Avaliação da integração ensino-serviço na atenção básica do Sistema Único de Saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17089

Palavras-chave:

Avaliação, Saúde coletiva, Serviços de integração docente-assistencial

Resumo

O objetivo da pesquisa foi avaliar a efetividade da integração ensino-serviço em diferentes tipos de unidades docentes-assistenciais, identificando os modelos que mais favorecem a integração. Trata-se de uma pesquisa avaliativa, qualitativa, realizada em oito unidades básicas de saúde em município de Santa Catarina, selecionadas intencionalmente e classificadas em quatro tipos de acordo com características de orientação (supervisão ou preceptoria) e processo de trabalho (agenda compartilhada ou agenda própria). A matriz avaliativa, composta por 4 dimensões e 10 indicadores, foi desenvolvida por meio de revisão de literatura, entrevistas com atores envolvidos e técnicas de consenso para definição das dimensões, indicadores e validação. As unidades mais efetivas foram aquelas com processos de trabalho compartilhado e predomínio de supervisão. O estudo conclui que atividades conjuntas – com agenda compartilhada e supervisão – permitem maior integração e são as que mais qualificam a integração ensino-serviço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Francisco Gontan Albiero, Fundação Universidade Regional de Blumenau

Coordenador do Colegiado do Curso de Fisioterapia do Centro de Ciências de Saúde. Doutorado em Saúde Coletiva (UFSC).

Sérgio Fernando Torres de Freitas, Universidade Federal de Santa Catarina

Docente do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva do Departamento de Saúde Coletiva. Doutorado em Odontologia Social (UFF).

Joyce Ribeiro Rothstein, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Saúde Coletiva.

Referências

ALBIERO, J. F. G.; FREITAS, S. F. T. Modelo para avaliação da Integração ensino - Serviço em Unidades Docentes - assistenciais, na Atenção básica. Saúde e Debate, Rio de Janeiro, v. 41, n. 114, p. 753-767, 2017a. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/4DLNYjfmG8zRnTXgnCxm5Lw/?lang=pt. Acesso em: 03 ago. 2017.

ALBIERO, J. F. G.; FREITAS, S. F. T. Cenários de prática na atenção básica: Tipologia para unidades docente-assistenciais. Revista Brasileira de Promoção da Saúde, Fortaleza, v. 30, n. 3, p. 1-8, 2017b. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/5836. Acesso em: 07 dez. 2018.

ALBIERO, J. F. G.; FREITAS, S. F. T; MORAES, M.V. M, GONZAGA, L.; UBER, M. Integração Ensino-Serviço e suas perspectivas avaliativas: a percepção dos envolvidos. Revista Baiana Saúde Pública. Bahia, v. 41, n. 2, p: 380-393, 2017. Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-882919?lang=fr. Acesso em 08 dez. 2018.

ALVES, L. A. et al. Integração ensino-serviço: Experiência exitosa na atenção odontológica à comunidade. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, São Caetano do Sul, v. 16, n. 2, p. 235-238, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/10866. Acesso em: 09 jan. 2018.

BISPO, E. P. F.; TAVARES, C. H. F.; TOMAZ, J. M. T. Interdisciplinaridade no ensino em saúde: O olhar do preceptor na Saúde da Família. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 18, n. 49, p. 337-350, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/Hzkv4gBKqjS8fbbvksvHBZL/?lang=pt. Acesso em: 21 maio 2019.

BRASIL. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde; Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação em Saúde, 2009.

BREHMER, L.; RAMOS, F. R. S. Experiências de integração ensino-serviço no processo de formação profissional em saúde: Revisão integrativa. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 16, n. 1, p. 228-237, 2014. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/20132. Acesso em: 5 jan. 2017.

CÂMARA, A. M. C. S.; GROSSEMAN, S.; PINHO, D. L. M. La Educación interprofesional en PET-Salud: lapercepción de los tutores. Interface, Botucatu. v. 19, p. 817-829, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/b7pJcqdhKJdvKrBB3Y7mhWw/?lang=pt. Acesso em: 15 set. 2017.

CÂMARA, A.M.C.S, MELO, V.L.C; GOMES, M.G.P; PENA, B.C; SILVA, A.P; OLIVEIRA K.M. Percepção do Processo Saúde-Doença: Significados e Valores da Educação em Saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 36, n. 1, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/Kr5X5X4qZNWYCKmdfXDbqFN/?lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2018.

