EVASÃO NO ENSINO SUPERIOR EM CURSOS PRESENCIAIS: UMA PROPOSTA PREVENTIVA POR MEIO DE UM TRATAMENTO ESTATÍSTICO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.13188

Resumo

O trabalho teve por objetivo propor o tratamento estatístico para investigar possíveis causas da evasão em uma Instituição do Ensino Superior (IES). O método estatístico adotado traçou o perfil do aluno propenso à evasão em função de tabelas de contingência que permite usar o teste qui-quadrado para avaliar a associação entre evasão e situação socioeconômica. Os resultados delinearam o perfil: gênero masculino da faixa etária de 16 a 20 anos, solteiro, não é egresso do terceiro grau; conhecimento satisfatório da língua inglesa; básico de informática, empregado, pertence à família de renda mensal igual ou inferior a 1,5 salários mínimos, sem descontinuidade do ensino médio particular para o superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jhoab Pessoa Negreiros, Universidade do Grande Rio (Unigranrio) Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Professor Adjunto Mestre Universidade do Grande Rio - Unigranrio e Doutorando no programa de pós-graduação em ciências computacionais CCOMP - IME/UERJ

Regina Serrão Lanzillotti, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Professora Titular do instituto de Matemática e Estatística IME/UERJ

Cristiane Oliveira de Faria, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Professora adjunta no Departamento de Análise Matemática do IME/UERJ e Coordenadora Geral do PPG-Comp.

Publicado

16/09/2020

Como Citar

NEGREIROS, J. P.; LANZILLOTTI, R. S.; FARIA, C. O. de. EVASÃO NO ENSINO SUPERIOR EM CURSOS PRESENCIAIS: UMA PROPOSTA PREVENTIVA POR MEIO DE UM TRATAMENTO ESTATÍSTICO. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 2, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v16i2.13188. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13188. Acesso em: 8 mar. 2021.