O processo de estágio na formação docente de professores de língua inglesa: um olhar de licenciandas de um curso de Letras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v13.n2.2018.11333

Palavras-chave:

Letramentos acadêmicos, Práticas em inglês, Curso de Letras, Estágio, Identidade docente.

Resumo

Este estudo vislumbrou compreender de que forma três licenciandas de um curso de Letras Português/Inglês compreendiam as práticas de letramentos em inglês no contexto universitário. Para tanto, a metodologia adotada foi de cunho qualitativo, e utilizou de quatro instrumentos de investigação: questionário semiaberto; entrevista narrativa; relatórios de estágio; e, produção de relatos pessoais. Para a análise dos dados, estes foram divididos em três eixos: práticas de letramentos em inglês antes do curso, durante o curso universitário e práticas de letramentos para a formação docente. Assim, os dados das análises indicam que a construção dos discursos sobre a língua inglesa interfere na formação das identidades dos sujeitos deste estudo, apontando que a escola fundamentou as atividades formais, informais e de lazer com o inglês, marcando a pedagogização dos letramentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caique Fernando da Silva Fistarol, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Mestre em Educação pela linha de Linguagens, Arte e Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE).

Adriana Fischer, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Docente no departamento de Letras da FURB e no PPGE Doutora em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina.

Cyntia Bailer, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina; Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Doutora em Estudos da Linguagem (linha de pesquisa: Linguagem e Cognição) do Programa de Pós-Graduação em Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina.

PhD in Language Studies

Referências

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BARTON, D.; HAMILTON, M. Literacy, reification and the dynamics of social interaction. In: BARTON, D.; TUSTING, K. (Eds.). Beyond communities of practice: language, power and social context. [S. l.]: Cambridge University Press, 2005.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1999.

COLAÇO, S. F.; FISCHER, A. Letramentos acadêmicos em um programa de iniciação à docência: modos de interação em práticas em práticas pedagógicas. Linguagem e Ensino, Pelotas, v. 18, n. 1, p. 99-123, jan./jun. 2015.

DIONÍSIO, M. de L. Educação e os estudos atuais sobre o letramento. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 25, n. 1, p. 209-224, 2007.

FERREIRA, I. K. de S.; SANTOS, L. F. A aprendizagem de língua estrangeira nos anos iniciais do ensino fundamental. Letrônica, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 128, jul. 2010.

FISCHER, A. A construção de letramentos na esfera acadêmica. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007. 340 f.

FISCHER, A. Hidden features and overt instruction in academic literacy practices: a case study in Engineering. In: LILLIS, T. et al. (Orgs.). Working with academic literacies: case studies towards transformative practice. Parlor Press, p. 75-85, 2015.

FISTAROL, C. F. da S. Letramentos acadêmicos no curso de letras: práticas em inglês na voz de licenciandas. 2018. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Regional De Blumenau, Blumenau, 2018. Não publicado.

FRITZEN, M. P.; LUCENA, M. I. P. (Orgs.). O olhar da etnografia em contextos educacionais: interpretando práticas da linguagem. Blumenau: Edifurb, 2012.

GEE, J. P. Reading as situated language: a sociocognitive perspective. Journal of Adolescent & Adult literacy, Newark, v. 8, n. 44, p. 714-725, 2001.

GHIRALDELO, C. M. Representações de línguas e formação de professores. In: CASTRO, S. T. R.; SILVA, E. R. (Org.). Formação do profissional docente: contribuições de pesquisa em LA. Taubaté: UNIATU, 2006. p. 247-261.

HAMILTON, M. Expanding the new literacy studies. In: BARTON, D.; HAMILTON, M.; IVANIC, R. (Eds.), Situated literacies: reading and writing in context. New York: Routledge, 2000. p. 16-34.

HEINIG, O. Olhares enunciativos: reflexões sobre as pesquisas entre educação e linguagem. In: Neide de Melo Aguiar Silva; Rita Buzzi Rausch. (Org.). Pesquisa em Educação: pressupostos epistemológicos e dinâmicas de investigação. Blumenau: Edifurb, 2011, v. 1, p. 223-244.

LEA, M. R.; STREET, B. V. The academic literacies model: theory and applications. Theory into Practice, [S. l.], v. 4, n. 45, p. 368-377, 2006.

LEFFA, V. J. (Org.). O professor de línguas estrangeiras: construindo a profissão. 2. ed. Pelotas: EDUCAT, 2008.

MARCELO, C. A identidade docente: constantes e desafios. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 01, n. 01, p. 109-131, ago./dez. 2009.

NÓVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1992.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

SEIDLHOFER, B. Closing a conceptual gap: the case for a description of English as a lingua franca. International Journal of Applied Linguistics, Oslo, v. 11, n. 2, p. 133-158, 2001.

STREET, B. Eventos de letramento e práticas de letramento: teoria e prática nos novos estudos de letramento. In: MAGALHÃES, I. (Org.). Discursos e práticas de letramento: pesquisa etnográfica e formação de professores. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2012, p. 69-92.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Tradução Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

VÓVIO, C. L. Desconstruindo dicotomias: a articulação de saberes na escolarização de pessoas jovens e adultas. EJA em Debate, Florianópolis, vol. 1, n. 1. nov. 2012. Disponível em: https://periodicos.ifsc.edu.br/index.php/EJA/article/view/873/pdf#.V5_2SPkrIdU. Acesso em: 1 ago. 2016.

VÓVIO, C. L.; SOUZA, A. L. S. Desafios metodológicos em pesquisas sobre letramento. In: KLEIMAN, A. B.; MATENCIO, M. de L. M. (Org.). Letramento e formação do professor: práticas discursivas, representações e construção do saber. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2005. p. 41-64.

Publicado

05/03/2018

Como Citar

DA SILVA FISTAROL, C. F.; FISCHER, A.; BAILER, C. O processo de estágio na formação docente de professores de língua inglesa: um olhar de licenciandas de um curso de Letras. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 3, p. 623–637, 2018. DOI: 10.21723/riaee.v13.n2.2018.11333. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/11333. Acesso em: 9 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos