Letramentos e mídias na formação continuada de professores universitários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14i4.10954

Palavras-chave:

Mídias, Letramentos, Formação continuada.

Resumo

Esta pesquisa buscou identificar como o perfil midiático do professor que usa mídias digitais e o ambiente Moodle numa universidade do sul do país pode ser alterado a partir da oferta de disciplinas de formação continuada. O referencial teórico teve como base a formação docente reflexiva e os estudos sobre letramentos. A pesquisa qualitativa levantou dados iniciais e finais do perfil midiático de 218 docentes iniciantes em dois cursos ministrados no intervalo de três anos, e identificou os fatores que são considerados pelos professores para adotar ou refutar as mídias e o Moodle em suas práticas didáticas. O perfil midiático que apareceu na pesquisa é o de profissionais abertos às inovações, com confiança e disposição e que incorporaram novas maneiras de ensinar com as mídias a partir dos cursos. No entanto, lhes falta apoio institucional que considere o trabalho extra que implica a inclusão das mídias e condições propícias e desafiantes para ampliação dos seus letramentos em práticas pedagógicas significativas.

Biografia do Autor

Dulce Márcia Cruz, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Departamento de Metodologia de Ensino

Doutora, Departamento de Metodologia de Ensino, doutora em Engenharia de Produção (UFSC), mestre em Sociologia Política (UFSC), graduada em Comunicação - Rádio e TV (FAAP).

Referências

CRUZ, D. M. Mediação pedagógica. In: MILL, Daniel. (org). Dicionário Crítico de Educação e Tecnologia. Campinas, SP: Papirus, no prelo.

CRUZ, D. M. Letramento midiático na educação a distância. In: FIDALGO, F. S. R. et al. (Org.). Educação a distância: meios, atores e processos. 1ed. Belo Horizonte: CAED UFMG, v. 1, p. 85-93, 2013.

CRUZ, D. M. O professor midiático no ensino superior: Inovação, linguagens e formação (práticas e reflexões). (Relatório de Pesquisa). CNPq, 58p, 2015.

BUCKINGHAM, D. Cultura Digital, Educação Midiática e o Lugar da Escolarização. Revista Educação Real. Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 37-58, set/dez, 2010. Disponível em: https://goo.gl/bhr6oE. Acesso em: 19 ago. 2017.

KENSKI, V. M. A urgência de propostas inovadoras para a formação de professores para todos os níveis de ensino. In: Revista Diálogo. v. 15, n. 45, Curitiba, 2015.

LEMKE, J. L. Letramento metamidiático: transformando significados e mídias. Trab. linguist. apl., Campinas, v. 49, n. 2, Dec. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tla/v49n2/09.pdf. Acesso em: 9 set. 2017.

PIMENTA, S. G. Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 2009.

ROGERS, E. M. Diffusion of inovations. New York: the Free Press, 1983.

ROJO, R. H. R. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

ZEICHNER, K. M. A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Lisboa: Educacão, 1993.

Publicado

02/09/2019

Como Citar

CRUZ, D. M. Letramentos e mídias na formação continuada de professores universitários. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 4, p. 2175–2188, 2019. DOI: 10.21723/riaee.v14i4.10954. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/10954. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos