Educação escolar do Paraguai

Organização, gênero e docência masculina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.16155

Palavras-chave:

Educação paraguaia, Gênero dos docentes, Professores homens

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar o que foi publicado em forma de livros e artigos científicos no Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamentos de Pessoal de Nível Superior (CAPES) sobre o primeiro nível da educação pública paraguaia, com ênfase para as relações de gênero, mais especificamente sobre a docência masculina no Paraguai. O trabalho, de natureza qualitativa, mostrou em seus resultados que o professor homem inicialmente era presença predominante na docência do Paraguai, porém este fator foi mudando ao longo dos anos, com o direito ao acesso à educação para as mulheres. Houve a feminização do magistério, e atualmente à docência masculina está em maior proporção na zona rural. Até o momento de finalização do presente estudo foi percebida a ausência de referenciais teóricos que abordem à docência masculina no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Gouvea Lopes, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciada em Pedagogia.

Josiane Peres Gonçalves, Universidade Federal de Santa Maria

Professora. Pós-doutorado em Educação (PUCRS).

Referências

BRASIL. A educação infantil nos países do MERCOSUL: Análise comparativa da legislação. Brasília, DF: MEC; SEB, 2013. Disponível em: http://primeirainfancia.org.br/wp-content/uploads/2016/01/mercosul1.pdf. Acesso em: 10 abr. 2020.

BRAVO, P. R. Género, educacion y desarrollo. Santiago, Chile: UNESCO, 1994. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000139579. Acesso em: 16 dez. 2019.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação Qualitativa em Educação Matemática: Uma introdução à teoria e aos métodos. Lisboa: Porto Editora, 1994.

DRIESSEN, G. The feminization of primary education: Effects of teachers’ sex on pupil achievement, attitudes, and behavior. International Review of Education, n. 53, p. 183-203, abr. 2007. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11159-007-9039-y. Acesso em: 23 nov. 2021.

ENCISO, A. Preferencias Peripecias de la docencia a través de la historia del Paraguay. Kuaapy Ayvu Revista Científico-Pedagógica del ISE, v. 4, n. 4/5, p. 23-32, 2014. Disponível em: http://www.inaesdi.edu.py/Revistas/index.php/ayvu/article/view/64. Acesso em: 15 abr. 2022.

FERREIRA, M. O. V. Mulheres e homens em sindicato docente: Um estudo de caso. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 122, p. 391-410, maio/ago. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-15742004000200006&script=sci_arttext. Acesso em: 12 maio 2020.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, maio/jun. 1995. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rae/v35n3/a04v35n3. Acesso em: 29 jan. 2020.

GONÇALVES, J. P.; DE CARVALHO, V. S. C. Estudo das representações sociais de professores homens de Mato Grosso do Sul sobre o trabalho realizado com crianças. Revista Latino-Americana de Geografia e Gênero, Ponta Grossa, v. 7, n. 2, p. 93-104, ago./dez. 2016. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/rlagg/article/view/7920. Acesso em: 13 maio 2020.

MARTINS, A. M.; RIOS, P. P. S.; VIEIRA, A. R. L. Relações de gênero na gestão escolar: A dicotomia entre mulheres e homens no cargo de diretora/diretor escolar. Ponta Grossa, PR: Athena Editora, 2019.

ORTOLAN, F. L. Dócil, elegante e caridosa: Representações das mulheres paraguaias na imprensa do pós-Guerra do Paraguai (1869-1904). 2010. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/24851. Acesso em: 09 abr. 2022.

PARAGUAI. Estado del arte de la profesión docente en Paraguay: Ideas inspiradoras para la elaboración de Políticas Educativas. Paraguai: Banco Mundial, 2013. Disponível em: https://documents1.worldbank.org/curated/pt/712631467986248993/pdf/98203-WP-P129179-Box391506B-PUBLIC-SPANISH-Estado-del-Arte-de-la-Profesion-Docente-en-Paraguay.pdf. Acesso em: 14 jan. 2020.

PARAGUAI. Informe nacional Paraguay educación para todos: Revisión nacional 2015 de la educación para todos. Assunción: Ministerio de Educacion y Cultura, 2014. Disponível em: https://desarrollo.org.py/admin/app/webroot/pdf/publications/08-10-2015-14-58-25-265246542.pdf. Acesso em: 07 maio 2020.

PARAGUAI. Ley n. 1.264. Ley General de Educación, de 26 de maio de 1998. Asunción: Ministério de Educación y Cultura. Disponível em: https://www.bacn.gov.py/leyes-paraguayas/3766/ley-n-1264-general-de-educacion. Acesso em: 10 fev. 2020.

RABELO, A. O. Professores discriminados: Um estudo sobre os docentes do sexo masculino nas séries do ensino fundamental. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 4, p. 907-925, out./dez. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022013005000004&script=sci_arttext. Acesso em: 05 jun. 2020.

RIVAROLA, D. M. La reforma educativa en el Paraguay. CEPAL, n. 40, p. 1-31, 2000. Disponível em: https://repositorio.cepal.org/handle/11362/5972. Acesso em: 13 mar. 2020.

ROESLER, P. S. A educação paraguaia: Quatro marcos históricos decisivos. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 9, n. 3, p. 136-150, dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/23054. Acesso em: 26 jan. 2022.

ROSSI, L. I. Z. La socialización escolar desde una perspectiva de género: Las maestras parvularias en el Paraguay. Población y Desarrollo, v. 2, n. 3, p. 20-23, 1991. Disponível em: https://revistascientificas.una.py/index.php/RE/article/view/182. Acesso em: 19 nov. 2020.

ROSSI, L. I. Z. Repensando la educación paraguaya desde la perspectiva de género. IX Corredor de las ideas, p. 1-10, 2008. Disponível em: http://corredordelasideas.org/ixcorredor/mesa5.html. Acesso em: 20 jun. 2020.

ROSSI, L. I. Z. História de la formación docente en Paraguay. Praxis Educativa, v. 19, n. 3, p. 32-44, set./dez. 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/jatsRepo/1531/153143329003/html/index.html#fn8. Acesso em: 22 jun. 2020.

SAYÃO, D. T. Relações de gênero e trabalho docente na educação infantil: Um estudo de professores em creche. 2005. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/106572/223081.pdf?sequen. Acesso em: 18 jan. 2022.

VIANNA, C. P. O sexo e o gênero da docência. Cadernos pagu, v. 17/18, p. 81-103, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-83332002000100003&script=sci_arttext. Acesso em: 08 jun. 2020.

Publicado

01/01/2023

Como Citar

LOPES, B. G.; GONÇALVES, J. P. Educação escolar do Paraguai: Organização, gênero e docência masculina. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023021, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.16155. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16155. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Pesquisas

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.