CECCIM, R. B.; FEUERWERKER, L. C. M. O Quadrilátero da formação para a área da saúde: Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social. PHYSIS: Revista Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 41-65, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/physis/a/GtNSGFwY4hzh9G9cGgDjqMp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 09 jan. 2018.

CONTANDRIOPOULOS, A.; CHAMPAGNE, F.; DENIS, J. L.; PINEAULT, R. A avaliação na área da saúde: Conceitos e métodos. In: HARTZ, Z. M. A. (org.). Avaliação em Saúde: Dos modelos conceituais à prática na análise da implantação de programas. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1997.

ELLERY, A. E. L.; BOSI, M. L. M.; LOIOLA, F.A. Integração Ensino, Pesquisa e Serviços em Saúde: Antecedentes, estratégias e iniciativas. Saúde Sociedade, São Paulo, v. 22, n. 1, p. 187-198, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sausoc/a/XZybmCZz3wDNhfXPgYSjy9B/?lang=pt. Acesso em: 17 jul. 2018.

FORTE, F. D. S.; PESSOA, T. R. R. F.; FREITAS, C. H. S. M.; PEREIRA, C. A. L.; CARVALHO JUNIOR, P. M. Reorienting dental education: the preceptor’s view of supervised internship in the Brazilian Health System (SUS). Interface, Botucatu. v. 19, n.1, p. 831-834. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/qFnwCDm6kbvWCbKLsLhbdRR/abstract/?lang=en . Acesso em: 15 maio 2016.

FEUERWERKER, L. C. M., SENA, R. R. Contribuição ao movimento de mudança na formação professional em saúde: uma avaliação das experiências UNI. Interface, Botucatu, v. 6, n. 10, p. 37-50, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/JKb7HZbwSk7vzWSzqyNzDSv/abstract/?lang=pt. Acesso em: 17 jul. 2018.

LIMA, P. A. B.; ROZENDO, C. A. Desafios e possibilidades no exercício da preceptoria do Pró-PET-Saúde. Interface, Botucatu, v. 19, n. 1, p. 779-791, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/7SgnzRWWpdJpc8nSpxNjsZL/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25 maio 2017.

MADRUGA, L. M. S.; RIBEIRO, K.S. Q. S.; FREITAS, C. H. S. M.; PÉREZ, I. A.B.; PESSOA T. R. R. F, BRITO, G. E. G. The PET-Family Health and the education of health professionals: students’ perspectives. Interface, Botucatu. v. 19, n.1. 2015. Disponível em: http://old.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832015000500805&script=sci_abstract. Acesso em: 30 mar. 2017.

PEREIRA, A. F. Integração ensino-serviço em Porto Alegre: A construção do distrito docente assistencial Glória-Cruzeiro-Cristal. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Práticas Pedagógicas em Serviços de Saúde) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/76124. Acesso em: 19 jul. 2020.

PIZZINATO, A. et al. A Integração Ensino-Serviço como Estratégia na Formação Profissional para o SUS. Revista Brasileira de Educação Médica. Brasília, v. 36, n. 1. p. 170-177, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/DZyZCgqb3NrDkpSgqVGgDNk/abstract/?lang=pt. Acesso em: 13 fev. 2017.

REIBNITZ, K. S. et al. Rede Docente Assistencial UFSC/SMS de Florianópolis: Reflexos da Implantação dos Projetos Pró-Saúde I e II. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, v. 36, n. 2, p. 68-75. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbem/a/LkyRgMvpq4FXpGXhmV6NyzM/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 7 maio 2017.

SANDER, B. Gestão da educação na América Latina: Construção e reconstrução do conhecimento. Campinas, SP: Autores associados, 1995.

SILVA, E. V. M. A Formação de Profissionais da Saúde em Sintonia com o SUS - currículo integrado e interdisciplinar. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2008.

TORRES, R. B. S. et al. Estado da arte das residências integradas, multiprofissionais e em área profissional da Saúde. Interface, Botucatu, v. 7, n. 23, p. 2-16, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832019000100206&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 19 jan. 2022.

Publicado

01/01/2023

Como Citar

ALBIERO, J. F. G.; FREITAS, S. F. T. de; ROTHSTEIN, J. R. Avaliação da integração ensino-serviço na atenção básica do Sistema Único de Saúde. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023007, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17089. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17089. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos