização do currículo: Educação, interculturalidade, cidadania global. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016.

TUBINO, F. Del interculturalismo funcional al interculturalismo crítico. 2005. Disponível em: http://red.pucp.edu.pe/wp-content/uploads/biblioteca/inter_funcional.pdf. Acesso em: 23 set. 2022.

WALSH, C. (De)Construir la Interculturalidad: Consideraciones críticas desde la política, la colonialidad y los movimentos indígenas y negros em el Ecuador. 2002. Disponível em: http://www.uasb.edu.ec/UserFiles/363/File/PonenciaLima1.pdf. Acesso em: 10 set. 2022.

WALSH, C. Geopolíticas del conocimiento, interculturalidad y descolonialización. Boletín ICCI-ARY Rimay, año 6, n. 60, Mar. 2004.

WALSH, C. Interculturalidad y colonialidad del poder. Um pensamiento y posicionamiento “otro” desde la diferencia colonial. In: CASTRO- GÓMEZ, S.; GROSFOGUEL, R. (org.). El giro decolonial: Reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores, 2007.

WALSH, C. Interculturalidade crítica e pedagogia decolonial: in- surgir, re-existir e re-viver. In: CANDAU, V. M. (org.). Educação intercultural na América Latina: Entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009.

WALSH, C. Pedagogías Decoloniales: Práticas Insurgentes de resistir, (re)existir e (re)vivir. Serie Pensamiento Decolonial. Equador: Editora Abya-Yala, 2017.

Publicado

13/05/2023

Como Citar

COSTA, F. V. F. da; OLIVEIRA, M. A. M. de. Licenciatura indígena : Interculturalidades e decolonialidades em perspectiva. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 27, n. esp.1, p. e023018, 2023. DOI: 10.22633/rpge.v27iesp.1.17922. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/17922. Acesso em: 17 maio. 2024.