O financiamento das políticas educacionais dos municípios no contexto da reforma do estado brasileiro

Autores

  • Elaine Gonçalves Pires Mestranda em Contabilidade. UFBA - Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Ciências Contábeis. Salvador – BA – Brasil. 40070-010

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v6i2.4882

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar histórica e criticamente o processo de financiamento da educação publica no Brasil, bem como as suas influências na implementação dos Sistemas Municipais de Ensino. Abordando os principais impactos da Reforma do Estado no ensino, destacando a questão da municipalização, centralização, descentralização e desconcentração financeira. Demonstrando as estratégias das políticas neoliberais de retirar o Estado, as Políticas Sociais, de garantia do serviço da educação publica. Combinado pesquisa teórica com a experiência pratica profissional para confrontar com o ordenamento jurídico que estabeleceu a gestão democrática como principio de ensino publico e, por fim, refletir sobre a política educacional no contexto do Estado Capitalista com a influência do Banco Mundial.

Downloads

Como Citar

PIRES, E. G. O financiamento das políticas educacionais dos municípios no contexto da reforma do estado brasileiro. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 6, n. 2, p. 191–214, 2012. DOI: 10.21723/riaee.v6i2.4882. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/4882. Acesso em: 6 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos