Indústria cultural, educação e trabalho docente: da semiformação à emancipação humana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.4.12911

Resumo

Ao mergulhar numa discussão importante, espera-se que dela se possa sair com uma amplitude maior de saberes, com a compreensão refinada da temática desenvolvida, e com a proposição de novos conhecimentos, seja para a dinâmica existencial, para a emancipação profissional ou para a convivência social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR

Docente do programa de pós-graduação em Educação. Doutora em Educação.

Anilde Tombolato Tavares da Silva, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR

Docente do Departamento de Educação. Pós-doutorado em Educação

Cândida Alayde de Carvalho Bittencourt, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR

Docente da área de formação de professores de Arte. Pós-doutorado em Educação.

Zuleika Aparecida Claro Piassa, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR

Docente do departamento de educação. Doutoranda em Educação.

Referências

ADORNO, T. W. Einleitung zum Vortrag Gesellschaft. In: Gesammelte Schriften. Herausgegeben von Rolf Tiedemann. Band 8. Frankfurt a. M., S.569-573, 1972.

ADORNO, T. W. Mínima Moralia: reflexões a partir da vida danificada. Trad. de Luiz Eduardo Bicca. São Paulo: Ática, 1992

PUCCI, B; SILVA, L. B. O. Relação atual entre Educação e Teoria Crítica da Sociedade no Brasil. In: LASTÓRIA, L. A. C. N (org) et al. Teoria Crítica: escritos sobre educação: contribuições do Brasil e Alemanha. 1 ed. São Paulo: Nankin, 2015, (p. 10-24).

WIGGERSHAUS, R. A Escola de Frankfurt: história, desenvolvimento teórico, significação política. Trad. de Lilyane Deroche-Gurgel e Vera de Azambuja Harvey. Rio de Janeiro: Difel, 2002.

Publicado

01/09/2019

Como Citar

OLIVEIRA, M. R. F. de; SILVA, A. T. T. da; BITTENCOURT, C. A. de C.; PIASSA, Z. A. C. Indústria cultural, educação e trabalho docente: da semiformação à emancipação humana. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp.4, p. 1876–1882, 2019. DOI: 10.21723/riaee.v14iesp.4.12911. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12911. Acesso em: 21 abr. 2021.