O PIBID e a aprendizagem do fazer docente em tempos de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16iesp.3.15299

Palavras-chave:

PIBID, Formação inicial, Aprendizagem docente, Ensino remoto

Resumo

A formação inicial de professores é sempre posta em xeque, seja quanto à organização curricular ou quanto aos seus métodos pedagógicos ou avaliativos. Assim, existem iniciativas como o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), criado em 2007, que visa fortalecer as licenciaturas. Com o olhar nesta temática, este texto objetiva refletir sobre as trajetórias do PIBID em três instituições federais brasileiras, evidenciando suas experiências em tempos de pandemia. De abordagem qualitativa, com uso da pesquisa documental, analisaram-se documentos referentes à edição 2020-2022. Conclui-se que, apesar de todos os desafios que o PIBID tem enfrentado, as instituições de ensino não medem esforços para a superação dos problemas em um contexto de trabalho remoto, fortalecendo os vínculos sociais e profissionais por meio de parcerias com outras instituições, fazendo uso dos recursos midiáticos e ferramentas virtuais com o fito de formar futuros professores capazes de atuar com êxito na profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francione Charapa Alves, Universidade Federal do Cariri (UFCA)

Professora do Curso de Licenciatura em Pedagogia, Colaboradora do Programa de Mestrado Profissional em Educação da Universidade Regional do Cariri (MPEDU/URCA) e Coordenadora do PIBID (Ciências e Pedagogia) da UFCA (Subprojeto 2020-2022). Doutorado em Educação (UFC).

Elcimar Simão Martins, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)

Professor Adjunto em cursos de licenciatura no Instituto de Ciências Exatas e da Natureza; nos mestrados Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis (MASTS); Ensino e Formação Docente (PPGEF UNILAB-IFCE); e Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UECE (PPGE UECE). Coordenador Institucional do PIBID. Doutorado em Educação Brasileira (UFC).

Maria Cleide da Silva Ribeiro Leite, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE)

Professora e Coordenadora de Área do PIBID (Artes). Doutorado em Educação (UECE).

Referências

ALMEIDA, M. I. Formação contínua de professores em face das múltiplas possibilidades e dos inúmeros parceiros existentes hoje. In: Formação contínua de professores. Brasília, DF: MEC: agosto de 2005.

ALVES, L. Aprendizagem em rede e formação docente: trilhando caminhos para a autonomia, a colaboração e a cooperação. In: VEIGA, I. P. A.; D'ÁVILA, C. (Org.). Profissão docente: novos sentidos, novas perspectivas. Campinas, SP: Papirus, 2008.

ANJOS, F. W.; BRITO, C. R. L. (Org.). Iniciação à docência. Memória e experiências do PIBID UFCA. Curitiba, PR: Appris, 2019.

BEHRENS, M. A. O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educação, Porto Alegre (RS), ano XXX, n. 3, p. 439-455, set./dez. 2007. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/2742. Acesso em: 10 set. 2020.

BRANDENBURG, C.; PEREIRA, A. S. M.; FIALHO, L. M. F. Práticas reflexivas do professor reflexivo: experiências metodológicas entre duas docentes do ensino superior. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, Fortaleza (CE), v. 1, n. 2, p. 1-16, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/3527. Acesso em: 12 abr. 2021.

BRASIL. Edital 07/2018: Chamada Pública para apresentação de propostas. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. 2018. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Brasília, DF: CAPES, 2018.

BRASIL. Edital 61/2013: Chamada Pública para apresentação de propostas. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. 2013. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Brasília, DF: CAPES, 2013. Disponível em: https://www1.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes. Acesso em: 10 fev. 2021.

BRASIL. Edital n. 2/2020. Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Brasília, DF: CAPES, 2020. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/06012019-edital-2-2020-pibid-pdf Acesso em 10 fev. 2021.

BRASIL. Lei n. 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, 30 dez. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 10 fev. 2021.

BRASIL. Lei n. 10.040, de 18 de agosto de 2020. Estabelece normas educacionais excepcionais a serem adotadas durante o estado de calamidade pública. Brasília, DF, 19 ago. 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/L14040.htm. Acesso em: 10 fev. 2021.

BRASIL. Lei n. 12.289, de 20 de julho de 2010. Dispõe sobre a criação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB e dá outras providências. Brasília, DF, 21 jul. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12289.htm. Acesso em: 10 fev. 2021.

BRASIL. Lei n. 12.826, de 05 de junho de 2013. Dispõe sobre a criação da Universidade Federal do Cariri - UFCA, por desmembramento da Universidade Federal do Ceará - UFC, e dá outras providências. Brasília, DF, 06 jun. 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12826.htm. Acesso em: 10 fev. 2021.

COSTA, E. A. S. et al. Formação de professores no contexto da integração internacional na CPLP: desafios institucionais da UNILAB. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO DAS UNIVERSIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA, 25., 2015, Lisboa. Anais [...]. Lisboa, Portugal: Europress/AULP, 2015. v. 2, p. 205-214. Tema: Novos desafios para o ensino superior após os objetivos de desenvolvimento do Milénio (ODM).

FLORENCIO, L. R. S; FIALHO, L. M. F; ALMEIDA, N. R. O. Política de Formação de Professores: A ingerência dos Organismos Internacionais no Brasil a partir da década de 1990. Holos, Natal (RN), v. 5, p. 303-312, 2017. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/5757. Acesso em: 12 abr. 2021.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra, 1992.

FUSARI, J. C.; FRANCO, A. P. A formação contínua como um dos elementos do Projeto Político Pedagógico da escola. In: Formação contínua de professores. Brasília, DF: MEC, ago. 2005.

GHEDIN, E.; ALMEIDA, M. I.; LEITE, U. F. L. Formação de professores: caminhos e descaminhos da prática. Brasília, DF: Líber Livro, 2008.

GHEDIN, E.; FRANCO, M. A. S. Questões de métodos na construção da pesquisa em educação. 2. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2011.

GIBBS, G. Análise de dados qualitativos. Porto Alegre, RS: Artmed, 2009.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo, SP: Atlas, 2007.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre, RS: Artmed, 2010.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo, RS: Cortez, 2011.

LEHER, R. Organização, Estratégia Política e o Plano Nacional de Educação. Curso de especialização do MST. rev. e ampl. São Paulo, SP: Centro de Estudo, Pesquisa e Ação em Educação Popular – CEPAEP, Faculdade de Educação da USP, out. 2014.

LIMA, M. S. L. Professores que formam professores: docência na universidade, entre o escrito e o vivido. 2012. Relatório (Pós-Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2007.

MARQUES, A. C. T. L.; PIMENTA, S. G. É possível formar professores sem os saberes da Pedagogia? Uma reflexão sobre Docência e Saberes. Revista Metalinguagens, São Paulo (SP), n. 3, p. 135-156, maio 2015. Disponível em: http://seer.spo.ifsp.edu.br/index.php/metalinguagens/article/view/504. Acesso em: 10 maio 2020.

MARTINS, E. S. (Org.). Conhecendo o programa institucional de bolsas de iniciação à docência: caderno de formação. Redenção, CE: UNILAB, 2020. v. 1.

MARTINS, E. S.; PIMENTA, S. G. Diversidade étnico-racial, formação e trabalho docente: (as)simetrias do tempo presente. Educ. Perspect., Viçosa (MG), v. 11, e020014, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/educacaoemperspectiva/article/view/9036. Acesso em: 10 maio 2021.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

NEVES, V. N. S. et al. Utilização de lives como ferramenta de educação em saúde durante a pandemia pela Covid-19. Educ. Soc., Campinas (SP), v. 42, e240176, 2021. DOI: doi.org/10.1590/ES.240176

PIMENTA, S. G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 8. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2012.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. 8. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2017.

ROCHA, E. M.; LIMA, J. M. S. Impactos e desafios do ensino on-line decorrentes da pandemia COVID-19. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 2, p. 377-390, abr./jun. 2021. e-ISSN: 1982-5587. DOI: doi.org/10.21723/riaee.v16i2.14526

SACRISTÁN, J. G. Tendências investigativas na formação de professores. Inter-Ação: Rev. Fac. Educ., Goiânia (GO), v. 27, n. 2, p. 1-54, jul./dez. 2002. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/view/1697. Acesso em: 10 maio 2021.

SANTOS, M. A. B.; FERREIRA, H. S.; SIMÕES, L. L. F. Saberes da docência aprendidos no PIBID: um estudo de caso com professores supervisores de educação física. Educação & Formação, Fortaleza (CE), v. 1, n. 2, p. 104-120, 2016. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/103. Acesso em: 12 abr. 2021.

SILVA, F. O.; RIOS, J. A. V. P. Narrativas de si na iniciação à docência: O PIBID como espaço e tempo formativos. Educação & Formação, Fortaleza (CE), v. 3, n. 2, p. 57–74, 2018. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/270. Acesso em: 12 abr. 2021.

UNILAB. Projeto Institucional PIBID UNILAB 2020. Redenção, CE, 2020.

UNILAB. Projeto Pedagógico Curso de Matemática: licenciatura. Redenção, CE, 2018.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Trad. Daniel Grassi. 2. ed. Porto Alegre, RS: Bookman, 2005.

Publicado

01/06/2021

Como Citar

ALVES, F. C. .; MARTINS, E. S.; LEITE, M. C. da S. R. O PIBID e a aprendizagem do fazer docente em tempos de pandemia. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. esp.3, p. 1586–1603, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16iesp.3.15299. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15299. Acesso em: 17 set. 2021.