Política de reforço escolar e estudos de recuperação na rede municipal de ensino: entre o dito e o feito.

Autores

  • Ana Claudia Celice Vasconcelos Alves
  • Iraíde Marques Barreiro de Freitas

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v1i2.445

Resumo

Este trabalho, em andamento, tem por objetivo analisar a proposta de reforço escolar e estudos de recuperação de uma rede municipal de ensino do interior paulista, no que concerne à implementação do programa nas escolas de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental e à articulação entre os responsáveis pela proposta legal e os gestores das unidades escolares. Para análise nos fundamentamos na abordagem qualitativa. O reforço escolar e os estudos de recuperação fazem parte de propostas do sistema educacional brasileiro no combate ao fracasso escolar. Ao longo desses anos, são explicitados pela forma das políticas educacionais que os sistematizam e os legitimam. Parece haver, contudo, um distanciamento entre as iniciativas do poder público e a realidade articulada dentro da escola, passando a fazer parte deste estudo identificar elementos que compõem os desafios da implantação da proposta de reforço e recuperação, desde a rede municipal até as unidades escolares.

Downloads

Publicado

06/12/2007

Como Citar

ALVES, A. C. C. V.; FREITAS, I. M. B. de. Política de reforço escolar e estudos de recuperação na rede municipal de ensino: entre o dito e o feito. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 1, n. 2, p. 193–201, 2007. DOI: 10.21723/riaee.v1i2.445. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/445. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos