A interferência da herança cultural na educação sexual de agentes escolares: um estudo de uma instituição infantil do interior paulista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i1.13586

Palavras-chave:

Agentes escolares, Educação infantil, Educação sexual, Herança cultural

Resumo

A Educação sexual ainda é um assunto tratado como tabu e trabalhá-lo é essencial para uma formação natural e integral de todo e qualquer indivíduo desde a mais tenra idade. Partindo desta visão, o presente trabalho visa analisar e desvelar, com base na análise de três agentes escolares de uma Instituição de Educação Infantil, como a herança cultural cultivada no seio familiar pode vir a interferir no trabalho das questões relacionadas à sexualidade dentro e fora do âmbito escolar. Para a realização deste estudo partimos dos conceitos elaborados por Pierre Bourdieu, e para a análise dos dados utilizamos o método praxiológico, também elaborado pelo sociólogo francês e sua equipe. O estudo aqui proposto teve como intuito levantar algumas discussões acerca da interferência da herança familiar sobre a sexualidade.

Biografia do Autor

Maria Fernanda Celli de Oliveira, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação Escolar.

Luci Regina Muzzeti, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP

Professora no o Departamento de Didática. Doutorado em Educação (UFSCAR).

Referências

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Trad. Maria Helena Kühner. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

BOURDIEU, P. Escritos de Educação. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007. (Ciências sociais da educação)

BRASIL. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998. 436 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ttransversais.pdf. Acesso em: 26 fev. 2020.

GUIZZO, B. S.; FELIPE, J. Avanços e retrocessos em políticas públicas contemporâneas relacionadas a gênero e sexualidade: entrelaces com a Educação. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 37., 2015, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2015. Disponível em: www.anped.org.br/sites/default/files/trabalho-gt23-3858.pdf. Acesso em: 25 fev. 2020.

ORTIZ, R. 1930 - Pierre Bourdieu: sociologia. Trad. Paula Montero e Alícia Auzmendi. São Paulo: Ática, 1983. (Grandes cientistas sociais)

RIBEIRO, P. R. M. A institucionalização dos saberes acerca da sexualidade humana e da educação sexual no Brasil. In: FIGUEIRÓ, M. N. D. (Org.). Educação sexual: múltiplos temas, compromisso comum. Londrina: UEL, 2009. p. 129-140.

UNESCO. Orientações técnicas de educação em sexualidade para o cenário brasileiro: tópicos e objetivos de aprendizagem. Brasília: UNESCO, 2014. 53 p.

Publicado

02/01/2021

Como Citar

OLIVEIRA, M. F. C. de; MUZZETI, L. R. A interferência da herança cultural na educação sexual de agentes escolares: um estudo de uma instituição infantil do interior paulista. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 1, p. 176–188, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i1.13586. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13586. Acesso em: 28 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>