Tensões e contradições do trabalho polidocente na formação de professores na modalidade a distância: uma análise do Programa Nacional Escola de Gestores na Universidade Federal de Ouro Preto

Autores

  • Breynner Ricardo de Oliveira Universidade Federal de Ouro Preto http://orcid.org/0000-0003-0956-4753
  • Lídia Gonçalves Martins Universidade Federal de São Paulo
  • Adriana Otoni Duarte Universidade Estadual de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v13.n2.2018.11063

Palavras-chave:

Formação de professores, Educação a Distância, Trabalho docente.

Resumo

O artigo analisa as tensões e contradições que permeiam o trabalho da equipe de formação do Programa Escola de Gestores, na Universidade Federal de Ouro Preto (PNEG/UFOP), no âmbito das ações de formação de professores que faziam parte da Política Nacional de Formação Continuada, até 2016. A partir da interação e dos processos pedagógicos e administrativos que conformam e vinculam esses sujeitos, foram realizadas 26 entrevistas formais com a equipe de formação que atuou no PNEG entre os anos de 2013 e 2016. As entrevistas evidenciam que as condições de trabalho e as questões orçamentárias revelam a fragilidade e a precariedade com que esse tipo de política tem sido implementada no Brasil.

Biografia do Autor

Breynner Ricardo de Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto

Professor-adjunto no Programa de Pós-graduação em Educação (UFOP). Doutor em Educação. Membro do Núcleo de Avaliação Educacional (NAVE)

Adriana Otoni Duarte, Universidade Estadual de Minas Gerais

Doutoranda em Educação

Referências

BRASIL. Lei nº 11.273, de 6 de fevereiro de 2006. Autoriza a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes de programas de formação inicial e continuada de professores para a educação básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11273.htm. Acesso em: 2 mar. 2016.

BRASIL. Programa Nacional Escola de Gestores. Projeto do curso de especialização em Gestão Escolar (lato sensu). Brasília: MEC/SEB, 2009b.

BRASIL. Resolução/CD/FNDE nº 24, de 16 de agosto de 2010. Estabelece orientações e diretrizes para o pagamento de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes dos programas de formação inicial e continuada de professores e demais profissionais de educação, implementados pela Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC) e pagas pelo FNDE. Diário Oficial da União – DOU, de 17-8-2010, Seção 1, págs. 11 a 14.

BELLONI, M. L. Ensaio sobre a educação a distância no Brasil. Educação & sociedade, v. 23, n. 78, p. 117-142, 2002.

BELLONI, M. L. Educação a distância. 6ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

BLIKSTEIN, P.; ZUFFO, M. K. As sereias do ensino eletrônico. In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, práticas, legislação e formação corporativa. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2006. p. 25-40.

CARNEIRO, R. Informática na educação: representações sociais do cotidiano. Cortez Editora, 2002.

CORTINHAS, M. S. Tutoria Presencial de polo de Apoio em EAD: um diferencial para a Educação a Distância. EDUCERE. Anais... Curitiba, 2008.

GATTI, B. A. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 37, jan./abr. 2008.

GOMES, A. M.; DOS SANTOS, A. L. F.; DE MELO, D. B. L. Escola de Gestores: política de formação em gestão escolar. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 25, n. 2, 2009.

HYPOLITO, A. M. Reorganização gerencialista da escola e trabalho docente. Educação: Teoría e prática, v. 21, n. 38, p. 59-78, 2011.

MILL, D. Estudos sobre os processos de trabalho em sistemas de educação a distância mediada por tecnologias da informação e da comunicação. Belo Horizonte, 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2002.

MILL, D.; FIDALGO, F. Espaço, tempo e tecnologia no trabalho pedagógico: redimensionamento na Idade Mídia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 88, n. 220, p. 421-444, 2007.

MILL, D.; SANTIAGO, C.; VIANA, I. Trabalho docente na educação a distância: condições de trabalho e implicações trabalhistas. Revista Extra-Classe, v. 1, n. 1, 2008.

MILL, D. R. S. RIBEIRO, L. R. C; OLIVEIRA, M. R.G. (Orgs.). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EdUFSCar, 2010.

MORAN, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. Papirus Editora, 2007.

MORAN, J. M. O ensino superior a distância no Brasil. Educação & Linguagem, v. 12, n. 19, p. 17-35, jan./jun. 2009.

Publicado

05/03/2018

Como Citar

de Oliveira, B. R., Martins, L. G., & Duarte, A. O. (2018). Tensões e contradições do trabalho polidocente na formação de professores na modalidade a distância: uma análise do Programa Nacional Escola de Gestores na Universidade Federal de Ouro Preto. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 13(3), 638–656. https://doi.org/10.21723/riaee.v13.n2.2018.11063

Edição

Seção

Artigos